terça-feira, 4 de maio de 2010

II TROFÉU ARMÉNIO FELISMINO: TRIUNFOS DE PEDRO NOGUEIRA E INÊS PINTO

.


Após a primeira edição em Julho de 2009, o Troféu Arménio Felismino voltou a Coruche e ao montado de sobro deste concelho Ribatejano. A Herdade dos Laranjos recebeu, na manhã do dia 2 de Maio, a 5ª Etapa do IV Troféu Orialentejo e para finalizar o II Troféu Arménio Felismino '10, decorreu um Ori-Show na floresta durante a tarde.

Num dia absolutamente fantástico para a prática da modalidade, teve lugar em Coruche mais uma etapa do IV Troféu Ori-Alentejo, conjunto de eventos que, ao longo do ano, movimenta uma grande quantidade de participantes naquela particular região do País.

Relembrando o saudoso coruchense Arménio Felismino, a segunda edição do Troféu com o seu nome trouxe até à Herdade dos Laranjos um total de 139 atletas, distribuídos por seis escalões de competição e um escalão de Iniciação. COAC e GafanhOri repartiram 'como bons irmãos' os primeiros lugares do pódio, com Pedro Nogueira (ADFA) a vencer o escalão Difícil Masculino e a constituir um ilustre “intruso” nesta particular luta a dois. Nos escalões femininos, Inês Pinto (Difícil), Teresa Maneta (Médio) e Vanessa Sayanda (Fácil), todas do GafanhOri, levaram a melhor sobre a concorrência, enquanto pelo COAC, Alfredo Gualdino (Médio Masculino), Olavo Lopes (Fácil Masculino) e Gabriel Brasileiro (Iniciação) foram os grandes vencedores nos escalões respectivos.

“Só apetecia correr”

Segundo classificado no escalão Médio Masculino, Manuel Dias viu assim esta 5ª Etapa do Troféu Ori-Alentejo: “Depois de uma série de disparates em Peguerinos e Navalcán (17-23 Abril), nada melhor que esta prova de Coruche para uma pessoa recuperar confiança. O dia esteve verdadeiramente primaveril, os percursos foram muito bem traçados e o terreno não podia ser mais convidativo. Alguém disse que havia zonas alagadas ou enlameadas e se calhar tinha razão porque quando cheguei a casa tive de meter os sapatos na banheira. Mas durante a prova não dei por nada, só achei que o terreno era macio, que o mato e os campos estavam lindos e que só apetecia correr. Imagino o que dirá o Pedro Nogueira, que fez 8,4 km em 42.12.”

Quanto aos danos (perdão, “aspectos”) colaterais, o popular Manel referiu ainda: “O ‘speaker’ safou-se bem, a sopa e as bifanas estavam no ponto, mas o melhor de tudo foi a doçaria, com destaque para um encharcado bolo de laranja, que obrigou a repetir o tinto, perdão, o sumo... A maioria de nós saiu dali feliz, passou em casa a dar um beijinho à mãe e foi instalar-se diante do televisor para a grande festa do título. Quando, já depois das 23h00, acabou o filme do S. Jorge ('IndieLisboa'), estranhei não haver barulho na Avenida. Alguma coisa deve ter corrido menos bem. E não foi, de certeza, o Dia Nacional da Orientação.”

“Foi pena a baixa participação neste evento”

Também Tiago Aires nos deixou as suas impressões: “Decorreu mais uma prova do OriAlentejo numa organização do COAC em que tivemos Arena junto a um açude magnífico, onde existiam as normais chegadas, pontos de espectadores /som, secretariado, bar. Foi possível acompanhar a prova através do ‘speaker’, podendo perceber o desenrolar do evento no escalão Difícil masculino e Difícil feminino. Foi pena a baixa participação neste evento, pois estavam reunidas todas as condições para uma jornada interessante.” E a finalizar: “Nota assinalável para o grande número de novos/jovens atletas que vão aparecendo com as cores do COAC nestas provas, bem como para o Clube de Atletismo Bombeiros de S. Mateus Montemor-Novo com uma comitivas de 30 atletas. É sempre bom nesta zona do país conseguir atrair e trazer novos atletas, pois esse é, sem qualquer dúvida, o objectivo base do OriAlentejo.”

Uma referência ainda para o facto de a prova ter merecido, desde o seu início e ao longo de três horas, um acompanhamento em directo na página do COAC no Facebook, naquilo que, para Hugo Borda d’Água, constituiu "um teste à comunicação e imagem do grande desafio organizativo do clube, no início do próximo ano, o I Coruche Orienteering Trophy 2011".

Informações, resultados e fotos do II Troféu Arménio Felismino em
http://www.coaclub.com/.

Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO
.

Sem comentários: