domingo, 27 de março de 2011

MEDITERRANEAN OPEN CHAMPIONSHIP: VITÓRIAS DE AUDUN WELTZIEN E ANNIKA BILLSTAM




Em Itália, na região de Palermo (Sicília), correu-se este fim-de-semana mais uma edição do MOC – Mediterranean Open Championship Orienteering. Um evento que marca o regresso às lides da Orientação do número três do Mundo, o suiço Daniel Hubmann.


Disputado no mesmo fim-de-semana que a clássica Spring Cup, o MOC – Mediterranean Open Championship Orienteering mostrou que são ainda muitos e bons os orientistas que preferem manter-se pelo sul do Europa pelo menos mais umas semanas, aproveitando o muito de bom que ele tem para oferecer. É nesse espírito que se enquadra o MOC, um evento que soube ganhar o seu lugar entre as provas mais apetecidas do calendário orientístico internacional nesta altura do ano. Mérito do trabalho apurado de Gabriele Viale, garantindo as presenças dos noruegueses Oystein Kvaal Osterbo, Audun Weltzien e Elise Egsetyh, dos suecos Jerker Lysell, Annika Billstam e Lena Eliasson, do lituano Jonas Vytautas Gvildys ou dos suiços Daniel Hubmann, Ines Brodmann, Rahel Friedrich ou Angela Wild.

Três provas, dois Sprints, uma Média, tal foi o menu servido a duas centenas e meia de participantes, 63 dos quais nos escalões de Elite (41 no sector masculino e 22 no feminino). O casco urbano de Sciacca recebeu a primeira prova de Sprint e teve como vencedores o norueguês Oystein Kvaal Osterbo e a suiça Ines Brodmann. A segunda etapa – de novo uma prova de Sprint - teve lugar no “grande Cretto di Gibellina”, uma gigantesca obra em betão, a céu aberto, da autoria de Alberto Burri, erigida no local onde outrora repousou a localidade de Gibellina, completamente destruída por um violento terramoto na noite de 14 para 15 de Janeiro de 1968 (os mais curiosos podem ver a espantosa série de fotografias da autoria de Rino Palma, AQUI). Segundo classificado na etapa inicial, Audun Weltzien foi desta feita o vencedor, afirmando-se como o grande candidato à vitória final. No sector feminino, as suecas Lena Eliasson e Annika Billstam alcançaram as duas primeiras posições, partindo para a derradeira etapa separadas por escassos 11 segundos entre si.

Disputada na manhã de hoje em Selinunte, no belíssimo espaço do Parque Arqueológico, a derradeira etapa consagrou Audun Weltzien como o grande vencedor desta edição do MOC, depois da vitória folgada na derradeira etapa ante Jerker Lysell e Oystein Kvaal Osterbo. A ordem de classificação na etapa foi aquela que se verificou no tocante à Classificação Geral. No sector feminino, Lena Eliasson baqueou no dia de hoje e o terceiro lugar da sua compatriota Annika Billstam foi suficiente para garantir a vitória final. Segunda classificada na etapa, a britânica Sarah Rollins ocupou a segunda posição na Geral do evento, enquanto a vencedora de hoje, a suiça Angela Wild, foi a terceira classificada da Geral. Ainda a recuperar duma intervenção cirúrgica ao calcanhar, Daniel Hubmann ainda deu um ar da sua graça no primeiro dia, onde foi terceiro classificado. No Sprint de Cretto di Burri o suiço foi desclassificado e na prova de Distância Média de hoje não foi além do 11º lugar.

Toda a informação acerca do evento em http://www.orienteering.it/.


Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO

Sem comentários: