domingo, 5 de junho de 2011

I OPEN DE ORIENTAÇÃO DE PRECISÃO DO HOSPITAL DA PRELADA: FILIPE LEITE VENCE ÚLTIMA ETAPA DO CIRCUITO




No encerramento do I Circuito de Orientação de Precisão “Todos Diferentes, Todos Iguais”, o Hospital da Prelada acolheu o seu primeiro I Open de Orientação de Precisão. Uma jornada inclusiva por excelência, que juntou uma centena de pessoas e onde todos foram vencedores.


Aquela era, seguramente, uma manhã diferente. Quem chegava para mais um dia de trabalho, não podia deixar de reparar neles. Desfraldados ao vento, os prismas laranja e brancos espalhados pelos jardins despertavam a curiosidade. Estava em marcha o I Open de Orientação de Precisão do Hospital da Prelada, evento que encerrou o I Circuito de Orientação de Precisão “Todos Diferentes, Todos Iguais”.

Organizado pelo Hospital da Prelada e pelo seu Núcleo de Desporto Adaptado do Serviço de Medicina Física e de Reabilitação, o Open contou com a Direcção Técnica do Grupo Desportivo dos Quatro Caminhos e captou a atenção de uma centena de pessoas, quarenta das quais com mobilidade reduzida. Colaboradores da Santa Casa da Misericórdia do Porto, representantes de instituições directa ou indirectamente ligadas à problemática da pessoa com deficiência, utentes com mobilidade reduzida e respectivos familiares, voluntários de Fundações ou Estabelecimentos de Ensino, figuras públicas – os atletas Fernanda Ribeiro, António Leitão e António Pereira - e monitores ligados à organização da prova, todos partilharam um espaço e um tempo de salutar prática desportiva e de convívio, de solidariedade e igualdade.


Filipe Leite triunfa no Open, Pedro Massa arrecada vitória no Circuito

Distribuído pelas vertentes de Competição e Formação, o I Open de Orientação de Precisão desenrolou-se no mapa “Hospital da Prelada”, com trabalho de campo, desenho e produção de Armando Rodrigues, mostrando aos atletas os jardins interiores daquele estabelecimento de saúde, bem como o seu fresco e verdejante espaço envolvente. O percurso contou, como foi regra ao longo de todo o circuito, com dez pontos – um dos quais cronometrado – e teve a participação de 16 atletas na vertente de competição.

Com tudo em aberto à entrada para a derradeira etapa, Filipe Leite, Pedro Massa, Diana Coelho, Ana Paula Marques e Fernando Marques, todos em representação do Núcleo de Desporto Adaptado do Serviço de Medicina Física e de Reabilitação do Hospital da Prelada, fizeram questão de mostrar o porquê de terem sido os grandes animadores do I Circuito de Orientação de Precisão e terminaram por esta ordem no escalonamento do Open. Para Filipe Leite, esta foi a terceira vitória consecutiva no Circuito, ainda assim insuficiente para evitar que o triunfo no Circuito coubesse a Pedro Massa. Diana Coelho foi a terceira classificada.


A Orientação de Precisão segue dentro de momentos

Numa Cerimónia de Entrega de Prémios particularmente concorrida e que a todos emocionou, as palavras de António Tavares, Provedor da Santa Casa da Misericórdia do Porto, Manuel Maia, representante da Direcção Clínica do Hospital da Prelada e Rúben Almeida, Director do Serviço de Medicina Física e de Reabilitação concorrem num mesmo sentido: "a prática desportiva adaptada é uma das principais formas de reintegração" e este tipo de iniciativas "são espaços de convívio e de oportunidades" onde é preciso apostar.

Agora que a Orientação de Precisão está definitivamente relançada no nosso País e começa a estruturar-se a organização da primeira Taça de Portugal, o balanço deste conjunto de iniciativas é francamente positivo. Há empenho e vontade dum número expressivo de entidades em apostar na Orientação de Precisão, reconhecendo-lhe um enorme potencial inclusivo e há, sobretudo, a alegria e entusiasmo dos participantes, verdadeira força motriz para que se continue a fazer mais e melhor. A Orientação de Precisão segue “dentro de momentos”, já na próxima sexta-feira, 10 de Junho, em Coimbra, como modalidade de demonstração integrada no programa dos Jogos de Portugal e que contará com a presença, uma vez mais, dum grupo de atletas do Núcleo de Desporto Adaptado do serviço de Medicina Física e de Reabilitação do Hospital da Prelada.


Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO

2 comentários:

Gino disse...

Parabéns Joaquim Margarido e Dirigentes / Técnicos do GDC4Caminhos pelo excelente trabalho no desenvolvimento da Orientação de Precisão.
É muito bom ver estas imagens da nossa modalidade promovendo a integração de Todos no Desporto e na Sociedade.
Grande abraço

Presidente disse...

Bem hajam todos os obreiros de tão magnifica actividade.
Abraço