quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

DESPORTO ESCOLAR NO FIO DA NAVALHA: IMPRESSÕES (III)




Numa nova ronda pelas reacções ao Projecto de Despacho de organização do trabalho nos Agrupamentos ou Escolas não agrupadas, suas implicações no Desporto Escolar e mais concretamente no trabalho ao nível dos Grupos-Equipa de Orientação, o Orientovar vai ao encontro de André Soares e Ana Paula Serra Campos, responsáveis pela Orientação na Escola Secundária Carlos Amarante (Braga) e Colégio de Campos (Vila Nova de Cerveira).


Orientovar - Caso venham a ser implementadas, que reflexo poderão ter estas medidas no desenvolvimento do trabalho com o seu Grupo-Equipa de Orientação?

Professor André Soares - Infelizmente sou um dos professores com Grupo-Equipa de Orientação em risco! A minha escola funciona em Contrato de Associação e, atendendo à situação actual, os “cortes” já se fazem sentir em cerca de 30% do valor atribuído por turma no início do ano lectivo. Já esta semana, e apesar de ter inscrito os meus alunos na 1ª Prova do Ranking Regional Norte de Orientação, a realizar no próximo dia 22 de Janeiro de 2011 (sábado) no mapa do ISAVE, a Escola já me abordou relativamente à questão dos custos com o transporte dos cerca dos 32 atletas, considerados muito elevados por implicarem o aluguer do autocarro a uma empresa privada. Assim, a nossa participação nesta prova dependerá da decisão da “comissão de crise” criada dentro do Colégio e constituída pelos Órgãos de Gestão, Direcção Pedagógica e representantes dos professores. Friso que esta Comissão foi criada com o intuito de encontrar soluções para a redução de custos que evitem o despedimento dos docentes a meio do ano lectivo. De facto, o aspecto económico começa a ser uma preocupação, pelo que não está só em causa o que relato em cima, como também o facto das horas de Desporto Escolar passarem de horas lectivas a não lectivas.
Para além disto, o Colégio, como é evidente, coloca de fora qualquer hipótese de garantir o transporte para treinar num local com mapa criado - no nosso caso o mapa mais próximo fica a 30 km de distância, na “Mata do Camarido – Caminha”. Com todas estas condicionantes, é nítido que o trabalho desenvolvido ficará sempre longe de ser um bom trabalho e que no nosso caso os Grupos-Equipas de Orientação deverão, como é obvio, desaparecer.

Orientovar - Quais as consequências desta situação para o futuro da modalidade?

Professor André Soares - Devido à logística e custos inerentes à actividade, nomeadamente o transporte de um elevado número de atletas, refeições, dormidas e tempo despendido para treinar (elaboração do mapa, montar e desmontar as balizas…), sem sermos restituidos por isso, adivinha-se um fim irremediavelmente inadiável e trágico da modalidade. Nem todo o trabalho feito por amor, dedicação, prazer e carinho conseguirá combater tais atrocidades cometidas pelos nossos governantes. De uma coisa não nos podemos esquecer: Nunca devemos permitir que nos retirem a nossa dignidade e jámais devemos cair no erro de pagar para trabalhar!


“Não terei a possibilidade de dar continuidade à situação actual”

Orientovar - Caso venham a ser implementadas, que reflexo poderão ter estas medidas no desenvolvimento do trabalho com o seu Grupo-Equipa de Orientação?

Professora Ana Paula Serra Campos - No presente ano lectivo, as horas que dedico ao Desporto Escolar (quatro treinos semanais em mapa e um treino de corrida) excedem as horas que tenho atribuídas no meu horário lectivo. A serem implementadas as medidas, passarei a ter um horário lectivo que torna inviável a continuidade do actual projecto. Mesmo gostando muito do que faço, não terei a possibilidade de dar continuidade à situação actual. O dia tem apenas 24 horas e para treinar Orientação é conveniente que haja luz. Com 22 horas lectivas na Escola, muitas vezes espalhadas pela semana, deixa de ser possível organizar sessões de treino que implicam deslocações até aos mapas e que exigem uma manhã/tarde para o efeito.

Orientovar - Quais as consequências desta situação para o futuro da modalidade?

Professora Ana Paula Serra Campos - Julgo que será posto em causa o processo de formação e captação em todas as modalidades abrangidas pelo Desporto Escolar.


Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO

Sem comentários: