segunda-feira, 27 de junho de 2011

XIII GRANDE PRÉMIO DO RA4: IMPRESSÕES




No rescaldo de mais uma edição do Grande Prémio do RA4, o Orientovar deixa-lhe os depoimentos de alguns dos grandes protagonistas desta grande jornada de Orientação.


O Grande Prémio do RA4 conta todos os anos com um número de atletas bastante elevado para uma prova regional, provavelmente devido à qualidade do evento e ao ambiente que proporciona aos atletas. Este ano foi, concomitantemente, o evento que decidiu os Campeonatos Nacionais Universitários. Relativamente à minha prestação, por ter optado por não repousar para o evento, senti-me fisicamente limitado. Além disso cometi dois grandes erros (daqueles imperdoáveis) no último 'loop', daí que não esperasse ser o primeiro atleta classificado. Bom mapa, bons percursos, bom ambiente, boa almoçarada... que mais se pode querer?
Miguel Reis e Silva (CPOC / Universidade Lisboa)


O XIII Grande Prémio do RA4 foi a mais interessante prova que eu fiz em Portugal! O percurso foi ainda mais difícil por causa do tempo, que foi para mim total inferno. Tive uma grande motivação para ganhar, porque é um titulo único onde a nacionalidade não conta. Cometi erros de cerca de onze minutos no total, daí que ficasse bastante surpreendida com o resultado. Quanto à Organização: 5 Estrelas. Parabéns e obrigada.
Stepanka Betkova (Ginásio C. Figueirense / Universidade de Coimbra)


Participei no XIII Grande Prémio do RA4 com vista à participação no Campeonato Nacional Universitário. A prova não me correu como eu esperava em termos técnicos, perdendo muito (!) tempo em essencialmente dois pontos e com grandes hesitações em outros tantos. Quanto ao nível físico, senti-me bem apesar de não estar habituada a este tipo de distância. Apesar de tudo, penso que a classificação final foi boa, superando as expectativas. Quanto à Organização, esta esteve bastante bem com o culminar de um banquete bem agradável e de convívio entre todos os atletas.
Susana Alves (GD4C / Universidade do Porto)


Costumo participar todos os anos neste evento pela qualidade que apresenta e por ser do ponto de vista competitivo bastante atractivo. Relativamente à minha performance, e por estar um dia bastante quente penso que foi positiva, pese embora um erro grave no antepenultimo ponto que, para além de me ter feito perder bastante tempo permitiu ainda que tivesse sido novamente apanhado pelo atleta que seguia atrás de mim. Foi uma manha bem passada, que culminou com um belo almoço num salutar convivio entre todos os atletas.
Pedro Nogueira (ADFA / AA Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias)


Gosto bastante deste tipo de competição em que se simula estafetas, e penso que foi uma excelente organização com um excelente trabalho do 'speaker' Paulo Franco. Quanto à minha prova, no geral correu-me bem, no entanto fiz alguns erros. No ponto 20 fiz um erro, comecei a procurar o ponto muito cedo pois não passei o último esporão e comecei a procurar o ponto na depressão antes desse esporão. Já mais perto do fim do percurso, no ponto 36, confundi umas reentrâncias e fui procurar o ponto na reentrância ao lado. No geral uma prova boa e com excelente competição.
Tiago Gingão Leal (GafanhOri / AA Universidade Évora)


O XIII Grande Prémio do RA4 foi a prova escolhida para o Campeonato Nacional Universitário deste ano, no qual representei a Universidade de Évora através da sua Associação Académica. Quanto à minha performance, não foi de todo a melhor que poderia esperar, pois fisicamente senti-me bastante limitada. No primeiro 'loop' fiz dois pequenos erros técnicos e quando passei pela primeira vez no 200 ainda poderia vir a recuperar o tempo perdido, contudo voltei a errar mais e a piorar a situação. No geral, a organização esteve bem; penso que o único ponto a apontar é a falta de mais pontos de abastecimento, já que todos os escalões tinham distâncias bastante longas e estava muito calor. Foi muito bom ter representado a minha Universidade com os meus colegas e termos alcançado o lugar mais alto do pódio.
Inês Pinto (GafanhOri / AA Universidade Évora)


Foi uma prova muito dura devido ao calor que se fazia sentir. Cometi alguns erros grandes logo no inicio, o que me desmotivou um bocado. O meu resultado individualmente não foi o melhor , mas foi um bom treino a nível técnico. Colectivamente é impossível o resultado ter sido melhor visto que tanto o GafanhOri como a Associação Académica da Universidade de Évora levaram a melhor e ficaram em 1º lugar. No geral a organização esteve bem, tendo só algumas falhas a nível das inscrições dos atletas, mas que se conseguiram resolver até ao momento da partida em massa.
Ana Coradinho (GafanhOri / AA Universidade Évora)


Creio que, como vem sendo hábito desde que participo nestas provas, o COC nos proporcionou mais uma jornada de Orientação de qualidade. Gosto bastante destes terrenos de pinhal, embora os mesmos exijam bastante da condição física dos atletas devido à areia e, nesta altura do ano, devido ao calor que se faz sentir. Além disso, têm também uma riqueza de detalhes de relevo que nos fazem puxar bastante pela cabeça!
No que à minha prestação diz respeito, o meu objectivo, que era terminar a prova, foi cumprido. Senti que a prova era muito dura fisicamente (desde que saí do D20 que não fazia uma prova deste tamanho, já não sabia o que era uma longa com 9 km há muito tempo!), e o calor dificultou muito as coisas. Ainda assim gostei muito do percurso, principalmente das zonas mais técnicas, que me fizeram perder muito tempo mas que me proporcionaram muito divertimento!
Nunca tinha participado em nenhum Campeonato Nacional Universitário, embora esteja já no 3º ano da minha licenciatura. No entanto, gostei tanto da sensação de correr pela Associação de Estudantes da Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa que acredito que, no próximo ano, voltarei a repetir a experiência!
Liliana Oliveira (CPOC / AEESTeSL)


Fiz uma prova regular, em que só cometi um erro maior. Contudo, o pior estava para vir a três pontos do final, em que passei do 36 para o 38 sem passar no 37, um ponto que estava em linha e que por isso me passou lado! Cheguei em primeiro à meta e foi por isso um grande balde de água fria quando vi aparecer 'mp' na folha dos 'splits'. Quanto à organização, perfeita como sempre tem estado em todas as edições do Grande Prémio do RA4 em que estive presente.
Diogo Miguel (Ori-Estarreja / Universidade do Porto)



[Foto de Hélder Ferreira, extraída da Álbum da prova em https://picasaweb.google.com/hsfleiria2/XIII_RA4_2011?authkey=Gv1sRgCJnb8ue1gdG0XQ]


Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO

Sem comentários: