segunda-feira, 4 de abril de 2011

III TAÇA CLAC DE ORIENTAÇÃO: PONTO FINAL!




Com a realização do Open de Torres Novas, chegou ao fim a terceira edição da Taça CLAC em Orientação. A derradeira etapa trouxe com ela uma verdadeira reviravolta, com Humberto Esteves e Cláudia Lopes a levarem de vencida o certame no escalão Difícil.


Criada em 2009 com o objectivo de possibilitar a iniciação na modalidade das populações das zonas do Entroncamento, Alcanena e Ourém, a Taça CLAC acaba de ver concluída a sua terceira edição. Ao longo dos últimos anos, o certame vem-se afirmando pela qualidade e dando a perceber a disponibilidade e o empenho colocado pelo Clube de Lazer, Aventura e Competição do Entroncamento nesta que é, desde já, uma das suas mais significativas imagens de marca. Mais do que incentivar o espírito competitivo, a Taça CLAC tem conseguido fidelizar os participantes, dando a conhecer a Orientação a novos e menos novos, fomentando a prática da modalidade ao nível do Desporto Escolar e, finalmente, reconhecendo os mais assíduos e regulares.

Atravessada pelo Rio Almonda e emoldurada pelo fantástico Parque Natural das Serras de Aire e Candeeiros, a cidade de Torres Novas recebeu a quarta e última etapa da III Taça CLAC que contou com a presença de uma centena de participantes. Para João Paulo Martins, um dos responsáveis pela organização, a prova decorreu "no mapa Torres Novas - Lapa, desconhecido da maioria dos atletas, num terreno não muito difícil tecnicamente mas com alguma dificuldade no que toca ao declive e que no final agradou aos participantes." Aquele responsável faz questão de deixar ainda esta nota curiosa: "Esta prova teve umas inscrições originais, um grupo de jovens que incluíram na sua festa de despedida de solteiro esta prova, o que foi no mínimo original. O CLAC deseja aos noivos muitas felicidades." No escalão Difícil Masculino, César Conceição (COA) fechou a sua participação na Taça da mesma forma que a abriu, ou seja, com uma vitória. Apesar destes dois excelentes resultados, aos quais se junta o 4º lugar na etapa de Alcanena, a ausência na terceira etapa (Entroncamento) arredou-o da vitória final, relegando-o para o terceiro lugar. Partindo com uma confortável vantagem para a derradeira etapa, Vitor Delgado (GD4C) não conseguiu melhor do que a 10ª posição, a 26.26 do vencedor, o que o levou a cair para o segundo lugar final no 'ranking'. Terceiro classificado nesta última etapa, Humberto Esteves (COA) acabou por levar de vencida a III Taça CLAC, numa vitória com tanto de saborosa como de merecida e que premeia sobretudo a regularidade do atleta ao longo das quatro etapas da Taça.


Domínio (quase) absoluto de Daniel Catarino, Carolina Delgado e Paula Ferreira

O escalão Difícil Feminino contou globalmente com a escassa participação de oito atletas, das quais apenas três marcaram presença em Torres Novas. Primeira classificada nas 2ª e 3ª etapas e segunda classificada na etapa inaugural, Aldina Pires (COA) viu o seu domínio posto completamente em causa ao falhar esta etapa decisiva. Disso se aproveitou a jovem Cláudia Lopes (ES Entroncamento) que, a pouco mais de uma semana de completar 18 anos de idade, acumulou a vitória na etapa com a vitória na Taça.

Quanto aos restantes escalões, Daniel Catarino (ES Entroncamento) confirmou o seu domínio no escalão Médio Masculino e foi o vencedor desta última etapa, depois de ter ganho já as duas primeiras etapas e de ter sido o segundo classificado na terceira etapa. Quanto ao escalão Fácil Masculino, André Martins (CLAC) venceu em Torres Novas, mas os resultados desta derradeira etapa em nada afectaram as posições no 'ranking' que vinham da etapa anterior, com Pedro Gonçalves (ES Entroncamento) a levar de vencida o certame. No escalão Médio Feminino, após três vitórias nas três primeiras etapas, Carolina Delgado (GD4C) viu-se desta feita ultrapassada pela veteraníssima Maria São João (CLAC), mas foi, ainda assim, uma destacada vencedora da III Taça CLAC. Finalmente, no escalão Fácil Feminino, Paula Ferreira (COA) voltou a não dar hipótese à concorrência, juntando à vitória na etapa a vitória na Taça CLAC.

A terminar, refira-se que a grande festa final de confraternização está marcada para o dia 7 de Maio de 2011, Dia Nacional da Orientação. No Mapa do Bonito, junto ao Complexo Desportivo do Entroncamento, terá lugar uma pequena actividade de Orientação à qual se seguirá a entrega dos Troféus aos vencedores da 3ª edição da Taça CLAC. Saiba tudo em http://www.clac.pt/orientacao/.

Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO

1 comentário: