sexta-feira, 1 de abril de 2011

VENHA CONHECER... ANA TOMÉ




Chamo-me… ANA Rita TOMÉ
Nasci no dia… 02 de Feveireio de 1978, em Lisboa
Vivo em… Queluz de Baixo
A minha profissão é… Professora
O meu clube… CAOS – Clube de Aventura e Orientação de Sintra
Pratico Orientação desde… 2010

Na Orientação…

A Orientação é… um desporto de aventura!
Para praticá-la basta… conhecer o mapa!
A dificuldade maior… encontrar alguns pontos!
A minha estreia foi… em Sintra!
A maior alegria… chegar ao fim!
A tremenda desilusão… não acabar a prova!
Um grande receio… cair!
O meu clube… é o meu grande clube!
Competir é… conviver!
A minha maior ambição… ganhar uma prova!

… como na Vida!

Dizem que sou… baixinha!
O meu grande defeito… teimosia!
A minha maior virtude… amiga!
Como vejo o mundo… em crise!
O grande problema social… a grande crise actual!
Um sonho… vir a ter um filho saudável!
Um pesadelo… que a vida não me corra bem!
Um livro… “Codex”!
Um filme… “Titanic”!
Na ilha deserta não dispensava… o meu marido!

No próximo episódio venha conhecer Carlos Rabaça.


Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO

2 comentários:

PFernandes disse...

Olá Ana Rita,

Parabéns por teres escolhido praticar Orientação. Bem vinda!
Só nos conhecemos este ano, em virtude de eu trabalhar na mesma empresa que o Hugo e de terem começado a participar (juntos) mais a sério.
És boa pessoa e mereces tudo aquilo que disseste e muito mais. O Hugo é um sortudo :)
bjs, Paulo

Dinis Costa disse...

A ambição da prof (*)
Pessoa maior, que uma pequenez assumida, na voz de terceiros, valoriza. A nossa modalidade modela, quando se experiencia o insucesso junto à beleza da natureza que está ali compreensiva mas, contemplativa somente. E, só depois, quando se esquecer a competição e os outros: solidão, introspecção, mapa, terreno, olhar e avaliação, podemos ser vencedoras/os.
Manter o mapa orientado, concentração, serenidade e escolher os pais antes de nascer são as premissas para se vencer. Mas, na orientação os verdadeiros vencedores não têm ambição nem vaidade. Quando se/te vencer/es a si/ti ficará/s no primeiro lugar.
(*) Quanto à personalidade a opinião do PFernandes tem, para mim, valor fiduciário qb.
Dinis Costa