terça-feira, 14 de dezembro de 2010

XIII CAMPEONATO SUL-AMERICANO DE ORIENTAÇÃO: ATLETAS BRASILEIROS FALAM DO SEU EVENTO




Ainda o XIII Campeonato Sul-Americano de Orientação e as reacções de alguns dos seus principais protagonistas. Desta feita, o Orientovar traz-lhe o testemunho de Juscelino Alencar Karnikowski, 4º classificado no escalão H21E, Mirian Ferraz Pasturiza, que garantiu a 3ª posição na competição em D21E e Ironir Alberto Ev, o 10º classificado também no escalão H21E.


"Para mim este evento fechou o ano com chave de ouro. Foi um show de competência por parte da organização, o mapa e o traçado dos percursos estavam excelentes. Posso garantir que, se não o melhor, foi um dos melhores eventos organizados no Brasil."

"A minha expectativa era das melhores, pois sabia da capacidade dos organizadores. O resultado ficou um pouco abaixo das minhas previsões, pois fui para a competição com a intenção de ficar entre os três primeiros, senão campeão. Todavia, cometi um erro grave no percurso Médio, compensado depois com um segundo lugar no percurso Longo, o que fez com que conquistasse um honroso quarto lugar geral."

Juscelino Alencar Karnikowski
Clube de Orientação Gralha Azul


"O Sul-Americano foi a melhor competição desse ano no Brasil quanto à organização. Tivemos mapas bons com óptimos traçados, principalmente nos percursos Médio e Longo. Do meu ponto de vista, acho que o traçado do Sprint estava muito fácil, tornando-se um percurso quase 100% físico. Nos demais aspectos achei excelente a organização."

"Quanto ao meu resultado não foi exactamente o esperado, pois desejava um pouco mais. Mas acho que isso foi consequência da minha preparação psicológica, pois não consegui acreditar num resultado melhor. Estive muito insegura e sem confiança na minha orientação, o que me levou a ficar muito nervosa e sem concentração, cometendo alguns erros bobos."

Mirian Ferraz Pasturiza
Clube de Orientação San Martin


"Gostei muito do Sul-Americano. A organização esteve excelente, além de minha própria expectativa. Já quanto ao meu resultado não posso dizer o mesmo e fiquei muito decepcionado. Depois de ganhar o Revezamento e o Sprint fui para a prova de Distância Média confiante mas, depois de ter chegado, descobri que havia deixado o penúltimo ponto de fora e havia sido desclassificado. Foi um balde de água fria. Todo o ano de treino trocado por dois segundos de desatenção."

"Para a prova de Distância Longa já fui meio desmotivado mas mesmo assim fiz uma boa prova apenas perdendo tempo num ponto. Só que foram sete minutos perdidos, o que me daria a vitória nesta prova também. Acho que o meu resultado no Sul-Americano poderia ter sido bem melhor mas não tiro o mérito dos vencedores porque são todos atletas de alto nível da equipe brasileira e com histórico neste desporto. Venceram os mais preparados, principalmente tecnicamente."

Ironir Alberto Ev
Clube de Orientação de Santiago


O Orientovar agradece a colaboração dos três grandes atletas e lança o desafio aos demais participantes no XIII Campeonato Sul-Americano de Orientação para que partilhem connosco as suas opiniões, podendo utilizar para tal o espaço de Comentário. A Orientação agradece!

Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO
.

Sem comentários: