segunda-feira, 25 de abril de 2011

PORTUGAL O' MEETING DE ORI-BTT 2011: IMPRESSÕES (I)




No rescaldo da primeira edição do Portugal O' Meeting de Orientação em BTT 2011, aqui ficam as impressões de alguns dos principais protagonistas duma festa memorável.


Comecei um pouco mal os Campeonatos Nacionais, pois na Distância Longa cometi um grande erro para o 3º ponto, o que me deixou de imediato sem qualquer aspiração ao pódio. Passada a prova e revistos os erros, preparei-me bastante bem para o Sprint no qual o traçado estava desenhado de forma a obrigar-nos a termos bastante segurança nas nossas escolhas, pois tínhamos muitos caminhos paralelos e todos eles com um relevo acentuado. Apenas cometi um erro para o 1º ponto que me valeu cerca de dois minutos, mas consegui ir recuperando ao longo da prova e chegar ao triunfo com uma diferença de três segundos para o segundo lugar. Felicitei à chegada o Luís Sérgio pois tivémos uma zona bastante técnica com muitos caminhos paralelos que estava excelente. Na Distância Média parti bastante bem mas infelizmente tive problemas mecânicos que não me deixavam fazer as subidas montado e, dado o estado áureo dos meus adversários, qualquer erro ou problema técnico afasta-nos logo do pódio. O terreno em todas as provas estava bastante pesado, especialmente no Sprint, mas com uns traçados bastante desafiantes. No final faço um balanço bastante razoável, pois consegui um título que ainda não tinha alcançado.

Tiago Silva (ADFA)
Campeão Nacional de Sprint 2011 (H20)


Terei que dividir o balanço em três áreas: Desportivo, Competitivo e Desempenho pessoal. Do ponto de vista desportivo, assistimos à habitual excelência do clube organizador, Académico de Torres Vedras, a quem presto a minha homenagem pois souberam montar nestes três dias, por vezes em condições climatéricas adversas, uma estrutura logística e competitiva ao nível das melhores organizações. Infelizmente, apesar dos melhores valores nacionais estarem todos presentes, não houve correspondência ao nível do número de participantes, a que não é alheio não só a época pascal que atravessamos, como também em simultâneo estarem a decorrer os Campeonatos Nacionais em Espanha na vertente Pedestre que, a exemplo do que se passa cá, partilha a maioria dos atletas da Ori-BTT. A nível dos mais jovens verifica-se também um número escasso de atletas, o que terá que servir de motivo de reflexão para o grupo de trabalho que foi recentemente constituído, por forma a que a Direcção da FPO procure implementar medidas para fazer crescer a modalidade nas suas bases.

Ao nível competitivo assistimos a muitos duelos interessantes, em que uma boa leitura do terreno, quer a nível de altimetria, quer a nível das condições do piso, como também saber gerir o esforço, fazia com que nem sempre as melhores opções eram as mais curtas. Portanto, Orientação pura. Infelizmente, como também faz parte da orientação em BTT, as avarias mecânicas ditaram algumas desistências importantes.

Do ponto de vista pessoal, apostei bastante nesta competição, principalmente na vertente Longa e Média. Optei por isso por não comparecer na vertente Sprint, por forma a chegar em boas condições à prova de Distância Média. A estratégia foi sempre a de entrar com calma no mapa para que na segunda metade pudesse forçar o ritmo mantendo uma boa leitura do mapa e escolher as opções mais seguras. Consegui uma boa prestação no escalão H40, obtendo o 1º lugar na Longa e o 2º lugar na Média, onde apenas fiquei a 20 segundo do Mário Fernandes, que fisicamente é muito mais forte.

Pedro Dias (Clube Montepio)
Campeão Nacional de Distância Longa 2011 (H40)


No rescaldo dos dois dias intensos de Orientação em BTT, posso garantir que me deu uma enorme satisfação ter competido no magnífico mapa das provas de sábado. Tenho sempre presente que “Orientação” deve ser primeiro técnica e depois física. Nas provas curtas ainda consigo competir de igual forma com os meus amigos do escalão. Quando vem a dureza física os resultados não são assim tão bons. Daí que, na prova de Sprint, consegui um bom tempo e subi ao primeiro lugar do pódio. Quando terminei a prova nunca pensei nesse lugar, tanto mais que tinha perdido uns dois minutos quando hesitei para um dos pontos de controlo. A prova média, com um excelente traçado do percurso, encheu-me as medidas. Dizia no final a dois elementos da organização que, por vezes, basta-nos saber quem realizou o traçado para percebermos o que é que se pretende com determinado percurso. A técnica é conhecida e recomenda-se. Embora tenha realizado uma prova sem falhas e escolhido as melhores opções, a componente física foi marcante e no final o terceiro lugar estava à minha espera. Expresso os meus parabéns ao ATV pelo excelente mapa para a prática desta modalidade. Quanto à data escolhida, refiro que se deve pensar no assunto. Numa análise mais atenta, verifica-se que somos ainda um país de tradições.

Carlos Ferreira (DA Recardães)
Campeão Nacional de Sprint 2011 (H55)


Como já tenho vindo a referir, esta época decidi interromper temporariamente a minha vida desportiva, por isso estou sem treinar, dando prioridade à família e ao trabalho (espero voltar para a próxima época com mais alguma força!). Deste modo estou uma amostra do atleta que fui outrora, mas vou sempre com um sorriso nos lábios a qualquer prova de Orientação, já não dá para ganhar como nos velhos tempos mas dá para me divertir bastante junto com os amigos e família.

O POM começou da pior maneira para mim com um rasgo no pneu na Distância Longa. Felizmente o atleta do CIMO, Tiago Ferreira, teve a gentileza de me ceder uma câmara-de-ar para resolver o problema, o que me permitiu acabar a prova. Em relação à prova de Sprint, o título de Vice-Campeão não me surpreendeu. Sinceramente, o Sprint é o tipo de prova em que me sinto mais à vontade (navego bem e o aspecto físico não é tão importante). Na verdade, se não fosse um furo a cerca de um quilómetro da meta, poderia ter alcançado a primeira posição. Na prova de Distância Média não tive problemas com a bicicleta (finalmente!) mas já estava muito cansado e cometi um único erro de opção para o CP18 que me custou quatro minutos. Mas creio que foi a prova mais "dura" do POM com montes e vales com declives muito acentuados. Por fim, as Estafetas: a equipa do COC era a mais forte à partida e confirmou isso à chegada. Eu e os meus companheiros fizemos uma competição tranquila e a jogar pelo seguro. De salientar que esta equipa - Joel Morgado, Paulo Alipio e Daniel Marques - conquistou os três únicos Campeonatos Nacionais de Estafetas de Elite Masculina disputados até ao momento.

Já agora uma palavra de apoio ao Davide Machado, que teve também muito azar neste primeiro Portugal O' Meeting de Orientação em BTT, não acabando nem a Distância Longa nem o Sprint devido a problemas mecânicos, mas conseguiu na Distância Média obter o primeiro título nacional da sua jovem carreira. Dou também os parabéns ao ATV por uma magnifica organização. Luis Sérgio, Maria Amador & Companhia estiveram ao seu melhor nível e apresentaram uma qualidade de mapas e percursos do melhor que há.

Daniel Marques (COC)
Vice-Campeão Nacional de Sprint 2011 e Campeão Nacional de Estafetas 2011 (HE)


Foi uma das mais longas jornadas do Orientação em BTT nacionais. Os terrenos onde se desenrolaram as várias etapas já eram suficientemente difíceis e ainda mais se complicaram com as condições meteorológicas que se verificaram. A rede de caminhos era muito vasta mas, no geral, pouco ciclável, muito devido à descuidada limpeza dos caminhos e ao tipo de vegetação (eucaliptais). Isto, aliado aos desníveis topográficos, de alguma acentuação, colocou à prova a técnica dos atletas no que toca à navegação e ao controle da própria bicicleta. Felizmente não tive problemas mecânicos e, mesmo cometendo alguns erros nas opções em algumas pernadas, consegui alcançar bons resultados e contribuir para a quarta vitória do BTT Loulé/EAFIT/BPI da temporada.

Rita Gomes (BTT Loulé/EAFIT/BPI)
Campeã Nacional de Distância Longa, Sprint e Distância Média 2011 (D35)


[Foto gentilmente cedida por Luís Sérgio]


Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO

Sem comentários: