segunda-feira, 25 de abril de 2011

PORTUGAL O' MEETING DE ORI-BTT 2011: IMPRESSÕES (II)




Aqui se regista, para memória futura, mais um punhado de impressões de alguns dos grandes protagonistas no Portugal O' Meeting de Orientação em BTT 2011.


Começando pela parte organizacional deste evento, esteve sem dúvida à altura desta que foi a primeira edição do Portugal O' Meeting de Ori em BTT 2011, incluindo os Campeonatos Nacionais. Apesar da data não ser a melhor e as condições climatéricas não ajudarem, conseguiram-nos proporcionar um excelente fim-de-semana de competição e demonstrar que estão preparados para a organização de futuros grandes eventos deste género. Grandes arenas, partidas, chegadas com 'speaker' e tudo o resto!

Quanto às provas em si, digamos que passei (espero eu) por uma "maré" de azar. Sendo a primeira prova a de Distância Longa e sentindo-me bem fisicamente, sabia que tinha hipóteses de conseguir um bom lugar, mas infelizmente e por avaria mecânica fui obrigado a desistir no terceiro ponto de controlo, "caindo" logo ali grande parte da motivação que trazia para esta prova.

Sábado, novo dia, nova prova. Depois de conseguir arranjar a bicicleta a tempo, tornei a recuperar alguma motivação e parti para a prova de Sprint, mas mais uma vez vi-me obrigado a desistir pelo mesmo motivo. Foi a desilusão total e uma mistura de sentimentos inexplicáveis, pois vi "cair" ali parte da valorização, do empenho e dedicação que tenho tido ao longo destes últimos tempos. Para a prova de Distância Média, com a impossibilidade de arranjar a minha bicicleta, mais uma vez pude contar com a Organização que se dispôs, desde logo, a emprestar-me uma. Embora o entusiasmo não fosse o melhor, sabia que tinha uma última oportunidade para "salvar" estes Campeonatos. Desta vez não tive avarias mecânicas e consegui chegar ao final, embora com uma prova longe de me correr bem. Talvez o stress e a "obrigação" de fazer um bom resultado tenham influenciado, pois cometi alguns erros técnicos que me valeram a perda de vários minutos. No entanto deu para assegurar a vitória e a consagração algo ambicionada.

O mapa era muito bom tecnicamente e fisicamente, elevando desde logo a qualidade da prova. No entanto, o terreno em algumas partes encontrava-se perigoso, devido a ramos, lama e alguma vegetação escorregadia! Esperemos que na próxima tudo corra melhor, até porque é já o Campeonato Ibérico.

Davide Machado (.COM)
Campeão Nacional de Distância Média (HE)


O título de Campeão Nacional de Distância Média no escalão de H40 soube-me muito bem, sobretudo porque conquistado num terreno e em condições difíceis (muita lama e ramagem nos trilhos). Partir em primeiro lugar não é propriamente uma vantagem, tanto mais que, devido a uma má opção (passagem por silvas), fui logo apanhado pelo Pedro Dias (ficou em 2º lugar) no ponto 1. Na parte final fiz uma opção diferente na abordagem ao ponto 12 e consegui recuperar os dois minutos da partida e vinte segundos que me garantiram a vitória. Boa organização do ATV, excelentes mapas (muito densa rede de caminhos) e exigentes percursos para Orientação em BTT, penalizados pela chuva e frio que se fez sentir.

Mário Fernandes (DA Recardães)
Campeão Nacional de Distância Média (H40)


Gostei muito de todas provas. A prova de Sprint tornou-se numa aventura de pura adrenalina devido à lama, onde foi mais seguro e rápido correr com a bicicleta à mão. Em especial, quero muito dar os parabéns à Organização pela escolha de agradáveis terrenos e pela elaboração de percursos divertidos, desafiantes e... esgotantes. E obrigada, Ginásio Figueirense, por me acolher no seu seio e me permitir competir. O que faltou? Bem, na verdade, só a nacionalidade portuguesa. Talvez no próximo ano já possa ser Campeã Nacional, pelo menos a julgar pelo número de propostas de casamento que recebi este fim de semana :))))

Štěpánka Betková (Ginásio Figueirense)
Vencedora do Portugal O' Meeting de Orientação em BTT 2011 (DE)


O Portugal O' Meeting de Orientação em BTT 2011 / Campeonatos Nacionais decorreram em terrenos e mapas de elevada qualidade técnica e fisicamente muito exigentes, do melhor que temos em Portugal. Para dificultar ainda mais a "performance" dos atletas, registou-se muita precipitação (sobretudo no Sábado), originando que os terrenos estivessem extremamente enlameados e escorregadios.

Esta época - e possivelmente de futuro – enfrentarei a prática desportiva de forma diferente: treinarei somente em função da minha disponibilidade familiar e profissional, sem grandes “sacrifícios”, sobretudo para a minha família, pelo que levarei a competição "menos a sério”. Neste sentido, apresentei-me neste POM/CN’s menos bem preparado fisicamente do que no ano anterior, mas, como sempre, disposto a “dar o meu melhor”. De todo modo, acabei por fazer uma boa prova de Distância Longa, sem erros técnicos e com uma boa gestão da minha "menor condição física", tendo estado sempre muito concentrado durante toda a prova.

Relativamente ao Sprint, apesar de tecnicamente me ter corrido bem, tive muita dificuldade em “ciclar” na primeira parte da prova – como certamente todos osparticipantes –, já que o solo estava muito, muito escorregadio, originando que tivesse que fazer muitas partes do percurso desmontado. Quanto à prova de Distância Média, ficou uma certa desilusão porque a vitória esteve muito perto e por ter cometido alguns erros de navegação devido à “falta de concentração pontual”. A prova de Estafetas caracterizou-se por ter sido pouco competitiva, isto é, por não terem aparecido mais equipas com possibilidade de discutirem os primeiros lugares, esperando que nos próximos Campeonatos Nacionais esta prova seja bem mais disputada.

Paulo Alípio (COC)
Campeão Nacional de Distância Longa e de Estafetas 2011 e vencedor do Portugal O' Meeting de Orientação em BTT 2011 (HE)

[Mapa da prova de Sprint de Elite Masculina gentilmente cedido por Luís Sérgio]


Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO

Sem comentários: