quinta-feira, 16 de junho de 2011

PELO BURACO DA FECHADURA: V OPEN ORIENTAÇÃO ATV / CAMPEONATOS NACIONAIS DE ORIENTAÇÃO PEDESTRE MÉDIA E SPRINT




É já este fim-de-semana que o concelho de Peniche recebe os Campeonatos Nacionais de Distância Média e de Sprint de Orientação Pedestre 2011, numa organização do ATV – Académico de Torres Vedras. O Orientovar foi ao encontro de Luís Sérgio, cartógrafo e traçador de percursos, espreitando os Nacionais, aqui e agora, pelo buraco da fechadura.


Orientovar - Pela terceira vez no curto espaço de dois meses o ATV assume a responsabilidade de organizar uns Campeonatos Nacionais. Com que “embalagem” parte o clube para mais este grande desafio?

Luís Sérgio - Antes de mais quero clarificar que o Campeonato Nacional de Desporto Escolar não foi uma organização do ATV, mais sim da Equipa de Apoio às Escolas do Oeste (a Maria Amador é responsável pela Orientação do Desporto Escolar Oeste), embora envolvesse alguns técnicos e mapas nossos (e também um do COA). É verdade que uma concentração de organizações num mesmo período acaba sempre por provocar algum desgaste, mas como é seu timbre o ATV encarou este desafio com brio e empenho, de forma a oferecer aos participantes os melhores eventos possíveis.

Orientovar - Porquê Peniche?

Luís Sérgio - A região Oeste tem poucos terrenos verdadeiramente interessantes para a Orientação Pedestre, ao contrário da Orientação em BTT, para a qual temos terrenos excelentes. A escolha de Peniche vem na sequência de anteriores organizações de sucesso e teve como principal motivação a existência duma área de dunas junto a Peniche, que embora pequena tem excelentes características para organizar uma Distância Média. Infelizmente, depois de prolongadas e complicadas negociações com a Administração Regional Hídrica do Tejo, acabámos por receber um parecer negativo à utilização dessa área, alegando que o impacto do evento seria inaceitável. Entretanto, como a receptividade inicial havia sido positiva, fomos avançando com produção do mapa, que ainda temos esperança de poder vir a usar no futuro, pelo que não me quero alongar muito sobre esta questão, não podendo no entanto deixar de referir que nessa mesma área existe um campo de Golfe…


"Potenciar o convívio entre os participantes"

Orientovar - Como decorreram os preparativos e que expectativas foram sendo criadas tendo em conta a importância do evento?

Luís Sérgio - A impossibilidade de usar a área referida no ponto anterior veio complicar muito o nosso planeamento, principalmente porque a recusa chegou muito em cima do evento. Houve necessidade de encontrar uma área alternativa e a nossa escolha recaiu sobre uma área menos usada de Ferrel, cuja cartografia foi completamente reformulada e aprimorada. Esta alteração não terá impacto na qualidade técnica da prova, já que se trata duma área muito desafiante por ter um relevo intrincado e que se torna mais desafiante ainda por ter zonas de floresta densa e com pouca visibilidade. A prova de Sprint decorre nas ruas de Peniche, que apesar de ser relativamente plana, tem excelentes condições para uma prova com estas características.

Orientovar - Quer detalhar um pouco o programa dos Campeonatos Nacionais de Distância Média e de Sprint, acentuando aquilo que considera serem as suas mais-valias?

Luís Sérgio - Por várias razões o programa do evento acabou por ser um pouco minimalista, incidindo quase exclusivamente nos dois eventos em concreto, que foram estruturados de forma a potenciar o convívio entre os participantes. A Arena da prova de Distância Média está integrada numa agradável área de pinhal, que irá garantir uma sombra refrescante para o calor que se adivinha. O estacionamento das viaturas será feito na própria Arena onde se situa a Chegada e a Partida é feita a apenas 200 metros (haverá uma pré-chamada na Arena). Existe um Ponto de Espectadores na própria Arena para todos os percursos e teremos informação rádio do penúltimo ponto, garantindo assim as condições ideias para que o “speaker revelação do ano” – Gino Esteves – possa desenvolver o seu trabalho de forma ainda mais envolvente do que fez no Portugal O' Meeting de Orientação em BTT. Para além disso teremos ainda diversos serviços disponíveis na Arena, onde se destacam um esmerado serviço de Bar (pela primeira vez explorado pelo ATV), serviço de massagens e diversas lojas de comercialização de artigos desportivos e também de artesanato. A Arena do Sprint será junto à Fortaleza de Peniche, sendo a quarentena dos atletas realizada dentro da mesma, permitindo visitar todos os seus espaços, incluindo o Museu Municipal. Para além do magnífico enquadramento arquitectónico, esta localização da quarentena permite a quem está à espera, ver o Ponto de Espectadores e assistir à chegada dos atletas, a partir dos terraços da Fortaleza.


"Consideramos que a participação acaba por ser dentro das expectativas"

Orientovar - Para lá da vertente desportiva, quem se deslocar a Peniche o que terá à sua disposição no sentido de rentabilizar um espaço de tempo que se estende ao longo dum fim-de-semana?

Luís Sérgio - Como chegou a ser divulgado no site do ATV, tentámos organizar uma sardinhada para todos os participantes, mas isso acabou por se revelar inviável. No entanto a existe na cidade uma oferta gastronómica variada e estou certo que os adeptos das sardinhas irão conseguir satisfazer esse apetite. Podem ainda usufruir das belas Praias, que os amantes dos desportos de ondas elegem como um dos melhores locais para surfar. Destacamos ainda o arquipélago das Berlengas e as imponentes falésias que rodeiam a península de Peniche.

Orientovar - O número de inscritos ultrapassa as cinco centenas. No entender da organização, estes são números bons ou... nem por isso?

Luís Sérgio - Atendendo às circunstâncias económicas actuais, consideramos que a participação acaba por ser dentro das expectativas que tínhamos, desde logo porque o facto de serem Campeonatos Nacionais acaba sempre por afastar alguns potenciais participantes.


"A nossa principal recompensa será a satisfação dos participantes em termos técnicos"

Orientovar - Olhando para trás e para todo o esforço despendido com a organização do evento, de que forma é que se sentirá recompensado quando tudo tiver terminado?

Luís Sérgio - A nossa principal recompensa será a satisfação dos participantes em termos técnicos; e, se para além disso, conseguirmos que sejam dois dias de festa e salutar convívio, o sucesso será uma realidade.

Orientovar - Quer aproveitar para deixar uma mensagem a todos aqueles que se juntarem à grande família da Orientação, em Peniche, já no próximo fim-de-semana?

Luís Sérgio -Desejamos os melhores sucessos competitivos a todos os participantes e fazemos votos para que se divirtam. Ah, e não se esqueçam de participar na reunião de Clubes no Sábado, pois a Orientação precisa do nosso contributo e empenho para superar estes momentos difíceis.



Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO

Sem comentários: