terça-feira, 23 de agosto de 2011

CAMPEONATOS DO MUNDO DE ORIENTAÇÃO EM BTT WOC MTBO & JWOC MTBO 2011: HISTÓRICO 5º LUGAR DE DAVIDE MACHADO NA FINAL DE DISTÂNCIA LONGA!




SEN-SA-CIO-NAL!!! É desta forma que devemos classificar a prestação de Davide Machado na final de Distância Longa do IX Campeonato do Mundo de Orientação em BTT que teve lugar esta manhã em Marostica, Itália. Colocando no terreno todas as suas qualidades e capacidades físicas e técnicas, o português alcançou um fabuloso 5º lugar e fez história, naquele que é o melhor resultado de sempre da Orientação em BTT portuguesa em Campeonatos do Mundo.


Os ponteiros marcavam as 11h51 (10h51 em Portugal) quando Davide Machado arrancou para a grande final masculina de Distância Longa que preencheu o programa de hoje dos 9º Campeonatos do Mundo de Orientação em BTT. Pujante, “à campeão”, pouco mais de duas horas depois chegaria ao final da sua prova, um fantástico 5º lugar em carteira, a menos de minuto e meio do pódio. Durante o percurso, como o campeão confessaria ao Orientovar em Entrevista publicada “em cima da hora”, foi “dar o máximo do princípio ao fim”. As pequenas hesitações e uma ou outra má opção “fazem parte do jogo”. Davide Machado esteve brilhante – essa é que é a verdade! -, melhorando o seu 7º lugar da final de Distância Longa de Montalegre, no ano transacto, e estabelecendo o melhor resultado de sempre dum atleta português no mais importante evento internacional de Orientação em BTT.

A vitória coube ao finlandês Samuli Saarela, com o tempo de 2:00:12. Este registo ultrapassa largamente o previsto pelo Organização (1:45:00 a 1:55:00), o que permite aquilatar da dureza física da prova, aliando um traçado com uma distância de 37,3 km e um desnível de 1350 metros, a temperaturas bem acima dos 30º C. Saarela chega assim pela segunda vez na sua carreira a um título mundial, depois de se ter sagrado Campeão do Mundo de Distância Média em 2010. Na segunda posição, a 4:35 do vencedor, classificou-se o actual líder do ranking mundial, o dinamarquês Erik Skovgaard Knudsen, que assim estabelece o seu melhor resultado de sempre na distância, depois de ter sido 3º classificado na final de Montalegre. No terceiro lugar, com o tempo de 2:06:27, classificou-se o russo Ruslan Gritsan, ele que detém o melhor historial de sempre nesta distância, com três medalhas de ouro (2005, 2007 e 2008), duas de prata (2006 e 2009) e uma de bronze, precisamente a alcançada no dia de hoje.

Com três atletas no top10 – Beat Oklé, Beat Schaffner e Christian Hohl, respectivamente 4º, 7º e 10º classificados – a Suiça merece uma especial referência, da mesma forma que é de destacar o 6º lugar do italiano Giaime Origgi, a um escasso segundo de Davide Machado, melhorando assim o 8º lugar de Lucca Dallavalle registado no ano transacto. Quanto aos restantes portugueses em prova, os resultados alcançados não deslustram e constituem, globalmente, aquilo que de melhor Portugal alguma vez registou numa final de Distância Longa dos Campeonatos do Mundo de Orientação em BTT. Desde logo porque nunca, como hoje, o nosso País classificara cinco atletas entre os melhores 46 do Mundo. E depois porque qualquer um dos nossos atletas se pode rever com orgulho nos resultados alcançados, do 39º lugar de João Ferreira ao 45º lugar de Daniel Marques, do 44º lugar de Carlos Simões ao 46º lugar de Paulo Palhinha.


Excelentes desempenhos de Tiago Silva e Cristiano Silva

Mas Portugal esteve igualmente presente com dois atletas na final de Distância Longa do Campeonato do Mundo de Juniores de Orientação em BTT, que tem lugar em paralelo com a competição rainha. Depois do excelente 16º lugar alcançado nas qualificatórias de ontem, Tiago Silva concluiu hoje a sua prova (28,0 km, 22 pontos de controlo, 750 m desnível) no tempo de 2:14:08, a que correspondeu o 14º lugar da tabela classificativa. Com este resultado, Tiago Silva apaga por completo o registo menos conseguido dos Mundiais de Montalegre, cotando-se como o segundo melhor júnior português de sempre na distância, depois de João Ferreira, em 2009 (Hillerød, Dinamarca), ter alcançado a 9ª posição. Cristiano Silva, o outro atleta português em prova e que faz em Itália a sua estreia em Campeonatos do Mundo, terminou no 30º lugar com o tempo de 2:30:23.

Quanto ao vencedor, é dinamarquês e dá pelo nome de Andreas Proschowsky, tendo concluído a sua prova em 01:55:24 (quando o tempo de prova estimado pela Organização para o vencedor era de 1:25:00 a 1:35:00). Refira-se, a propósito, que este é o primeiro título mundial júnior alcançado pela Dinamarca. Na segunda posição, assinale-se com alguma surpresa o sensacional resultado do italiano Riccardo Rossetto, um estreante absoluto em Campeonatos do Mundo e que pulverizou o anterior máximo italiano na distância, o 37º lugar de Fabio Marsoner, alcançado nos Mundiais de 2009. Rússia e Finlândia, com três atletas cada nas dez primeiras posições, preencheram quase por completo os lugares cimeiros da tabela classificativa.


Rikke Kornvig vence e convence!

No sector feminino, e no que ao escalão de Elite diz respeito, a vitória coube de forma sensacional à dinamarquesa Rikke Kornvig, com o tempo de 1:47:59. E dizemos “sensacional”, porque Kornvig pura e simplesmente “cilindrou” a concorrência, deixando a 6:13 a finlandesa Ingrid Stengard, segunda classificada e a 9:26 a terceira classificada, uma surpreendente Laura Scaravonatti (Itália). Depois do título de Vice-Campeã do Mundo de Distância Média alcançado em Montalegre, a dinamarquesa chega agora ao ouro, naquele que é seguramente o mais saboroso título da sua carreira (tinha sido Campeã do Mundo em 2010, mas na prova de Estafeta). Também Laura Scaravonatti acaba de alcançar um resultado histórico, dando a segunda medalha à Itália em Campeonatos do Mundo, a primeira no sector feminino (recorde-se que em 2010, Lucca Dallavalle tinha alcançado a medalha de bronze na final de Distância Média). A finlandesa Marika Hara, a austríaca Michaela Gigon e a suiça Christine Schaffner – esta última Campeã do Mundo de Distância Longa em Montalegre –, atletas que ocupam as três pimeiras posições do ranking mundial, estiveram em dia “não”. Schaffner foi a 11ª classificada, Gigon a 12ª e quanto a Marika Hara, acabou por se ver desqulificada. Em contrapartida, a russa Olga Vinogradova fez uma estreia auspiciosa no escalão maior. Depois dos títulos mundiais de Juniores (Distância Média e Distância Longa) alcançados em Montalegre, a jovem atleta alcançou um excelente 6º lugar, figurando por direito próprio nos lugares de honra da grande final de hoje.

A última referência vai para os resultados da final de Distância Longa dos Mundiais de Juniores femininos. A russa Svetlana Poverina foi a grande vencedora, com o tempo de 1:29:26, bisando o título mundial na distância três anos depois. Na segunda posição classificou-se outra grande atleta russa, Tatiana Repina, a Campeã do Mundo de Sprint em 2008. Quanto ao terceiro lugar, coube à checa Marie Brezinova, a vencedora da grande final de Sprint disputada em Chaves no ano transacto. Resultados sem surpresas, portanto!


Resultados
WOC Masc
1º Samuli Saarela (Finlândia) 2:00:12
2º Erik Skovgaard Knudsen (Dinamarca) 2:04:47
3º Ruslan Gritsan (Rússia) 2:06:27
4º Beat Oklé (Suiça) 2:07:25
5º Davide Machado (Portugal) 2:07:55
6º Giaime Origgi (Itália) 2:07:56
7º Beat Schaffner (Suiça) 2:09:53
8º Jiri Hradil (Rep. Checa) 2:10:22
9º Valeriy Glukhov (Rússia) 2:10:48
10º Christian Hohl (Suiça) 2:11:01
(…)
39º João Ferreira (Portugal) 2:36:26
44º Carlos Simões (Portugal) 2:42:10
45º Daniel Marques (Portugal) 2:43:10
46º Paulo Palhinha (Portugal) 2:44:27

WOC Fem
1º Rikke Kornvig (Dinamarca) 1:47:59
2º Ingrid Stengard (Finlândia) 1:54:12
3º Laura Scaravonati (Itália) 1:57:25
4º Susanna Laurila (Finlândia) 2:03:29
5º Ksenia Chernykh (Rússia) 2:03:37
6º Olga Vinogradova (Rússia) 2:05:47
7º Sonja Reisinger-Zinkl (Áustria) 2:07:19
8º Ursina Jäggi (Suiça) 2:07:46
9º Maja Rothweiler (Suiça) 2:07:49
10º Hana Bajtosova (Eslováquia) 2:09:25

JWOC Masc
1º Andreas Proschowsky (Dinamarca) 1:55:24
2º Riccardo Rossetto (Itália) 1:57:35
3º Grigoriy Medvedev (Rússia) 2:04:27
4º Joakim Höstman (Finlândia) 2:04:44
5º Eero-Matti Vainio (Finlândia) 2:05:07
6º Andre Haga (Finlândia) 2:05:33
7º Denis Tsarev (Rússia) 2:06:01
8º Marco Guizzardi (Itália) 2:06:41
9º Filipp Zhikarev (Rússia) 2:07:56
10º Martin Tisnovsky (República Checa) 2:08:05
(…)
14º Tiago Silva (Portugal) 2:14:08
30º Cristiano Silva (Portugal) 2:30:23

JWOC Fem
1º Svetlana Poverina (Rússia) 1:29:26
2º Tatiana Repina (Rússia) 1:29:42
3º Marie Brezinova (Rep. Checa) 1:32:20
4º Barbara Sanocka (Polónia) 1:37:19
5º Magdalena Seifertova (Rep. Checa) 1:37:55
6º Brigitta Kóos (Hungria) 1:38:27
7º Camilla Soegaard (Dinamarca) 1:42:56
8º Henna Saarinen (Finlândia) 1:43:44
9º Anastasia Bolshova (Rússia) 1:44:47
10º Tatiana Oborina (Rússia) 1:46:07

Saiba tudo em http://www.mtbo2011.org/ ou aqui, no seu Orientovar.

[Foto de Arquivo, final de Distância Média, Montalegre 2010]


Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO

5 comentários:

Pedro Dias disse...

Tudo isto é merecido pelo Davide que para além das condicoes físicas excepcionais é detentor de qualidades humanas e morais que aliado a um extraordinario espírito de sacrificio para atingir os seus objectivos vai certamente leva-lo a atingir coisas grandiosas não só a nível desportivo mas tambem a outros níveis. Por tudo isto sou fã e torco pelos seus sucessos. Portugal precisa de pessoal com esta fibra!

Pedro Dias disse...

Para além deste resultado que ofuscou um pouco os outros aproveito para endereçado os parabéns ao resto da comitiva que tão bem entrou e certamente vai ainda melhorar nas outras distâncias que serão para eles mais favoraveis. Esta é a prova de que com trabalho e sacrificio chegamos ao nível dos melhores do mundo!

José Grada disse...

Este rapaz é um caso sério!!!
Oxalá o seu Clube e a Federação estejam atentos ao seu futuro.
Acreditamos que sim.
Parabéns ao Davide.

Rita Madaleno disse...

simplesmente... estão todos de parabéns!!! Força para as restantes provas!!

Davide Vieira disse...

Muitos parabéns DAVIDE MACHADO.... tu mereces...!!
Boa sorte para todas as restantes provas!!

Abraço