terça-feira, 21 de junho de 2011

NORDIC ORIENTEERING TOUR 2011: KNOCK OUT SPRINT EM GOTEMBURGO COM CINCO SUIÇOS E CINCO SUECAS NAS MEIAS-FINAIS




A Taça do Mundo de Orientação Pedestre 2011 prossegue hoje com a realização da segundo etapa. Trata-se da segunda edição do NORT – Nordic Orienteering Tour, cuja prova intermédia tem lugar em Gotemburgo (Suécia) para nova reunião ao mais alto nível da fina flor da Orientação Mundial.


O centro de Gotemburgo, a segunda maior cidade da Suécia depois da capital, Estocolmo, conhece hoje um dia particularemnte animado com a realização da segunda etapa da Taça do Mundo de Orientação Pedestre 2011. Depois duma jornada inaugural recheada de surpresas, na passada quinta-feira (Porvoo, Finlândia), com uma passagem intermédia pelas florestas de Hamina para a longa noite da Jukola 2011, a fina flor da Orientação mundial assentou praça hoje em Gotemburgo, com um programa de Sprint em regime Knock Out.

Anteriormente adoptado pelas modalidades de Ciclismo, Canoagem e Esqui Nórdico, o formato para a Orientação de Knock Out Sprint foi estreado no ano transacto precisamente na Suécia, no decurso da 5ª etapa da Taça do Mundo 2010, que decorreu em Estocolmo. Basicamente, o sistema consiste numa prova inicial de qualificação, com os trinta melhores atletas masculinos e femininos a serem apurados para os quarto-de-final. Aqui, são distribuídos por 5 séries de 6 elementos cada, apurando-se para as meias-finais os dois primeiros classificados de cada série e ainda dois “lucky loosers”, ou seja, os dois melhores tempos observados entre os 3º e 4º classificados no conjunto das cinco provas dos quartos-de-final. As duas meias-finais têm igualmente um total de seis atletas cada, sendo o sistema de apuramento para a final o mesmo que para as meias-finais, ou seja, os dois primeiros classificados de cada uma das meias-finais, aos quais se juntam os dois “felizardos”. E dos seis atletas que disputarão a final... que ganhe o melhor!


Matthias Müller e Maja Moller Alm foram os mais rápidos

As hostilidades abriram já esta manhã, com a particularidade de termos no sector masculino não trinta atletas, mas trinta e um apurados para os quartos-de-final. Com efeito. Alexey Sidorov (Rússia) e Olle Boström (Suécia) lograram concluir na 30ª posição ex-aequo, com o tempo de13.54. Finalmente, os quartos-de-final acabariam por contar apenas com os 30 atletas inicialmente previstos, uma vez que o norueguês Carl Waaler Kaas não alinhou à partida. Entre os 30 atletas que lograram prosseguir em prova, destaque para a “armada” suiça, que colocou quatro dos seus atletas nas cinco primeira posições e conta com nove atletas entre os 30 felizes contemplados que seguem em frente. A vitória nas eliminatórias coube ao suiço Matthias Müller, com o tempo de 12.48, apenas dois segundos à frente do seu compatriota Daniel Hubmann.

No sector feminino, a dinamarquesa Maja Moller Alm foi a mais rápida, ao completar os 2.330 metros do seu percurso em 12.29, contra os 12.42 da finlandesa Merja Rantanen, segunda classificada. Norueguesas e suecas partem para os quartos de final com sete atletas cada, seguidas da Suiça, com quatro atletas.


Suiça e Suécia dominam quartos-de-final

Entretanto, ao início da tarde, disputaram-se já os quartos-de-final, com os suiços a imporem a sua força e a vencerem três das cinco séries em disputa. Daniel Hubmann, Martin Hubmman e Matthias Merz não deram hipóteses à concorrência, cabendo ao francês Frédéric Tranchand e ao russo Alexey Bortnik os papéis de “intrusos” ao vencerem as duas restantes séries. Mercê das segundas posições alcançadas, Jerker Lysell (Suécia), Øystein Kvaal Østerbø (Noruega), Gustav Bergman (Suécia), Scott Fraser (Grã-Bretanha) e Matthias Kyburz (Suiça) passam igualmente às meias-finais. Quanto aos “lucky” loosers, dão pelos nomes de Matthias Müller (Suiça) e Alexey Sidorov (Rússia), com essa particularidade de os dois terem corrido a primeira série dos quartos-de-final.

No sector feminino, as atletas suecas alcançaram duas vitórias por intermédio de Linnea Gustafsson e Annika Billstam, cabendo os restantes triunfos a Inês Broadman (Suiça), Amélie Chataing (França) e Galina Vonogradova (Rússia). A dinamarquesa Maja Alm, a noreguesa Mari Fasting, as suecas Emma Claesson e Lena Eliasson e a finlandesa Merja Rantanen foram segundas classificadas nas respectivas séries, garantindo assim, também elas, o acesso às meias-finais. O quadro fica completo com as “lucky loosers” Angela Wild (Suiça) e Tove Alexandersson (Suécia).


Meias-finais e finais em directo na TV

À semelhança do que aconteceu na etapa inaugural da Taça do Mundo, a Suiça e a Suécia dominam por completo o panorama desta jornada em Gotemburgo, com cinco suiços e cinco suecas apurados para as meias-finais que se irão disputar dentro de sensivelmente duas horas e meia, quando forem 18h00 na Suécia (menos uma hora em Portugal Continental e na Madeira, menos duas horas nos Açores). As meias-finais e as grandes finais vão poder ser vistas em directo através do canal SVT, em http://svtplay.se/v/2457489/orientering/playexklusivt__varldscupen_21_6_18_05. Esteja atento e não perca esta emocionante competição.




Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO

1 comentário:

Ricardo telmo disse...

Ola! Pelo que vi pela transmissao este sistema de knock out sprint,pode ser apelativo para a televisao e publico, pos de verdadeira orientacao tem pouco. a maioria das vezes mais parecia uma corrida de 1500 metros, com a vitoria a ser decidida no sprint final.