segunda-feira, 18 de julho de 2011

V TROFÉU ORI-ALENTEJO 2011: MIGUEL GUALDINO E LENA CORADINHO, REIS DA NOITE EM ALMEIRIM




Mesmo em período de “defeso”, a Orientação continua a mexer. Almeirim recebeu no passado sábado a 6ª etapa do V Troféu Ori-Alentejo 2011, com um Score O a pôr à prova a estratégia dos participantes e o encanto acrescido duma noite enluarada. Antes, em jeito de aquecimento, houve lugar a um muito apreciado Sprint.



Integrada no calendário do Troféu Ori-Alentejo 2011, teve lugar no passado sábado, em Almeirim, a 6ª etapa. Para o efeito, a Secção de Orientação da Associação 20km de Almeirim ofereceu duas provas distintas, separadas por um curto intervalo de tempo. Esta foi a fórmula encontrada, segundo Nuno Evangelista, da organização da prova, para que, “em altura mais repousada da temporada e mantendo todo o espírito do Ori-Alentejo, os competidores pudessem sem a saturação de outras longas competições anuais, desfrutar de novo da dinâmica de fazer Orientação e também de alguma inovação no conteúdo da fórmula.” O objectivo, para aquele responsável, é simples: “Há que agitar de vez em quando!”

A primeira parte do evento consistiu num sprint urbano no mapa de Almeirim-cidade, em que a determinado ponto de controlo havia que voltar o mapa, iniciando-se então um Super-Sprint no Jardim da Biblioteca, até à conclusão agradável e bem disposta da prova. O momento alto do dia, verificou-se de noite, quando no Parque da Zona Norte, a magia do Score O, com uma partida em massa, a todos contagiou. Dada a singularidade e características deste género de competição, foi curioso constatar que a prova provocou enorme discussão de estratégias e opções entre atletas no final. Alguns controlos mais inacessíveis, ambiente aquático, manobras radicais, e até o regresso à infância, valeu de tudo um pouco para a conclusão do maior numero de pontos no final, ou não fosse esse o grande objectivo da prova. Mas não só. É que, de acordo com as palavras de Nuno Evangelista, há ainda “o prazer exponencial que se traduz em fazer Orientação com um brilho nos olhos, tendencialmente a desaparecer nos últimos tempos em Portugal. Talvez sejam os denominados factores externos, sempre a mudar... todos os dias.”

Num conjunto de provas que contou com a escassa participação de seis dezenas de atletas, Miguel Gualdino (COAC) e Lena Coradinho (GafanhOri) venceram a prova de Score O no escalão Difícil, enquanto Alfredo Gualdimo (COAC) e Rita Madaleno (ADFA) levaram a melhor no mesmo escalão. Ainda dois aspectos referidos por Nuno Evangelista: “A ajuda técnica por parte dos nossos parceiros, Gafanhori e COAC, e que este último será responsável pela próxima etapa, no regime de “Estafeta de 1 Homem”, no dia 11 de Setembro”. E a finalizar, à margem da prova: “Votem na Sopa da Pedra para Maravilha da Gastronomia.”


Resultados

Sprint

Difícil Masculino
1º Alfredo Gualdino (COAC) 27:57
2º Eduardo Sebastião (Individual) 28:30
3º António Batista (ATV) 30:20
4º Paulo Falcão (GafanhOri) 30:34
5º Grigas Piteira (GafanhOri) 30:51

Difícil Feminino
1º Rita Madaleno (ADFA) 29:00
2º Lena Coradinho (GafanhOri) 37:48
3º Albertina Sá (ADFA) 38:48

Outros escalões
Fácil M/F – António Horta (GafanhOri) e Cátia Lopes (GafanhOri)
Médio M/F – Carlos Figueira (AFAP) e Ana Salgado (GafanhOri)
Iniciação – C + Alexandre C + Anabela V + Fil (Individual)


Score O

Difícil Masculino
1º Miguel Gualdino (COAC) 360 pontos
2º Grigas Piteira (GafanhOri) 340 pontos
3º Márcio Rosa (COAC) 340 pontos
4º Eduardo Sebastião (Individual) 340 pontos
5º Tiago Silva (ADFA) 330 pontos

Difícil Feminino
1º Lena Coradinho (GafanhOri) 305 pontos
2º Albertina Sá (ADFA) 285 pontos
3º Rita Madaleno (ADFA) 270 pontos

Outros escalões
Fácil M/F – Artur Silva (Individual) e Cátia Lopes (GafanhOri)
Médio M/F – Carlos Figueira (AFAP) e Ana Salgado (GafanhOri)
Iniciação – C + Alexandre C + Anabela V + Fil (Individual)

Mais informações em http://orialentejo.webnode.pt/

[Foto gentilmente cedida por Nuno Evangelista]


Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO

Sem comentários: