sexta-feira, 18 de março de 2011

ELEIÇÕES NA FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE ORIENTAÇÃO: CARTA DE COMPROMISSO DA LISTA LIDERADA POR AUGUSTO ALMEIDA




CARTA DE COMPROMISSO DA LISTA LIDERADA POR AUGUSTO ALMEIDA AO ÓRGÃO DE GESTÃO DA FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE ORIENTAÇÃO

A – MISSÕES PRIORITÁRIAS

Entendendo que, pela sua importância para a vida da FPO, há um conjunto de situações a carecerem de intervenção prioritária, a lista candidata ao órgão de gestão, identificou as seguintes missões como aquelas que justificam maior atenção no imediato:

1. Normalizar e regularizar a vida corrente da FPO.
a. Apresentação à discussão e escrutínio do Plano de Actividades e Orçamento 2011, indispensável para celebração dos contratos-programa com o IDP (este documento está pronto a ser apresentado e discutido e pode, desde já, ser consultado por toda a comunidade AQUI);
b. Apresentação à discussão e escrutínio do Relatório e Contas 2010, também indispensável para celebração dos contratos-programa com o IDP (este documento, que deve ser elaborado pela actual direcção no âmbito das suas obrigações, será assumido pela futura direcção se não estiver concluído a 26Mar11);

2. Normalizar a situação com o IDP.
a. Negociação e celebração dos contratos-programa com o IDP;

3. Projecto das selecções nacionais e Alto Rendimento (Pedestre e BTT).
a. Reunião com os técnicos para que, em conjunto, se adequem mutuamente disponibilidade financeira (resultante do contrato-programa com o IDP) e projecto para as selecções apresentado pelos técnicos (os técnicos serão convidados para uma reunião no fds de 9/10 de Abril e o plano estará pronto até à Páscoa);
b. Estudo, em conjunto com os técnicos, de mecanismos alternativos de financiamento das selecções;
c. Estudo, em conjunto com os técnicos e clubes, de mecanismos de rentabilização dos estágios promovidos pelos clubes com participação do grupo de selecção.

4. Conduzir o processo de rentabilização das casas da Marinha Grande.
a. Condução da transferência da sede social (resultará na poupança de cerca de 600,00€ mensais actualmente gastos com a sede em Mafra);
b. Transferência da habitação do Secretário Executivo/DTN Adj Jorge Simões (essencial para manutenção e vigilância das instalações);
c. Dotação com mobiliário e equipamento necessários para utilização das instalações em formações e estágios (a maior parte deste equipamento será adquirido como donativo ou mecenato);
d. Elaboração de projecto de balneários; e. Elaboração de projecto de armazém; f. Definição de normas de utilização;

5. Garantir a normalidade de todos os QCN.
a. Normalização e implementação dos rankings;
b. Definição do QCN de Orientação de Precisão;
c. Nomeação das CAP’s;

6. Avançar com o plano de formação.
a. Identificação de todos os formadores FPO e reunião com os mesmos;
b. Calendarização, planeamento e implementação do plano de formação;

7. Departamentos e Comissões de aconselhamento da Direcção.
a. Promoção, nos casos em que tal não se verifique, da dotação com os elementos necessários os seguintes Departamento e Comissões:
i. - Direcção Técnica Nacional;
ii. - Departamento de Cartografia;
iii. - Departamento de Formação;
iv. - Departamento de Competição;
v. - Departamento Médico;
vi. - Departamento de Imagem;
vii. - Departamento de Ambiente;
viii. - Comissões de Avaliação de Provas;
ix. - Comissões Técnicas das Disciplinas.

8. Identificar, actualizar e inventariar todo o património da FPO.
a. Inventariação do património;
b. Definição de património susceptível de ser cedido por empréstimo;
c. Elaboração,para todo o património anteriormente referido, de regras claras de cedência e usufruto incluindo estado de conservação, valor de substituição e mecanismos de controlo;


B. ÁREAS DE INTERVENÇÃO IMPORTANTES

Para além das missões consideradas prioritárias, estão igualmente identificados assuntos a necessitarem de intervenção num prazo mais alargado e que se pode estender de 3 meses a 1 ano.

Perseguindo uma discussão e participação tão alargadas quanto possível da comunidade orientista, serão criados grupos de trabalho acompanhados e apoiados pela direcção mas dinamizados por personalidades exteriores ao órgão de gestão da FPO que, com serenidade e tempo, possam estudar e reflectir sobre alguns temas mais ou menos candentes do presente e do futuro da modalidade.

A estes grupos serão solicitados, em prazos considerados razoáveis, relatórios, pareceres e propostas de melhoria sobre as seguintes áreas:

1. Edifício regulamentar da FPO, nomeadamente Estatutos e Regulamento Geral;
a. Objectivos:
i. Melhorar documentos;
ii. Eliminar disfunções e lacunas detectadas;
iii. Harmonizar documentos entre si;
b. Prazo: 3 a 4 meses.

2. Modelo de organização dos QCN;
a. Objectivos:
i. Estudar as várias possibilidades de reformulação de conceitos de organização e estruturação dos quadros competitivos nacionais;
ii. Elencar as respectivas implicações;
b. Prazo: 6 meses a 1 ano;

3. Corridas de Aventura;
a. Objectivos:
i. Estudar as várias possibilidades de reformulação de modelos, conceitos de organização e estruturação da disciplina;
ii. Elencar as respectivas implicações;
b. Prazo: 6 meses a 1 ano;

4. Imagem e comunicação;
a. Objectivos:
i. Estudar formas alternativas de financiamento do magazine O’TV;
ii. Estudar ferramentas alternativas e complementares de comunicação e difusão da imagem da modalidade, nomeadamente e, entre outras, as redes sociais;
b. Prazo: 3 a 4 meses;

5. Fontes de financiamento;
a. Objectivos:
i. Diversificar as fontes de financiamento da modalidade;
b. Prazo: 3 a 4 meses;

6. Cartografia;
a. Objectivos:
i. Debater as questões relacionadas com a propriedade dos mapas, reserva de áreas (terrenos), prazos de execução e vida útil do mapa;
ii. Definir regras de utilização para serviço público;
b. Prazo: 3 a 4 meses;

7. Benefícios fiscais;
a. Objectivos:
i. Definir um quadro de optimização de benefícios a favor da modalidade através do mecenato, donativos, IRS e outros;
b. Prazo: 3 a 4 meses.

Sem comentários: