sexta-feira, 27 de maio de 2011

MISSÃO ITÁLIA ISF 2011: AS IMPRESSÕES DE KARL KEUPPENS, PRESIDENTE DA COMISSÃO TÉCNICA DE ORIENTAÇÃO DA ISF




No rescaldo da “Estafeta da Amizade”, reproduzimos aqui as impressões de Karl Keuppens, Presidente da Comissão Técnica de Orientação da ISF – International School Sports Federation desde 2002. Chamada de atenção, desde já, para as referências a Portugal e à nossa organização dos Mundiais ISF 2013.


“O Friedship Team Event é a nossa competição mais importante.” Quem o afirma é Karl Keuppens, de nacionalidade belga, Presidente da Comissão Técnica de Orientação da ISF desde 2002. E explica porquê: “As equipas estão misturadas e os atletas não se conhecem à partida. Eles devem encontrar os outros elementos da equipa, comunicar com eles, combinarem entre si a estratégia para a prova. É uma competição maravilhosa.”

Isaac Sweetapple, Wouter Us e Masa Volcic venceram a Estafeta da Amizade dos Campeonatos do Mundo de Orientação de Desporto Escolar ISF 2011, e são oriundos da Nova Zelândia, Bélgica Flandres e Eslovénia. O segundo lugar foi para a Suécia, Portugal e França (Marcus Andersson, Miguel Ferreira, Sarah Husson) e a terceira posição coube à república Checa, Bélgica Flandres e Irlanda (Adam Wanek, Charlotte Theys e Duncan Lehane).

“É uma pena que países como a Suiça, a Noruega, a Dinamarca ou a Rússia não estejam aqui”, explica Keuppens. “Por outro lado, a Suécia faz-se representar com equipas muito fortes. Isto significa que já temos tido algumas discussões sobre o nível e as distâncias das provas antes dos Campeonatos se iniciarem, com o intuito precisamente de encontrarmos um compromisso ajustado a todos.”

Keuppens está à frente da Comissão Técnica desde 2002, na qualidade de Presidente, e já presenciou muitos Campeonatos do Mundo. “Em Primiero tudo funcionou na perfeição. O comité organizador e o cartógrafo Robert Pradel foram extraordinariamente flexíveis; era possível fazermos alterações de pormenor mesmo até ao último momento. O trabalho do 'students' staff' revelou-se extraordinário e foi ao encontro do espírito da ISF.”

Keuppens sorri quando recorda a surpresa que esperava os treinadores na Estafeta da Amizade. “Nos pontos de abastecimento havia água para os atletas, mas grappa para os treinadores...”. E olha com tranquilidade para os desafios no futuro. “Portugal tem toda a nossa confiança para organizar um grande evento em 2013. Mas por agora, 'muito bem', Primiero!”

Artigo retirado das páginas do evento em http://www.italiaor2011.com/.


Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO

1 comentário:

Luís Sérgio disse...

Olá!

O Karl esteve em Portugal quando organizamos o ISF na Marinha Grande e lembro-me do seu ar de espanto e de desalento por não ter nada para fazer, pois estava acostumado a ter que ajudar as organizações...

Cá o esperamos de novo em 2013 para se divertir!

Luís Sérgio