sexta-feira, 16 de julho de 2010

MTBO WOC & JWOC 2010: ANTON FOLIFOROV OFERECE O PRIMEIRO OURO À RUSSIA

.

“O dia mais feliz da minha vida”. Foram estas as palavras encontradas por Anton Foliforov para descrever a fantástica vitória na Final A de Distância Longa dos Campeonatos do Mundo de Orientação em BTT, que hoje teve lugar em Morgade (Montalegre).

Com o magnífico espelho de água da Albufeira da Barragem do Alto Rabagão em pano de fundo, decorreu hoje em Morgade a Final de Distância Longa dos Campeonatos do Mundo de Orientação em BTT. Aos 60 participantes não poderia oferecer-se proposta mais “aliciante”: 38,1 km de distância de prova, para um desnível acumulado de 1.250 metros e 17 pontos de controlo. Uma longa, Longa Distância, cumprida dentro do tempo previsto pela Organização e que foi de 1.53.02 para o vencedor, o russo Anton Foliforov.

Segundo classificado do ‘ranking’ mundial, Foliforov fez uma prova que podemos classificar, acima de tudo, de consistente. Sobretudo se considerarmos que o russo teve de lidar com a pressão de se saber constantemente na mira do australiano Adrian Jackson, até ao momento e de forma indiscutível, a grande figura dos Campeonatos (alcançou a medalha de ouro na prova de Sprint e foi segundo classificado na prova de Distância Média). A análise dos parciais de passagem ao longo dos vários pontos de controlo permite constatar que Foliforov e Jackson tiveram andamentos muito similares até ao ponto nº 6, altura em que o russo pegou no comando da prova para não mais o largar. E se Jackson ganhava um par de segundos ao russo aqui e ali, no entretanto era o russo a levar a melhor sobre o australiano por… dois pares de segundos. No final, a diferença entre ambos cifrou-se nos 2.03 a favor de Foliforov que alcança assim o seu primeiro título mundial de Orientação em BTT a título individual (ao lado de Ruslan Gritsan e Maxim Zhurkin, tinha sido medalha de ouro com a Estafeta russa no ano transacto em Ben Shemen, Israel).

Na terceira posição, a 3.01 do vencedor, classificou-se o dinamarquês Erik Skovgaard Knudsen, salvando parcialmente a face duma selecção de quem tudo se poderia esperar (e ainda se espera algo!) e levando a bandeira da Dinamarca pela primeira vez ao pódio masculino de Elite nestes mundiais. Jiri Hradil (República Checa), Lasse Brun Pedersen (Dinamarca) e Clément Souvray (França) concluíram por esta ordem nos lugares imediatos. Uma das grandes figuras do dia acabou por ser, indiscutivelmente, o português Davide Machado. Apesar duma prova não isenta de erros (no 3º ponto era 50º classificado, já a três minutos dos lugares de honra), o jovem atleta português alcançou um “impensável” sétimo lugar com o tempo de 2.00.27, ficando de fora dos lugares de honra por escassos 6 segundos. Este é, em termos absolutos, o melhor lugar jamais alcançado por um orientista em BTT português em Campeonatos do Mundo e um forte motivo de orgulho para os amantes desta tão bela como espectacular modalidade. Quanto aos restantes portugueses, Daniel Marques concluiu no 33º lugar com o tempo de 2.13.38, enquanto Joel Morgado foi o 43º classificado com um registo de 2.17.42 e Paulo Alípio terminou no 53º posto com um tempo de 2.23.52.




Resultados

Masculinos M21

1º Anton Foliforov RUS 1.53.02
2º Adrian Jackson AUS 1.55.05
3º Erik Skovgaard Knudsen DEN 1.56.03
4º Jiri Hradil CZE 1.58.40
5º Lasse Brun Pedersen DEN 1.59.19
6º Clément Souvray FRA 2.00.04
7º Davide Machado POR 2.00.27
8º Luca Dallavalle ITA 2.00.33
9º Maxim Zhurkin RUS 2.00.37
10º Ruslan Gritsan RUS 2.01.09
11º Marek Pospisek CZE 2.01.17
12º Beat Schaffner SUI 2.01.24
13º Valeriy Glukhov RUS 2.01.41
14º Beat Oklé SUI 2.01.57
15º Juho Saarinen FIN 2.03.32
16º Samuli Saarela FIN 2.03.50
17º Andreas Rief AUT 2.04.45
18º Radek Laciga CZE 2.04.58
19º Jaroslav Rygl CZE 2.05.19
20º Simon Seger SUI 2.05.51

Tudo para acompanhar em http://mtbwoc2010.fpo.pt/.

Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO

1 comentário:

Tiago Aires disse...

Mais uma fantástica prestação do Davide Machado! Qual será o limite deste jovem atleta em futuros campeonatos do mundo?

Cumprimentos
Tiago Aires

PS: força a todos para as estafetas