sexta-feira, 4 de junho de 2010

EOC PRIMORSKO 2010: TRIUNFOS DE VALENTIN NOVIKOV E DE SIMONE NIGGLI

.

Destronado! Thierry Gueorgiou, o “rei da Distância Média”, viu-se hoje claramente batido na grande final dos Europeus de Primorsko. Valentin Novikov é um digno sucessor. Nas senhoras, Simone Niggli chega ao título europeu da distância pela primeira vez.


Uma prova para esquecer! Depois dos três títulos consecutivos nas anteriores edições dos Campeonatos da Europa de Orientação, depois de seis títulos mundiais de Distância Média nos últimos sete anos, depois dum apuramento tranquilo para uma final que lhe traria mais uma vitória, Thierry Gueorgiou (França) baqueou. Considerado o grande favorito à medalha de ouro, o maior entre os maiores esteve em dia 'não' na final de Distância Média desta manhã, em Primorsko. Um erro de um minuto num ponto, a inerente desmotivação e a perda de (ainda mais) tempo fez com que o resultado final se saldasse por um desconsolador 11º lugar. O russo Valentin Novikov [na foto, no decurso do NAOM Crato 2010] foi o grande vencedor, subindo pela terceira vez ao lugar mais alto do pódio num Campeonato da Europa, depois de ter sido Campeão de Estafetas na última edição da prova (Ventspils, Letónia) e de Distância Longa há dez anos atrás (!), em Truskavets, na Ucrânia. Nos lugares imediatos classificaram-se dois atletas da Suiça, Matthias Merz e o líder do ‘ranking’ mundial, Daniel Hubmann. Esta é a primeira medalha individual de Matthias Merz em Campeonatos da Europa e a quinta de Daniel Hubmann, a primeira na distância.

No sector feminino, Simone Niggli chega finalmente ao ouro nestes Campeonatos, depois da medalha de prata na final de Sprint e do bronze nas Estafetas. Um primeiro título europeu de Distância Média, que a atleta soma aos três títulos de Distância Longa e a outros tantos de Sprint, confirmando-a como a melhor orientista da história da modalidade. Na segunda posição, com alguma surpresa, classificou-se a dinamarquesa Signe Soes. A atleta, que se mantém no top-20 do ‘ranking’ mundial desde 1 de Agosto de 2007 (chegou mesmo a ocupar a 4ª posição do ‘ranking’) e foi 4ª classificada na final de Sprint do último Campeonato do Mundo (Miskolc, Hungria), alcança pela primeira vez uma medalha em competições internacionais desta envergadura no escalão de Elite (foi vice-campeã do Mundo de Juniores de Distância Média em 2003, em Põlva, na Estónia). A terceira posição, igualmente de forma algo surpreendente, coube à actual nº 42 do ‘ranking’ mundial, a sueca Lena Eliasson. Uma medalha de bronze que terá deixado a atleta agradada, sobretudo depois de, na passada quarta-feira, ao lado de Karolina A-Höjsgaard e Helena Jansson, se ter sagrado Campeã da Europa de Estafetas. Outras duas grandes favoritas, Helena Jansson (Suécia), Campeã da Europa de Sprint e de Estafetas, e Minna Kauppi (Finlândia), Campeã Europeia de Distância Média em 2006, quedaram-se pela quarta e quinta posições, respectivamente.

Resultados
Masculinos

1º Valentin Novikov (Rússia) 34.09
2º Matthias Merz (Suiça) 35.30
3º Daniel Hubmann (Suiça) 35.36
4º Emil Wingstedt (Suécia) 35.47
5º Alexey Bortnik (Rússia) 36.17
6º Tero Föhr (Finlândia) 36.21
7º Peter Öberg (Suécia) 36.22
8º Carl Waaler Kaas (Noruega) 36.27
9º Kiril Nikolov (Bulgária) 36.28
10º Matthias Mueller (Suiça) 36.31

Femininos
1º Simone Niggli (Suiça) 33.07
2º Signe Soes (Dinamarca) 35.06
3º Lena Eliasson (Suécia) 35.19
4º Helena Jansson (Suécia) 35.24
5º Minna Kauppi (Finlândia) 35.49
6º Vroni Koenig-Salmi (Suiça) 36.04
7º Dana Brozkova (República Checa) 37.08
8º Merja Rantanen (Finlândia) 37.10
9º Natalia Vinogradova (Rússia) 37.38
10º Aija Skrastina (Letónia) 37.41

Com os Campeonatos a aproximarem-se rapidamente do fim – a final de Distância Longa corre-se amanhã, encerrando a competição – é tempo de olharmos para o quadro de medalhas. A Suiça é, até ao momento, a grande dominadora, com 8 medalhas conquistadas em 18 possíveis (três de ouro, três de prata e duas de bronze). A Suécia, com quatro medalhas (duas de ouro e duas de bronze ocupa a segunda posição). No terceiro lugar está a Rússia, com uma medalha de ouro, precisamente a alcançada hoje por Valentin Novikov. Dinamarca (uma de prata e uma de bronze), França e Finlândia (uma de prata cada) e Noruega (uma de bronze), fecham este restrito quadro de selecções ganhadoras.

Mais informações acerca dos Europeus em
http://eoc2010.bgorienteering.com/.

Saudações orientistas.
.
JOAQUIM MARGARIDO
.

Sem comentários: