sábado, 20 de agosto de 2011

CAMPEONATOS DO MUNDO DE ORIENTAÇÃO DE PRECISÃO WTOC 2011: DMITRY KUCHERENKO SEGURA VITÓRIA




O russo Dmitry Kucherenko e o finlandês Lauri Kontkanen são os novos Campeões do Mundo de Orientação de Precisão, respectivamente nas Classes Paralímpica e Aberta.


Com a disputa em La Féclaz da segunda competição, ficaram a conhecer-se os Campeões do Mundo de Orientação de Precisão 2011. À semelhança da primeira competição, também o percurso deste segundo dia de provas foi traçado por Frédéric Jordan e teve uma distância de 1,7 km, com 22 pontos de controlo, dois dos quais cronometrados.

Os resultados obtidos na primeira competição, recorde-se, davam a Dmitry Kucherenko uma ligeira vantagem na Classe Paralímpica. O russo somava 21 pontos, precisamente os mesmos que os suecos Rolf Karlsson e Ola Jansson e o norueguês Arne Ask, embora liderasse mercê da sua maior rapidez e certeza nas respostas nos pontos cronometrados. Ola Jansson até tinha sido o atleta com maior número de pontos acertados na prova, mas baqueou num dos pontos cronometrados o que acarretou uma penalização de 60 segundos. Quanto à Classe Aberta, comandava a classificação o esloveno Kreso Kerestes, Campeão do Mundo de Orientação de Precisão nesta mesma classe em 2007 (Kiev, Ucrânia), depois duma prova limpa. A verdade é que também ele não estava sozinho no comando, já que outros oito competidores (!) – cinco dos quais com anteriores presenças em pódios mundiais – tinham feito igualmente o pleno de pontos acertados, embora menos lestos nas respostas dadas nos decisivos pontos cronometrados. Tudo em aberto, pois, para o derradeiro dia de competição.


Luta cerrada

Começando pela Classe Paralímpica, refira-se desde logo o facto de nenhum atleta ter conseguido acertar todas as respostas. Medalha de bronze nos últimos Mundiais de Trondheim, o dinamarquês Søren Saxtorph foi quem mais se aproximou desse objectivo, conseguindo 21 respostas acertadas o que, somando às 19 respostas certas da véspera, lhe valeu o título de Vice-Campeão do Mundo. Em contrapartida, Dmitry Kucherenko não foi além das 19 respostas acertadas, terminando em igualdade pontual com o dinamarquês. Valeu-lhe assim a maior rapidez nas respostas cronometradas, o que constituiu um decisivo factor de desempate e lhe permitiu subir ao lugar mais alto do pódio pela escassa margem de seis segundos.

Inga Gunnarsson e Ola Jansson, ambos da Suécia e Arne Ask, da Noruega, concluíram igualmente com um total de 40 pontos, mas Ask foi realmente lento a responder nos pontos cronometrados e, à semelhança do que sucedera com Ola Jansson, também Inga Gunnarsson acabaria por ser penalizada numa resposta incorrecta num ponto cronometrado. Ainda assim, contas feitas, a si caberia a medalha de bronze, com 8,5 segundos à melhor sobre Ola Jansson e 11 segundos sobre Arne Ask. Classificaram-se 39 atletas de 18 países.


Kontkanen foi mais rápido

No respeitante à Classe Aberta, Lauri Kontkanen (Finlândia) foi o único dos 64 participantes a fazer uma prova limpa, somando no final 43 pontos. O seu compatriota Antti Rusanen e o croata Ivo Tisljar falharam uma resposta cada e concluiram, igualmente, com um total de 43 pontos. No desempate por tempos, Lauri Kontkanen acabaria por chegar finalmente ao título Mundial, depois de ter sido Vice-Campeão do Mundo nesta Classe em 2009 e 2010. Antti Rusanen conquistou a medalha de prata, repetindo o resultado de 2007, na Ucrânia. Também o croata Ivo Tisljar repete a medalha de bronze alcançada no ano transacto, fechando o pódio.

Foram muitos os nomes sonantes presentes nesta edição do WTOC 2011. Líder da competição no final do primeiro dia, Kreso Kerestes esteve em dia não e, com cinco respostas falhadas, acabaria por cair para a 21ª posição da Geral. Os suecos Lennart Wahlgren, Stig Gerdtman e Martin Fredholm concluiram as suas provas nos 7º, 11º e 12º lugares, respectivamente. Campeã do Mundo em 2008, a alemã Anne Straube não foi além do 26º lugar. O ucraniano Vitaliy Kirichenko, Campeão do Mundo em 2009, não fez melhor e concluiu na 33ª posição. Destaque para o italiano Remo Madella que foi o 9º classificado com um total de 41 pontos, enquanto o espanhol Roberto Munilla e o uruguaio Winston Robilotta terminavam em 55º e 61º, respectivamente.


Resultados

Classe Paralímpica
1º Dmitry Kucherenko (Rússia) 40 pontos, 58 segundos
2º Søren Saxtorph (Dinamarca) 40 pontos, 64 segundos
3º Inga Gunnarsson (Suécia) 40 pontos, 114 segundos
4º Ola Jansson (Suécia) 40 pontos, 123.5 segundos
5º Arne Ask (Noruega) 40 pontos, 125 segundos
6º Michael Johansson (Suécia) 39 pontos, 63,5 segundos

Classe Aberta
1º Lauri Kontkanen (Finlândia) 43 pontos, 48.5 segundos
2º Antti Rusanen (Finlândia) 43 pontos, 85 segundos
3º Ivo Tisljar (Croácia) 43 pontos, 115 segundos
4º Tomas Lietinsky (República Checa) 42 pontos, 60 segundos
5º Haruo Kimura (Japão) 42 pontos, 121.5 segundos
6º Fruzsina Biro (Hungria) 42 pontos, 173 segundos



Saiba tudo em http://www.woc2011.fr/ ou aqui, no seu Orientovar.


Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO

Sem comentários: