segunda-feira, 5 de julho de 2010

EYOC SORIA 2010: O PONTO FINAL DE TIAGO AIRES

.

O Orientovar coloca um ponto final no 9º Campeonato da Europa de Jovens de Orientação Pedestre com a divulgação dos resultados globais dos nossos 16 atletas presentes em Soria, bem como as declarações finais de Tiago Aires, o responsável pelas selecções jovens e chefe da comitiva portuguesa.

W16
Distância Longa
24º Vera Alvarez 58.44
46º Catarina Dias 1.05.19
55º Ana Anjos 1.09.36
55º Inês Domingues 1.09.36
Sprint
11º Vera Alvarez 14.44
30º Catarina Dias 15.56
55º Ana Anjos 17.06
62º Inês Domingues 17.39
Estafeta
10º Portugal 1.57.46
(Ana Anjos 46.53, Inês Domingues 39.29, Vera Alvarez 31.24)

W18
Distância Longa
30º Joana Costa 1.01.21
49º Isabel Sá 1.08.49
64º Rita Rodrigues 1.23.40
65º Mariana Moreira 1.27.20
Sprint
13º Mariana Moreira 14.12
24º Joana Costa 14.41
38º Rita Rodrigues 15.19
41º Isabel Sá 15.24
Estafeta
4º Portugal 1.59.24
(Isabel Sá 40.39, Mariana Moreira 37.13, Joana Costa 41.32)

M16
Distância Longa
6º Luís Silva 58.42
18º Miguel Ferreira 1.02.33
34º João Cascalho 1.06.23
73º Tiago Baltazar 1.27.21
Sprint
23º Luís Silva 14.21
26º Miguel Ferreira 14.32
37º João Cascalho 14.59
77º Tiago Baltazar 18.15
Estafeta
6º Portugal 1.50.29
(Miguel Ferreira 38.35, João Cascalho 36.53, Luís Silva 35.01)

M18
Distância Longa
13º João Mega Figueiredo 1.02.30
52º Pedro Silva 1.11.28
78º Rafael Miguel 1.21.27
79º Fábio Silva 1.21.31
Sprint
20º João Mega Figueiredo 15.08
26º Rafael Miguel 15.25
31º Fábio Silva 15.31
59º Pedro Silva 16.23
Estafeta
10º Portugal 2.06.46
(Rafael Miguel 45.19, Fábio Silva 38.27, João Mega Figueiredo 43.00)




O balanço foi claramente positivo. Tal como esperávamos, alcançámos os melhores resultados de sempre globalmente. Num total de doze provas disputadas, Portugal melhorou em nove delas o melhor resultado de sempre. A competitividade foi muito elevada com a presença, pela primeira vez, de todos os países nórdicos nos escalões H/D18 (num total de 29 países e mais de 300 atletas) o que representou um recorde de participação nesta competição.

. .
Prova-se assim que, com trabalho, bom planeamento e planificação com a devida antecedência, é possível batermo-nos com qualquer país nas camadas jovens (sem ser apenas no Sprint, mas também em todas as disciplinas e escalões). Tínhamos desde há mais de dois anos como objectivo "crescer como grupo" de uma forma sustentada e não com apenas 1 ou 2 atletas, e para isso nada melhor do que apostar na Estafeta. Ficámos em 3º lugar colectivo (soma dos 4 escalões) no dia da Estafeta, o que representa um resultado só batido pela Republica Checa e Hungria. O melhor resultado colectivo alcançado até aqui por Portugal era um 19º lugar.

No final terminámos o EYOC com 7 diplomas (altetas nos 6 primeiros lugares) com o 4º lugar nas D18 (Isabel Sá, Mariana Moreira, Joana Costa) nas Estafetas e 6º lugar em H16 (Miguel Ferreira, João Cascalho, Luís Silva) nas Estafetas e o 6º lugar de Luís Silva na prova de Distância Longa em H16. Até então, em todas a participações portuguesas, apenas tínhamos alcançado um diploma (em 2006, H18, com o 4º lugar de Diogo Miguel no Sprint) e uma medalha de ouro (em 2007, H18, também no Sprint e pelo mesmo atleta).

A juntar a isto, foram melhorados os seguintes resultados:
Estafeta - 10º lugar - Rafael Miguel, Fabio Silva,João Mega Figueiredo em H18 (melhor até então era 16º lugar);
Estafeta - 10º lugar - Ana Anjos, Inês Domingues, Vera Alvarez em W16 (melhor até então era 12º lugar);
Sprint - 11º lugar - Vera Alvarez em D16 (melhor até então era 14º lugar);
Distância Longa - 13º lugar - João Mega Figueiredo em H18 (melhor até então era 29º lugar); 

Sprint - 23º lugar - Luís Silva em H16 (igualado ao melhor);
Distância Longa - 30º lugar - Joana Costa em D18 (melhor até então era 36º lugar).

Em resumo, na prova de Distância Longa alcançámos 5 lugares no Top 30, na Estafeta ficaram as 4 equipas no Top 10 e na prova de Sprint alcançámos 8 lugares no Top 30. Ficaram por bater os seguintes resultados: 1º lugar Sprint H18, em 2007, Diogo Miguel; 9º lugar Sprint D18, em 2009, Mariana Moreira; 14º lugar Longa D16, em 2008, Mariana Moreira .

Chamo à atenção que o terreno da Estafeta era semelhante a alguns terrenos no Norte Alentejo, mas a Longa era numa floresta que nada se assemelha às nossas florestas, mas sim a um terreno típico da Europa Central (Hungria ou Republica Checa), o que nos deixa ainda mais motivados para o futuro tendo em conta que o EYOC 2011 será na Republica Checa.

A importância destes resultados?

Penso que o mais motivador é que, apesar destas excelentes prestações, os atletas perceberam que é possível fazer ainda melhor se as condições de preparação deste EYOC se mantiverem para as próximas competições. Este EYOC cumpriu o objectivo de subir a fasquia e provar que tudo é possível.

Espera-se que estes resultados permitam motivar os atletas para fazerem ainda melhor em EYOC´s e JWOC´s futuros. Está na altura de se reflectir sobre o futuro das nossas selecções, pois para se obter estes resultados foram necessários muitos estágios (incluindo o estágio realizado um ano antes em Soria) e muito trabalho de atletas e técnicos em detalhes que a maioria das pessoas não faz ideia.

Cumprimentos
Tiago Aires

PS: Os resultados colectivos na soma dos 3 dias acabam de ser divulgados e colocam Portugal no 6º lugar num total de 29 países, o que comparado com o melhor conseguido até aqui (um 19º lugar) é bem o espelho da qualidade desta prestação.

[Fotos gentilmente cedidas por Hélder Ferreira, Tiago Aires, Fernando Costa e Nuno Leite]

.

2 comentários:

Fabio Silva disse...

Resultado Oficial:

Portugal classificou-se colectivamente em 6º lugar com 751 pontos (5º - Hungria 773pts ; 7º - Austria 691 pts )

Penso que este resultado demonstra claramente que com trabalho árduo, muita preparação e empenho de todos tudo é possivel.

Espero que com o encerramente deste eyoc esta prestação não seja em vão mas sim que sirva de inspiração e ponto de partida para futuras participações e que assim mostremos de que são feitos os portugueses.

Um Grande Obrigado a todos aqueles que nos apoiaram e permitiram chegar onde chegamos porque sem eles não teria sido possível

Toño disse...

Muy buen trabajo de Tiago, este Eyoc ha contado con la mayor participacion de la historia, por lo que el resultado es muy positivo.
Felicidades desde España y mucha suerte para Tiago en el futuro, un ejemplo de trabajo.