segunda-feira, 6 de junho de 2011

I OPEN DE ORIENTAÇÃO DE PRECISÃO DO HOSPITAL DA PRELADA: VÍDEO & IMPRESSÕES




Ponto final no I Circuito de Orientação de Precisão “Todos Diferentes, Todos Iguais”. Quando já se começa a trabalhar numa segunda edição, aqui ficam as impressões de dois dos grandes protagonistas deste conjunto de eventos e ainda, em jeito de bónus, (mais) um excelente vídeo produzido pela Localvisão.


Na última prova e em termos de organização, penso ter corrido exactamente como deve correr uma prova deste tipo. Devo confessar que foi uma agradável surpresa da forma como decorreu e, acima de tudo, as intenções expressas pelos representantes das principais entidades, já que estava um pouco (senão muito) céptico em relação às intenções com a realização da prova. Em termos do balanço de todas as provas, o que me parece ficar bem claro é que aquelas ao ar livre como as do Parque da Cidade ou em Avintes são sem dúvida mais apelativas. Este tipo de iniciativas são excelentes, dado que abrem os olhos a muita gente que pensa que ter uma deficiência ou um contratempo é o fim do mundo. Ajudam a acreditar mais em si mesmas, desde que tenham espírito aberto e o apoio certo no dia-a-dia.

No que toca à parte competitiva e que acho igualmente importante, tenho de deixar uma sugestão para a revisão das pontuações das provas para o circuito. Uma pontuação mais ao estilo Fórmula 1, que não se baseie nos pontos acertados, mas que atribua pontos distintos ao vários classificados das provas, separando logo desde início os participantes por alguns pontos de forma a que se tente não repetir o que aconteceu este ano. Não querendo retirar mérito a ninguém, não é normal em desporto que o vencedor de metade das provas (falo de mim, neste caso) seja o 2º classificado do circuito. A competitividade é muitas vezes posta de lado a favor do espirito de companheirismo, etc. Eu acho que se podem dar muito bem as duas vertentes e transpondo para o nosso dia-a-dia, sempre haverão vencedores e vencidos, daí a importância da parte competitiva. Isto é, no desporto tal como no dia-a-dia nem tudo são rosas :) Fica aqui assim o meu testemunho.

Aproveito para agradecer todo apoio dado e a oportunidade de me terem dado a conhecer este novo mundo.

Filipe Leite, vencedor do I Open de Orientação de Precisão do Hospital da Prelada


Os meus sinceros parabéns por esta iniciativa a qual na minha opinião correu muito bem superando inclusive as minhas expectativas. Já agora, gostaria de aproveitar para agradecer a oportunidade que me deram de poder participar neste tipo de iniciativas pois julgo serem muito importantes para pessoas com mobilidade reduzida ou em recuperação física.

Pedro Massa, 2º classificado do I Open de Orientação de Precisão do Hospital da Prelada e vencedor do I Circuito de Orientação de Precisão “Todos Diferentes, Todos Iguais”


Terminado o I Circuito de Orientação de Precisão, o balanço que faço é bastante positivo. No que diz respeito à prova realizada no dia 4 de Junho, penso ter corrido da melhor forma (assim deviam ser todas as provas). O mesmo não penso da forma como se procedeu à atribuição de pontos. Não penso que tirar as duas piores provas tenha sido justo, mas percebo o porquê de o terem feito, visto que foram aparecendo sempre pessoas novas no decorrer das provas, o que é bastante positivo. Neste momento, como há um grupo considerável a participar praticamente em todas as provas e mais assiduamente, acho que a atribuição de pontos deve ser repensada, e tentar ser o mais justo possível.

Quanto ao espaço em que decorrem as provas, tenho de fazer uma nota. Penso que aproveitar espaços livres é o melhor em todos os sentidos, competição, convivência etc. Contudo, peço que tenham em atenção aos espaços escolhidos, porque nem todos são de fácil acesso e deslocação (por exemplo, Quinta de Santo Inácio).

Por fim, queria dar os parabéns pela iniciativa, bem como o empenho e esforço dedicado à realização de todas estas provas. Acho sinceramente que são necessárias mais iniciativas destas, com o intuito de mostrarem às pessoas que desporto é para todos e qualquer um de nós tem a mesma sede de vitória.

Obrigada pela oportunidade de conhecer a Orientação de Precisão.

Diana Coelho, 3ª classificada do I Open de Orientação de Precisão do Hospital da Prelada


[O Orientovar deixa a todos um apelo para que, através das redes sociais ou por qualquer outro meio, partilhem o vídeo inserto nesta mensagem]


Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO

Sem comentários: