domingo, 28 de agosto de 2011

CAMPEONATOS DO MUNDO DE ORIENTAÇÃO EM BTT WOC MTBO & JWOC MTBO 2011: DAVIDE MACHADO DESPEDE-SE DOS MUNDIAIS COM NOVA SUBIDA AO PÓDIO




Chegaram ao fim, em Sossano, os Campeonatos Mundiais de Orientação em BTT 2011. Na prova de Sprint – que teve em Anton Foliforov e Gaelle Barlet os grandes vencedores – Davide Machado voltou a evidenciar-se, concluindo num brilhante 6º lugar.


Sossano foi o palco escolhido para a derradeira prova dos Campeonatos do Mundo de Orientação em BTT. Disputada em ambiente de enorme festa e animação, a final de Sprint reuniu um total de 228 pretendentes aos títulos Mundiais de Elite e de Juniores, tanto em masculinos como em femininos. No escalão maior e no que ao sector masculino diz respeito, o russo Anton Foliforov fez valer os pergaminhos que o levaram ao título de Campeão do Mundo de Distância Longa e de Estafeta em 2010. Depois da vitória na segunda etapa da Taça do Mundo 2011 (Hungarian MTBO Cup) e dos títulos nacionais da Rússia de Sprint e de Distância Média, o russo alcança aqui o seu maior triunfo da temporada, impondo-se aos seus adversários com o tempo de 26:28. Na segunda posição, a 31 segundos de Foliforov, classificou-se o checo Jiri Hradil, 4º classificado do ranking mundial, com o tempo de 26:59. Quanto à medalha de bronze, foi parar ao peito do actual líder do ranking Mundial e Campeão do Mundo de Estafeta, o dinamarquês Erik Skovgaard Knudsen, com o tempo de 27:14.

Davide Machado voltou a fazer história, terminando os 9,0 km de prova (23 pontos de controlo, 145 m desnível) com o tempo de 27:36 e com entrada directa no pódio, o que acontece pela segunda vez nestes Mundiais. O jovem atleta da Póvoa de Lanhoso melhora assim o 11º lugar alcançado por Daniel Marques em 2010, cotando-se como a grande figura da nossa Selecção presente em Itália. O segundo melhor português foi, desta feita, Daniel Marques, concluindo no 32º lugar a 4:14 do vencedor. João Ferreira não esteve tão brilhante quanto tinha estado na prova de Estafeta e foi o 48º classificado com o tempo de 31:50. Carlos Simões e Paulo Palhinha terão acusado uma certa inexperiência nestas andanças da alta roda velocipédica mundial, feita de mapas e de bússolas, acabando por se verem desclassificados.


Gaelle Barlet surpreende

No sector feminino, Gaelle Barlet colocou a nota de maior surpresa destes Mundiais ao vencer a prova de Sprint (7,5 km, 19 pontos de controlo, 115 m desnível) no tempo de 26:36. A gaulesa, que já em 2010 tinha alcançado um extraordinário 4º lugar na final disputada em Chaves, foi desta feita a mais rápida, dando à França o seu segundo título Mundial na modalidade, nove anos depois de Laure Coupat, na primeira edição dos Campeonatos do Mundo de Orientação em BTT disputados em Fontainebleau (França), se ter sagrado Campeã do Mundo de Sprint. Líder do ranking Mundial, a finlandesa Marika Hara surgiu finalmente ao seu nível e foi a segunda classificada, a escassos dois segundos de Barlet. No terceiro lugar, com mais sete segundos que a vencedora, classificou-se a austríaca Michaela Gigon, juntando a medalha de bronze ao título de Campeã do Mundo de Distância Média alcançado na passada quinta-feira. Anna Kaminska (Polónia), a anterior Campeã do Mundo de Sprint, foi desqualificada.


Svetlana Poverina, pois claro!

Nos Mundiais de Juniores, o checo Krystof Bogar venceu a prova de Sprint de Sprint, título que acrescenta ao de Campeão do Mundo de Distância Média e que faz dele a grande figura dos Mundiais na sua categoria. Bogar cumpriu os 7,45 km do seu percurso (18 pontos de controlo, 120 m desnível) em 23:21, deixando atrás de si, a 19 e 26 segundos de diferença, respectivamente, o seu compatriota Martin Tisnovsky e o finlandês Eero-Matti Vainio. Tiago Silva e Cristiano Silva tiveram prestações regulares, concluindo a sua prova ainda na primeira metade da tabela classificativa, nos 28º e 31º lugares, com tempos de 26:59 e 27:15, respectivamente.

Finalmente, no Mundial de Juniores femininos, Svetlana Poverina provou que não há duas sem três e fez o pleno de títulos Mundiais individuais, ao qual acrescenta ainda o título Mundial de Estafeta. Poverina gastou vinte e três minutos exactos para cumprir os 6,25 km do seu percurso (14 pontos de controlo, 105 m desnível), impondo-se por apenas vinte segundos à finlandesa Eeva-Liisa Hakala, com quem tinha travado ontem acérrimo duelo pela vitória na final de Estafeta. Tatiana Repina, a Vice-Campeã do Mundo de Distância Lomga e de Distância Média, concluiu na terceira posição com o tempo de 24:02.


Resultados

WOC Masc
1º Anton Foliforov (Rússia) 26:28
2º Jiri Hradil (Hungria) 26:59
3º Erik Skovgaard Knudsen (Dinamarca) 27:14
4º Radek Laciga (República Checa) 27:25
5º Valeriy Glukhov (Rússia) 27:26
6º Davide Machado (Portugal) 27:36
6º Yoann Garde (França) 27:36
8º Marek Pospisek (República Checa) 27:52
9º Samuli Saarela (Finlândia) 27:56
10º Christian Hohl (Suiça) 28:11
(…)
32º Daniel Marques (Portugal) 30:42
48º João Ferreira (Portugal) 31:50
dsq. Carlos Simões (Portugal)
dsq. Paulo Palhinha (Portugal)

WOC Fem
1º Gaelle Barlet (França) 26:36
2º Marika Hara (Finlândia) 26:38
3º Michaela Gigon (Áustria) 26:43
4º Christine Schaffner (Suiça) 26:44
5º Hana Bajtosova (Eslováquia) 26:49
6º Martina Tischovska (República Checa) 26:52
7º Laura Scaravonati (Itália) 27:10
8º Ingrid Stengard (Finlândia) 27:16
9º Renata Paulickova (República Checa) 27:40
10º Maja Rothweiler (Suiça) 27:41

JWOC Masc
1º Krystof Bogar (República Checa) 23:21
2º Martin Tisnovsky (República Checa) 23:40
3º Eero-Matti Vainio (Finlândia) 23:47
4º Grigoriy Medvedev (Rússia) 23:56
5º Rasmus Søgaard (Dinamarca) 24:42
6º Andreas Bergmann (Dinamarca) 24:43
7º Marco Bonazzi (Itália) 25:01
8º Filipp Zhikarev (Rússia) 25:13
9º Lukas Stampfer (Itália) 25:22
10º Vojtech Ludvik (República Checa) 25:23
(…)
28º Tiago Silva (Portugal) 26:59
31º Cristiano Silva (Portugal) 27:15

JWOC Fem
1º Svetlana Poverina (Rússia) 23:00
2º Eeva-Liisa Hakala (Finlândia) 23:20
3º Tatiana Repina (Rússia) 24:02
4º Anastasia Bolshova (Rússia) 25:00
5º Magdalena Seifertova (República Checa) 25:21
6º Marie Brezinova (República Checa) 25:42
7º Brigitta Koós (Hungria) 26:14
8º Ruska Saarela (Finlândia) 26:54
9º Henna Saarinen (Finlândia) 28:07
10º Tatiana Oborina (Rússia) 28:20

Saiba tudo em http://www.mtbo2011.org/ ou aqui, no seu Orientovar.


Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO

1 comentário:

Pedro Dias disse...

Davide subiu mais uma vez ao podium subindo ao 6 lugar! É mais um episódio a juntar a tantos outros que certifica esta modalidade como diferente pois fazendo jus ao fair-play no seu máximo expoente. O atleta estonio em segundo apresentou um protesto contra si próprio depois de perceber que na sua prova passou num caminho proibido. Um louvor para ele e mais um excelente resultado para o Davide que reforça e renova o seu nível A no alto rendimento para 2012 que acredito ser uma nova etapa na sua vida. O sonho já é bem real...