terça-feira, 5 de julho de 2011

2º ORI-BTT .COM BARROSO 2011: BALANÇO FINAL DE OCTÁVIO ANDRADE, O DIRECTOR DA PROVA




É o ponto final no 2º Ori-BTT .COM Barroso 2011. Octávio Andrade, o Director da Prova e responsável pelo traçado dos percursos, traz-nos aqui o seu ponto de vista.


Agradeço ao Joaquim Margarido a oportunidade de falar um pouco sobre esta organização do .COM, pois embora seja um clube com bastante experiência e currículo na Orientação, conta neste momento com muitos jovens que colaboram nas organizações do clube.

No que diz respeito ao 2º O-BTT .COM Barroso2011, penso que o facto mais marcante e que me parece merecedor de análise e reflexão por parte das estruturas dirigentes da Orientação, FPO e clubes, foi a muito fraca adesão dos atletas. Embora não tenha sido uma surpresa total, uma vez que os níveis de participação nas provas desde o início do ano já o anunciavam, não esperávamos tão baixa participação.

Quando o .COM se candidatou a esta organização, tínhamos a expectativa de ter pelo menos cerca de 200 participantes, pelo que os 119 inscritos aquando do fecho das inscrições nos obrigou a um redimensionamento de toda a estrutura da organização.

Em primeiro lugar, salvaguardou-se a organização técnica da prova, pois um bom mapa e bons percursos são o que fica na mente dos atletas no final. De resto tentou-se - e penso que se conseguiu - proporcionar aos participantes uma arena agradável, embora minimalista nos meios.

Embora o mapa já fosse conhecido por ter sido utilizado no Mundial de Orientação em BTT do ano passado em Montalegre, o terreno é fisicamente exigente com algumas zonas com forte declive, o que aliado a alguma exigência técnica torna o mapa desafiante.

Tivemos um primeiro dia com uma prova de Distância Longa disputada com temperaturas um pouco elevadas e onde os tempos dos vencedores andaram em geral um pouco abaixo do previsto. No entanto, no segundo dia, na prova de Distância Média e com temperaturas substancialmente mais baixas e mais agradáveis para competir, acabámos por ter tempos superiores aos previstos. Apesar disso, e de uma maneira geral, fiquei com a impressão que os atletas gostaram do mapa e dos percursos, o que me agradou, pois para além de Director de Prova, também fui o traçador dos percursos.

A região de Montalegre tem óptimos terrenos para fazer Orientação em BTT, mas face ao actual contexto de diminuição do número de atletas a participar regularmente, torna-se cada vez mais difícil trazer a modalidade a estas paragens.

Espero que seja possível contrariar esta tendência e captar novos praticantes, pois se assim não for, a Orientação em BTT terá mais dificuldades em se estabelecer nesta região.

Como notas finais quero agradecer ao Supervisor da Prova, Carlos Ferreira, pela atitude construtiva, e aos outros atletas do .COM, sem os quais esta prova não teria sido possível. Em particular aos mais jovens que constituíram cerca de metade dos elementos da organização.

Octávio Andrade

.COM-Clube de Orientação do Minho

[Foto gentilmente cedida por Octávio Andrade e que pode ser vista, juntamente com muitas outras, em http://www.pontocom.pt/actividades/2011IIOri-BTT/fotos.php]


Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO


Sem comentários: