segunda-feira, 5 de julho de 2010

JWOC AALBORG 2010: O OURO FICOU EM CASA

.

A prova de abertura do Campeonato do Mundo de Juniores de Orientação Pedestre JWOC 2010, que se disputa este ano em Aalborg (Dinamarca), assistiu à consagração de Ida Bobach e Rasmus Thrane Hansen como as primeiras grandes figuras da competição. A “jogar em casa”, os dois dinamarqueses não fizeram por menos e arrebataram o ouro.


Começou em Aalborg e prolonga-se até ao próximo sábado a 20ª edição do Campeonato do Mundo de Juniores de Orientação Pedestre JWOC 2010. Participam no certame 156 atletas masculinos e 124 femininos, em representação de 36 países. A prova de Sprint marcou o arranque do Campeonato e nela foi possível verificar como, a jogar em casa, os dinamarqueses não quiseram “abrir mão do ouro”. No sector feminino, foi uma surpreendente Ida Bobach aquela que chegou à vitória com o tempo de 13.36, destacando-se das polacas Hanna Wisniewska e Monika Gajda por uma vantagem segura de 24 e 27 segundos, respectivamente. Depois do 14º lugar em Göteborg (2008) e da medalha de prata em Trentino, no ano transacto, Ida Bobach tem, no seu próprio país, a consagração que realmente merece.

Medalha de prata ex-aequo na prova de Sprint do JWOC 2009, a checa Tereza Novotna não foi hoje além do quarto lugar, enquanto a quinta posição sorriu de novo a uma atleta dinamarquesa, Stine Bagger Hagner. Quanto ao sexto lugar, coube à promissora sueca Tove Alexandersson. A Suécia ainda colocaria mais duas atletas no top-10 enquanto a primeira atleta da Suiça, Sophie Tritschler, surgiria apenas no 11º lugar. Uma das grandes surpresas vai para o 17º lugar da neo-zelandesa Angela Simpson, enquanto pela negativa destaca-se a desqualificação duma das grandes favoritas a um lugar no pódio, a dinamarquesa Emma Klingenberg. Lena Coradinho, a única atleta portuguesa presente, fez o tempo de 18.01, alcançando o 87º lugar entre as 110 atletas que lograram completar a prova.

Dominando a prova do início ao fim, o dinamarquês Rasmus Thrane Hansen foi o brilhante vencedor no sector masculino, oferecendo uma espectacular “dobradinha” à Dinamarca. Hansen gastou 13.04 para completar os 2675 metros do seu percurso (21 pontos de controlo), impondo-se ao britânico Kristian Jones por 19 segundos. Apenas 25º classificado na prova de Sprint do ano transacto, Kristian Jones acaba por fazer história ao garantir para a Grã-Bretanha a melhor classificação de sempre em vinte edições da prova. Na terceira posição, com o tempo de 13.25, classificaram-se ex-aequo dois atletas nórdicos: Jonas Leandersson (Suécia) e Vegard Danielsen (Noruega). Os três lugares imediatos foram ocupados por atletas suecos - Johan Runesson, Gustav Bergman e Olle Boström -, enquanto o medalha de ouro de Sprint do JWOC 2009, o suíço Matthias Kyburz, não foi além da oitava posição, com mais 42 segundos que o vencedor. Diga-se que a Suiça é, indubitavelmente, a grande decepção deste primeiro dia de provas, com o seu segundo melhor atleta, Florian Howald, a surgir apenas no 32º lugar (algo bem diferente dos 4 atletas no top-7 da prova de 2009). Quanto aos portugueses, entre os 148 atletas que lograram concluir a prova, David Sayanda foi o 81º com o tempo de 15.30, Manuel Horta o 97º com o tempo de 16.02 e Tiago Leal terminou na 117ª posição com um registo de 16.54.

Tudo para conferir em
http://www.jwoc2010.dk/.

Saudações orientistas.
.
JOAQUIM MARGARIDO
.

Sem comentários: