domingo, 3 de outubro de 2010

O URUGUAI NA TAÇA DOS PAÍSES LATINOS: ENTREVISTA COM VICTOR PEREZ

.


O Uruguai foi uma das cinco equipas presentes na XVI Taça dos Países Latinos, disputada no passado fim-de-semana, em Leiria. A este propósito, o Orientovar falou com Victor Perez, o chefe da comitiva uruguaia, aqui se reproduzindo essa breve conversa.


Orientovar – Para a Orientação no Uruguai, qual o significado desta participação na Taça dos Países Latinos?

Victor Perez – Há mais de dez anos que vimos desenvolvendo um processo de implementação do nosso querido desporto no Uruguai, primeiro como resultado de pequenos esforços individuais e, nos tempos mais recentes, através da nossa Federação. Esta presença em Portugal é mais um passo desse processo.

Orientovar – Como é que viram esta competição?

Victor Perez – Estamos a procurar atingir níveis competitivos mais elevados e esse é um dos principais motivos pelos quais estamos presentes nesta edição da Taça dos Países Latinos. É a primeira vez que competimos na Europa e estamos totalmente desenquadrados deste tipo de mapas e de terrenos. Daí que os resultados tenham ficado um pouco aquém das expectativas. Todavia, também ficámos a perceber um pouco do processo organizativo e da importância de factores muito diversos. Por exemplo, a questão dos voos fez com que chegássemos alguns dias antes e só vamos partir dois dias depois do final das provas. A Organização soube compreender o problema, ajudou-nos a ultrapassar as dificuldades e nesse sentido tem sido uma óptima experiência. Esta compreensão é o resultado da forma como é interpretado o nosso desporto.

Orientovar – A Orientação no Uruguai tem uma ligação muito forte ao Brasil. Surpreendido com o facto dos brasileiros não terem respondido à chamada?

Victor Perez – Sim, muito surpreendido. O ano passado houve atletas que se deslocaram da Europa para a Taça dos Países Latinos no Brasil e esperava que houvesse alguma correspondência por parte dos brasileiros. Nós estivemos no Brasil com a equipa completa. Não estamos aqui com a equipa completa, mas quase. Esperava que o Brasil, mesmo que sem a equipa completa, pudesse estar em Portugal.

Orientovar – Como é que vai continuar a crescer a Orientação no Uruguai?

Victor Perez – Vamos procurar ter mais apoios e ir à procura de “sponsors”, vamos esperar mais empenho das autoridades que tutelam o desporto e uma maior participação nos eventos que organizamos. Estamos a tentar arrancar com a Escola de Orientação no próximo ano, vamos organizar também em 2011 o Campeonato Sul-Americano e acaba de nos ser atribuída a organização da Taça dos Países Latinos em 2013. Confiamos que este importante conjunto de iniciativas traga uma força grande à Orientação no nosso país e, quem sabe, em 2013 já poderemos ver uma bandeira do Uruguai no alto dum pódio.


Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO
.

Sem comentários: