terça-feira, 13 de setembro de 2011

OS VERDES ANOS: SUSANA ALVES




Olá,

Sou a Susana Alves, tenho 19 anos, vivo em Paredes e vou para o 2º ano do Curso de Ciências e Tecnologia do Ambiente na Faculdade de Ciências da Universidade do Porto.

Conheci a Orientação no Desporto Escolar através do meu Professor de Educação Física. Nessa altura desconhecia por completo este desporto e o que me despertou a atenção foi por ser praticado na Natureza. Lembro-me perfeitamente da minha primeira experiência numa floresta em que me fazia imensa confusão a bússola, ter de orientar o mapa e já para não falar nas curvas de nível. Demorei a perceber que a partida não correspondia ao triângulo e nunca corria sem ser por caminhos, mas nunca desisti por mais tempo que demorasse. Lembro-me que quando chovia ninguém da minha Escola aparecia mas a mim era quando me dava mais prazer ir para a floresta. Senti que estava aqui o desporto ideal para mim e que finalmente o tinha descoberto.

Nesta altura as provas que fazia eram raras e apenas pela Escola. Porém, no ano de 2008, após a minha participação no Nacional do Desporto Escolar, decidi federar-me pelo Grupo Desportivo dos Quatro Caminhos, o clube que veio a tornar-se como uma segunda família para mim.

Em Setembro de 2008 fiz a minha primeira prova como federada. Se até aqui a minha vida tinha sido simplesmente estudar e sentar no sofá, a partir daqui tudo mudou sem eu dar bem por isso. Comecei então a correr e a tentar seguir o plano de treinos que o António Marcolino me dava, porque saía sempre tarde da Escola e, como morava longe, o tempo que tinha era muito pouco.

Foi a partir daqui que as minhas notas subiram muito e apesar de o tempo estar muito mais ocupado, através da Orientação comecei a ter objectivos pessoais e uma maior ambição, o que me fez esforçar nos estudos e tirar notas que seriam impensáveis até então. E se hoje estou a estudar aquilo que queria, foi devido a tudo isto.

Mas foi no ano passado, no momento em que soube que ficaria a estudar no Porto, que decidi que nesse ano iria levar o treino mais a sério, até porque teria melhores oportunidades para treinar na Maia acompanhada pelo meu treinador.

Não foi fácil no início uma pessoa que não estava habituada a ter uma vida activa, começar a treinar diariamente. Mas a persistência, o fantástico treinador e as pessoas que me acompanhavam no treino, tornou tudo muito mais fácil. E para quem não gostava de todo correr, tornou-se num belo prazer.

Na Orientação já passei por momentos incríveis mas dois ficaram gravados especialmente. Um deles foi quando fui juntamente com a Joana Costa e a Isabel Sá campeã nacional de Sprint e Média em 2009. Outro foi quando fui campeã nacional de Estafetas juntamente com a Maria Sá e a Isabel Bonifácio, em 2010. Não foi apenas pelos resultados, mas pelos momentos de felicidade que passei com o meu clube.

No entanto, o momento mais emocionante foi ter a possibilidade de assistir a um Campeonato do Mundo, como aconteceu este ano em França e ao mesmo tempo poder correr nesses terrenos.

Agora daqui para a frente é tentar melhorar sempre a cada dia, continuar a ter um treino regular e - sem dúvida o mais importante! - aproveitar a alegria que é fazer Orientação! Tudo o resto de bom que aconteça virá por acréscimo.

Quero aproveitar para deixar um muito obrigado ao meu treinador António Marcolino, ao meu clube Grupo Desportivo dos Quatro Caminhos e a todas as pessoas que treinam diariamente comigo porque foram elas que tornaram tudo possível.

Susana Alves
Grupo Desportivo dos Quatro Caminhos
Fed 4578

1 comentário:

Lils disse...

Bem, que belo texto! Grande Susana, é assim mesmo!

Beijinho