domingo, 10 de julho de 2011

WMOC 2011: O DIÁRIO DE PAULO CALISTO BECKER (II)




Agora que chegou ao fim o 16º Campeonato do Mundo de Veteranos de Orientação Pedestre WMOC 201, Paulo Calisto Becker partilha connosco a segunda parte do seu diário.


03 JUL 2011 (DOMINGO) – FINAL DE SPRINT
Apanhámos uma boleia com a Alexandra, da Rússia, que fala uns seis idiomas, inclusive o português. A competição foi em Komló, distante vinte e dois quilómetros daqui. O local é lindo, a cidade tem perto de 800 anos. Encontrei o meu amigo Manuel Dias, de Portugal. Hoje senti muita dor na minha perna direita (coxa) e parei por oito minutos no Sprint, tempo suficiente para me jogar para os últimos lugares. O nosso melhor resultado foi do Marco Aurélio, na M35B, com o 5º lugar e o Antonio Carlos em 15º. Fiquei muito feliz por eles. Parabéns aos nossos guerreiros. Terminei a competição e fui para o atendimento médico dar uma olhada na minha lesão. Fizeram umas aplicações com Diclofenac e éter, acho (?). O médico recomendou-me repouso absoluto, sob pena do estiramento se tornar mais grave. O pessoal foi ao Centro do Evento e almoçar. Eu estou aqui, a fazer gelo local. São 15:55h.

04 JUL 2011 (SEGUNDA-FEIRA) – DIA DE DESCANSO
Fomos visitar a Torre de TV e o mosteiro onde passámos no Sprint. Ali podemos ver outras saídas e entradas que não tínhamos percebido no dia da competição. Da Torre de TV tem-se uma linda vista da cidade de Pécs. Ela tem 197 m de altura. Fomos e voltámos de autocarro, que demora muito a passar.

05 JUL 2011 (TERÇA-FEIRA) – PRIMEIRO PERCURSO QUALIFICATÓRIO LONGO
Fui o penúltimo a partir: 13H56. Achei o percurso difícil, face ao desnível, mais de 400 metros. Terminei com 121 minutos, 8 km. Na opinião do Marco Aurélio, o percurso exigiu muito a parte física, um percurso muito duro, segundo ele. A mesma opinião tem o Antonio Carlos. O estacionamento ficou longe do local da competição. Os atletas iam para a Arena com o transporte disponibilizado pela organização. Nós conseguimos uma boleia com a Aleksandra, integrante da organização. Parecíamos atleta VIP, pois fomos com ela ate à Arena.

06 JUL 2011 (QUARTA-FEIRA) – SEGUNDO PERCURSO QUALIFICATÓRIO LONGO E BANQUETE
Fomos de autocarro Para Orfú. O meu horário de partida era 10h05, um dos primeiros. Fiz um bom percurso, com o tempo de 90 minutos. O zerador fez em 57. Não errei nada, fiz no ritmo que pude. Na opinião dos três brasileiro que aqui estão, o percurso de hoje foi mais fácil, com desnível menor, mas fisicamente “acabados” com o somatório das duas qualificatórias. Regressámos de autocarro, esperamos duas horas na paragem. À noite fui ao banquete organizado pelo WMOC. O local era muito lindo, o Hotel Palatinus, no centro de Pécs. Cheguei ao local antes de iniciar o cerimonial, por volta das 19h15. Entreguei meu convite na recepção e me encaminharam para o segundo piso, local muito chique. Não encontrei lugar para mim. Falei com a moça que estava a porta, com a camisa do WMOC, que só lamentou! Dela não lembro o nome. Desci para o piso inferior, onde estava a maioria dos convivas e também não encontrei um lugar. Regressei, então, para o segundo piso e assisti à abertura do Banquete, onde as autoridades do WMOC e a cantora com uma voz muito linda se faziam presentes. Terminadas as apresentações fui em busca do meu lugar, até que um garçon me ajeitou em uma mesa próximo a entrada central. Confesso que já estava a fim de desistir! O banquete seguiu a sua programação normal. Apenas faço aqui uma consideração: se todos pagaram o mesmo valor, o local escolhido deveria abrigar a todos sem distinção, pois o nosso desporto é praticado em igualdade de condições e lá estavam os mesmos atletas que suaram a camiseta durante todos estes dias. Achei caríssimos os 50 Euros, no Brasil equivale R$ 125,00 (REAIS), dá pra muita comida e bebida.

07 JUL 2011 (QUINTA-FEIRA) - DIA DE DESCANSO
Fomos bagulhar, fazer compras. O dia está lindo, com temperatura alta já nesta manhã. Levantei cedo e arrumei um pouco as malas. Amanhã, depois da final da Longa, vamos para Budapeste. Estou ansioso pelo regresso.

08 JUL 2011 (SEXTA-FEIRA) – FINAL DA PROVA DE DISTÂNCIA LONGA E ÚLTIMO DIA
Apanhámos o autocarro na Estação Central e fomos para Orfú. A minha partida foi às 11h18. O percurso tinha 6,2 Km, com desnível acima dos 4 por cento, fiz em 91 minutos. Errei dois pontos e senti um pouco o meu tornozelo. Quando saí da Arena estava em quinto lugar da 45-C. O Marco Aurélio e o Antonio Carlos ainda não sabem o resultado deles. Demos uma entrevista para a organização do WMOC, ao vivo, sobre a candidatura do Brasil para o WMOC 2014. O pessoal aplaudiu, muitos fizeram perguntas. Acho que temos grandes chances. Gostei muito deste WMOC, pela sua organização, pelos percursos bem montados, enfim, por poder estar aqui. Cada evento nos traz novos ensinamentos e queremos plantá-los no Brasil. Um abraço a todos.

Paulo Calisto Becker (COSM)





Sem comentários: