quinta-feira, 25 de agosto de 2011

CAMPEONATOS DO MUNDO DE ORIENTAÇÃO EM BTT WOC MTBO & JWOC MTBO 2011: SAMULI SAARELA E MICHAELA GIGON REEDITAM VITÓRIAS DE MONTALEGRE




Resultados aquém do esperado, os verificados na jornada de hoje dos Campeonatos do Mundo de Orientação em BTT, que decorrem em Itália. No escalão maior, Davide Machado voltou a ser o nosso melhor representante, embora distante dos lugares cimeiros. Quanto aos títulos Mundiais de Distância Média, esses permanecem na posse de Samuli Saarela e de Michaela Gigon.


Davide Machado foi o 36º classificado na final de Distância Média dos Campeonatos do Mundo de Orientação em BTT, disputada esta manhã em Pozzolo di Villaga. O atleta português cumpriu os 19,1 km de prova (16 pontos de controlo, 450 m desnível) no tempo de 1:07:59, terminando com uma diferença de 12:03 para o vencedor, o finlandês Samuli Saarela. Saarela revalida assim o título Mundial na distância e repete a vitória da passada terça-feira, acumulando para já os títulos Mundiais de Distância Longa e de Distância Média 2011 e cotando-se até ao momento como a grande figura dos Campeonatos.

O russo Ruslan Gritsan voltou a estar em excelente plano e, depois da medalha de bronze conquistada na final de Distância Longa, chegou hoje à medalha de prata, a 2:46 de Saarela. O terceiro lugar coube ao austríaco Tobias Breitschädel, com o tempo de 0:59:37, naquela que é a primeira medalha da Áustria em nove edições dos Campeonatos do Mundo de Orientação em BTT e no que ao sector masculino diz respeito. Anton Foliforov (Rússia) redimiu-se do mau começo nos Campeonatos e terminou a prova no 4º lugar, a escassos oito segundos do pódio. Jiri Hradil (República Checa), Beat Oklé e Beat Schaffner (ambos da Suiça) e Valeriy Glukhov (Rússia) voltaram a marcar presença no top10 desta final, à semelhança do que acontecera já na final de Distância Longa.


Michaela Gigon, rainha da Distância Média

Vice-Campeão do Mundo de Distância Longa em título e actual líder do ranking mundial, o dinamarquês Erik Skovgaard Knudsen não foi além do 12º lugar, enquanto na décima terceira posição Giamme Origgi voltava a ser o melhor atleta italiano. Quanto aos restantes portugueses, Daniel Marques terminou a sua prova no 46º lugar com o tempo de 1:09:52 e Paulo Palhinha foi o 59º classificado com um tempo de 1:15:07. Um pouco mais abaixo na tabela, classificaram-se João Ferreira e Carlos Simões, nos 81º e 86º lugares, com tempos de 1:29:46 e 1:46:54, respectivamente.

No sector feminino, a vitória coube à austríaca Michaela Gigon, que assim reforça o estatuto de rainha da Distância Média. Depois dos quatro títulos Mundiais anteriores na distância – 2004, 2005, 2006 e 2010 – a grande campeã austríaca voltou a ser hoje mais forte que as suas adversárias, concluindo a sua prova (16,4 km, 14 pontos de controlo, 390 m desnível) no tempo de 0:58:02. Na segunda posição classificou-se a vencedora da final de Sprint de Chaves, do ano transacto. A polaca Anna Kaminska gastou apenas mais 15 segundos que a sua mais directa adversária, conquistando para a Polónia aquela que é a sua segunda medalha de sempre em Campeonatos do Mundo. Depois do título Mundial de Distância Longa alcançado em Marostica no dia de anteontem, a dinamarquesa Rikke Kornvig voltou a subir ao pódio, desta feita para a medalha de bronze conquistada no tempo de 0:59:04. A finlandesa Ingrid Stengard, Vice-Campeã do Mundo de Distância Longa em título, foi hoje a quarta classificada, enquanto outra finlandesa, Marika Hara, atleta que liderava o ranking Mundial quando teve início a competição, não foi além do 33º lugar, a 13:33 da vencedora.


Cristiano melhor que Tiago

A quarta edição dos Campeonatos do Mundo de Juniores de Orientação em BTT também conheceram hoje a sua final de Distância Média. Cristiano Silva foi o atleta português melhor classificado, concluindo no 25º lugar com o tempo de 1:08:07 e subindo cinco lugares em relação ao resultado alcançado na final de Distância Longa. Num registo contrário, Tiago Silva não esteve desta feita tão bem como seu colega e terminou a sua prova no 31º lugar, com um registo de 1:10:52. A vitória coube ao checo Krystof Bogar no tempo de 0:54:56, conquistando aqui a sua primeira medalha de ouro individual, depois de se ter cotado como uma das grandes figuras dos Mundiais de Juniores de Montalegre, onde foi medalha de prata na Distância Média, medalha de bronze na prova de Sprint e medalha de ouro com a Estafeta checa, ao lado de Martin Tisnovsky e de Vojtech Stransky. Nos lugares imediatos do pódio, embora a considerável distância do vencedor, classificaram-se dois estreantes em Campeonatos do Mundo, o checo Vojtech Ludwik e o finlandês Kare Kaskinen. O italiano Marco Guizzardi teve direito a merecidas honras de pódio ao concluir no 6º lugar, enquanto o vencedor da final de Distância Longa, o dinamarquês Andreas Proschowsky, não foi além do 12º lugar, a 6:40 do vencedor.

Finalmente, no que à competição júnior feminina diz respeito, o pódio foi uma cópia do sucedido há dois dias atrás. A russa Svetlana Poverina voltou a impor-se à sua compatriota Tatiana Repina por escassa margem (desta feita 11 segundos, quando em Marostica essa diferença tinha sido de apenas 9 segundos), com a checa Marie Brezinova a ter de se contentar com a terceira posição. Esta foi a décima segunda medalha de ouro da Rússia nos Mundiais de Juniores de Orientação em BTT e a sexta de Svetlana Poverina (a quinta a título individual).


Resultados

WOC Masc
1º Samuli Saarela (Finlândia) 0:55:56
2º Ruslan Gritsan (Rússia) 0:58:42
3º Tobias Breitschädel (Áustria) 0:59:37
4º Anton Foliforov (Rússia) 0:59:45
5º Jiri Hradil (Rep. Checa) 0:59:47
6º Valeriy Glukhov (Rússia) 0:59:49
7º Frantisek Bogar (Rep. Checa) 1:00:01
8º Beat Oklé (Suiça) 1:00:27
9º Beat Schaffner (Suiça) 1:00:53
10º Marek Pospisek (Rep. Checa) 1:01:25
(…)
36º Davide Machado (Portugal) 1:07:59
46º Daniel Marques (Portugal) 1:09:52
59º Paulo Palhinha (Portugal) 1:15:07
81º João Ferreira (Portugal) 1:29:46
86º Carlos Simões (Portugal) 1:46:54

WOC Fem
1º Michaela Gigon (Áustria) 0:58:02
2º Anna Kaminska (Polónia) 0:58:17
3º Rikke Kornvig (Dinamarca) 0:59:04
4º Ingrid Stengard (Finlândia) 1:00:11
5º Anna Füzy (Hungria) 1:01:03
6º Christine Schaffner (Suiça) 1:01:23
7º Ksenia Chernykh (Rússia) 1:01:35
8º Maja Rothweiler (Suiça) 1:01:59
9º Martina Tichovska (Rep. Checa) 1:02:28
10º Marte Reenaas (Noruega) 1:02:31

JWOC Masc
1º Krystof Bogar (Rep. Checa) 0:54:56
2º Vojtech Ludvik (Rep. Checa) 0:58:58
3º Kare Kaskinen (Finlândia) 0:59:00
4º Denis Tsarev (Russia) 1:00:00
5º Taaniel Tooming (Estónia) 1:00:34
6º Marco Guizzardi (Itália) 1:01:00
7º Rasmus Søgaard (Dinamarca) 1:01:36
8º Eero-Matti Vainio (Finlândia) 1:02:01
9º Martin Tisnovsky (Rep. Checa) 1:02:25
10º Tom Goddard (Austrália) 1:03:18
(…)
25º Cristiano Silva (Portugal) 1:08:07
31º Tiago Silva (Portugal) 1:10:52

JWOC Fem
1º Svetlana Poverina (Russia) 0:48:46
2º Tatiana Repina (Rússia) 0:48:57
3º Marie Brezinova (Rep. Checa) 0:52:16
4º Eeva-Liisa Hakala (Finlândia) 0:53:46
5º Henna Saarinen (Finlândia) 0:54:53
6º Brigitta Koós (Hungria) 0:54:54
7º Barbara Sanocka (Polónia) 0:54:58
8º Camilla Soegaard (Dinamarca) 0:57:07
9º Julita Linowska (Polónia) 0:57:35
10º Martina Lamichova (Rep. Checa) 1:01:22

Tudo para acompanhar em http://www.mtbo2011.org/ ou aqui, no seu Orientovar.


Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO

Sem comentários: