quinta-feira, 9 de setembro de 2010

PELO BURACO DA FECHADURA: TROFÉU DE ORIENTAÇÃO DE MANTEIGAS

.


Pela sua beleza e encanto paisagístico, há muito que a Serra da Estrela merecia ser contemplada com um evento oficial de Orientação. O momento aproxima-se rapidamente e é já no próximo fim-de-semana que o Grupo Desportivo dos Quatro Caminhos, em conjunto com a Câmara Municipal de Manteigas, terá a honra de nos brindar com o primeiro evento da Taça da Federação Portuguesa de Orientação nesta região. Motivo mais do que suficiente para, com a prestimosa colaboração de Fernando Costa, espreitarmos o Troféu de Orientação de Manteigas pelo buraco da fechadura.


Terá lugar nos próximos dias 11 e 12 de Setembro o Troféu de Orientação de Manteigas, evento de Orientação Pedestre e penúltima prova da Taça FPO Continente 2009/2010. Dividido em duas etapas – Distância Longa no primeiro dia, a partir das 14h00 e Sprint no segundo, com início às 9h30 – o Troféu de Orientação de Manteigas promete momentos inesquecíveis a todos os participantes.

Será seguramente um privilégio poder desfrutar de um mapa nas Penhas Douradas, a cerca de 1.600m de altitude com paisagens de rara beleza e bom recorte técnico para a prática da modalidade. Também a Vila de Manteigas receberá de braços abertos os participantes numa prova de sprint urbano, no seu centro histórico.


“As Penhas Douradas irão constituir uma enorme surpresa”

Orientovar – Que significado tem o Troféu de Orientação de Manteigas para o Grupo Desportivo dos Quatro Caminhos?

Fernando Costa – Tem um significado muito especial já que uma das lacunas em termos nacionais era a inexistência de um mapa de Orientação em altitude e penso que demos um passo importante nesse sentido. Julgo que estão criadas as condições para podermos, nomeadamente com as nossas selecções, preparar em altitude as nossas participações noutros países, em terrenos similares. Por outro lado, neste Troféu de Orientação de Manteigas reside a última hipóteses de vermos o nosso grupo a trabalhar em conjunto antes do Portugal O’ Meeting do próximo mês de Março. Apesar de serem provas totalmente diferentes, aqui com um organigrama bastante mais simples, é sempre importante ter esta possibilidade de testar algumas situações. Faltam-nos alguns elementos, pelo que tivemos de proceder a ligeiras adaptações mas os chefes de equipa serão os mesmos e cada um dos 54 elementos do clube que estarão em Manteigas, trabalharão com o pensamento nesse grande desafio que será o POM 2011.

Orientovar – Que mapas são estes?

Fernando Costa – Quer nas Penhas Douradas, quer em Manteigas, são mapas de muita qualidade, em terrenos lindíssimos e que serão, seguramente, do agrado de todos aqueles que puderem estar presentes no próximo fim-de-semana no coração da Serra da Estrela. Nas Penhas Douradas encontraremos um terreno muito diferente do usual, muito variado, com áreas abertas, áreas de floresta e diferentes tipos de vegetação, com uma parte inicial a descer, subidas acentuadas no segundo terço da prova e as partidas e chegadas a desenrolarem-se em planalto. Tem um bocadinho de tudo. Para quem não conhece, as Penhas Douradas irão constituir uma enorme surpresa, pela beleza do espaço em si. Penso que as pessoas irão ficar com vontade de lá voltar.


“Um número muito bom”

Orientovar – E o mapa da vila de Manteigas?

Fernando Costa - Não menos surpreendente será o mapa de Manteigas, onde decorrerá a prova de Sprint do segundo dia. O casco histórico da vila é muito bom para uma prova de Sprint. Quisemos aproveitar a melhor área, apostámos em percursos mais curtos, evitando as pernadas longas e desinteressantes, e penso que conseguimos percursos muito equilibrados, bastante técnicos e exigentes fisicamente. Será muito agradável e irá constituir um bom treino até para os atletas das nossas selecções que estão a preparar a Taça dos Países Latinos e o Campeonato Ibérico que terá lugar dentro de quinze dias.

Orientovar – O prazo normal de inscrições já terminou. Os 253 inscritos estão de acordo com as suas expectativas?

Fernando Costa – Penso que ainda iremos ampliar este número para os trezentos participantes, sobretudo a contar com aquelas pessoas que se irão inscrever mais tarde, nomeadamente nos percursos abertos. Considerando não ser esta uma prova da Taça de Portugal e face ao afastamento de Manteigas dos grandes centros urbanos, penso que os trezentos participantes constituirão um número muito bom e que vai ao encontro dos objectivos que traçámos logo de início para esta prova.


“É bom que as pessoas venham preparadas com uma toalha e com o seu fato de banho”

Orientovar – Que apoios tiveram das entidades locais para levar por diante o evento?

Fernando Costa – Há uma oferta muito simpática da “Sabores Altaneiros”, uma empresa que está agora a nascer nesta região e que está vocacionada para a promoção do turismo de natureza e para a valorização dos produtos regionais. Será ela que nos irá brindar com o jantar no sábado à noite, na zona do “Ski Park” e da Praia Fluvial adjacente. Esta será, sem dúvida, uma oportunidade soberana para aqueles que não conhecem, tomarem contacto com um espaço natural privilegiado e de grande beleza, num município que apresenta dos mais elevados índices de qualidade de vida em Portugal. Para além da “Sabores Altaneiros”, também a Câmara Municipal de Manteigas tem mostrado todo o seu interesse e apoio desde a primeira hora e há ainda os apoios importantes de algumas unidades hoteleiras da região que nos permitem formular alguns convites às pessoas que vão trabalhando em prol da modalidade e que merecem ter o mínimo de retorno.

Orientovar – Juntando a componente desportiva à componente de lazer, que conselhos deixa?

Fernando Costa – Se o tempo de mantiver como tem estado nos últimos fins-de-semana, é bom que as pessoas venham preparadas com uma toalha e com o seu fato de banho. A maior parte das pessoas não conhece e irá ficar surpreendida com as excelentes condições existentes nestes locais. Eu próprio estou fascinado com as potencialidades desta região e já reservei uns dias de férias para Manteigas no próximo ano. Para além disso, a Serra tem muitos locais por descobrir, por isso tragam algum tempo de folga para poderem visitar locais mágicos como o Covão D’Ametade, o Poço do Inferno ou o Covão da Ponte, sem esquecer um percurso no vale Glaciar do Zêzere, candidato ao título das “7 Maravilhas Naturais de Portugal” que, curiosamente, irão ser anunciadas precisamente no próximo sábado, a partir das 22h00.


“Que tudo corra pelo melhor”

Orientovar – A terminar, um desejo…

Fernando Costa – Que tudo corra pelo melhor e que os participantes não dêem por mal empregue esta ida à Serra da Estrela, saindo da prova com vontade de regressar. E também que as coisas não se fiquem por aqui e que se possam realizar futuramente mais eventos de Orientação naquele espaço.

Informação completa sobre a prova em http://trofeuorimanteigasgd4c.weebly.com/.

Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO
.

Sem comentários: