sexta-feira, 23 de setembro de 2011

EOC MTBO 2011: SOB O SIGNO DA DESILUSÃO!




Desilusão! Desta forma se pode resumir o sentimento patente entre as hostes portuguesas, agora que os Campeonatos da Europa de Orientação em BTT 2011 chegam ao fim. Sem nunca sair da mediania, o conjunto de resultados alcançados pelos nossos atletas fica muito aquém do esperado, servindo de fraca consolação o 29º lugar de Davide Machado na final de Distância Longa desta manhã e que iguala a prestação de Daniel Marques nesta mesma prova, nos Europeus de 2009.


Foi com justificadas expectativas num par de resultados relevantes que Portugal partiu para a disputa dos 5º Campeonatos da Europa de Orientação Pedestre e cujo programa competitivo conheceu hoje o seu epílogo na região de Leninegrado (Rússia). E se, assumidamente, Carlos Simões e Daniel Marques poderiam aspirar a lugares no primeiro terço da tabela, já um lugar no top10 era quase uma “obrigação” de Davide Machado, depois dos brilhantes 5º lugar na final de Distância Longa e 6º lugar na final de Sprint dos recentes Campeonatos do Mundo que tiveram lugar em Itália, no mês passado. A verdade é que a sorte não esteve do nosso lado. Acidentes e avarias mecânicas rivalizaram com a lama e a areia dos terrenos, emperrando máquinas e atletas e atirando-os para lugares pouco consentâneos com as suas qualidades e capacidades.

O último dia de provas não permitiu inverter o rumo dos acontecimentos e a final de Distância Longa voltou a afastar em demasia os nossos atletas dos lugares cimeiros. A melhor posição foi alcançada por Davide Machado, que gastou 1:42:04 para cumprir um percurso de 30,2 km (26 pontos de controlo, 145 metros de desnível), a que correspondeu o 29º lugar final entre os 52 atletas que lograram completar a sua prova. Com este resultado, Davide Machado acaba por fazer história ao igualar a melhor prestação de sempre registada até ao momento por atletas portugueses em Campeonatos da Europa e que estava até ao momento na posse exclusiva de Daniel Marques (Hillerød, 2009). Daniel Marques que foi o nosso segundo elemento a completar a prova, cabendo-lhe o 41º lugar com um registo de 1:51:14. Finalmente, Carlos Simões concluiu na 47ª posição, com o tempo de 2:04:03.


Ouro vezes três

A vitória no sector masculino coube a Erik Skovgaard Knudsen (na foto), que assim faz história ao conquistar o pleno de medalhas de ouro individuais em disputa. O atleta dinamarquês cumpriu o seu percurso em 1:27:51, deixando atrás de si, a 55 e 56 segundos de diferença, respectivamente, dois atletas da República Checa, o jovem Frantisek Bogar e o consagrado Marek Pospisek. Para Erik Skovgaard Knudsen este é um fecho com chave de ouro duma época memorável, somando aos três títulos europeus a vitória na Taça do Mundo 2011. Uma nota para a República Checa que colocou no pódio ainda um terceiro elemento, Krystof Bogar, na sexta posição, demonstrando ser uma potência de grandeza superior no actual panorama da Orientação em BTT mundial. O contraponto nestes Campeonatos foi dado pela equipa da Rússia, cuja medalha de prata na prova de Estafeta não permite esquecer um conjunto de resultados no mínimo frustrantes.

No sector feminino, Marika Hara terminou a sua participação nos Campeonatos da mesma forma que tinha começado, ou seja, com o “V” de vitória. A atleta finlandesa somou às medalhas de ouro da prova de Sprint e de prata da prova de Distância Média, o ouro na Distância Longa, concluindo o seu percurso com um tempo de 1:26:51. Campeã Europeia de Distância Média, a sua colega de equipa Ingrid Stengard gastou mais 1:40 e chegou à medalha de prata, ficando o lugar mais baixo do pódio para a dinamarquesa Rikke Kornvig, ela que detinha a liderança do ranking mundial à partida para estes Campeonatos Europeus. Contas feitas, Marika Hara sagra-se vencedora da Taça do Mundo 2011, fechando igualmente com chave de ouro uma época plena de sucessos.


Resultados

M21
1º Erik Skovgaard Knudsen (Dinamarca) 1:27:51
2º Frantisek Bogar (República Checa) 1:28:46
3º Marek Pospisek (República Checa) 1:28:47
4º Jussi Laurila (Finlândia) 1:29:54
5º Souvray Clement (França) 1:30:44
6º Krystof Bogar (República Checa) 1:30:45
7º Anton Foliforov (Rússia) 1:31:10
8º Ruslan Gritsan (Rússia) 1:32:41
9º Stephane Toussaint (França) 1:33:15
10º Valeriy Glukhov (Rússia) 1:33:17
(…)
29º Davide Machado (Portugal) 1:42:04
41º Daniel Marques (Portugal) 1:51:14
47º Carlos Simões (Portugal) 2:04:03

W21
1º Marika Hara (Finlândia) 1:26:51
2º Ingrid Stengard (Finlândia) 1:28:31
3º Rikke Kornvig (Dinamarca) 1:30:07
4º Susanna laurila (Finlândia) 1:30:54
5º Michaela Gigon (Áustria) 1:31:21
6º Karolina Mickeviciute (Lituânia) 1:31:46
7º Christine Schaffner-Raeber (Suiça) 1:31:48
8º Renata Paulickova (República Checa) 1:31:50
9º Gaelle Barlet (França) 1:31:55
10º Olga Vinogradova (Rússia) 1:33:01

Mais informações, resultados completos e fotos em http://www.o-worldcup.spb.ru/en/.

[Imagem extraída da galeria do evento em http://fotki.yandex.ru/users/o-sport-ru/view/486706/?page=7]


Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO

1 comentário:

Presidente disse...

Parabéns aos nossos atletas. Desporto é mesmo assim e importante mesmo é a dignidade.
Abraço