segunda-feira, 31 de maio de 2010

EOC PRIMORSKO 2010: QUALIFICATÓRIAS DA PROVA DE DISTÂNCIA LONGA SEM SURPRESAS

.

Com as séries qualificatórias da prova de Distância Longa, prosseguiram hoje em Primorsko (Bulgária) os Campeonatos da Europa de Orientação Pedestre 2010. Sem grandes surpresas, diga-se desde logo, já que os grandes favoritos alcançaram, tranquilamente, um lugar na final A que encerrará os Campeonatos no próximo sábado.

Daniel Hubmann (Suiça),
Emil Wingstedt (Suécia), Thierry Gueorgiou (França), Andrey Krahmov (Rússia), Mikhail Mamleev (Itália), Fabian Hertner (Suiça), Olav Lundanes (Noruega), Simone Niggli (Suiça), Helena Jansson (Suécia), Dana Brozkova (República Checa), Minna Kauppi (Finlândia), Eva Jurenikova (República Checa), Maja Alm (Dinamarca) e muitos, muitos outros nomes grados da Orientação mundial, conseguiram hoje o apuramento para a final A da prova de Distância Longa que, no próximo sábado, marcará o fim dos Europeus da Bulgária.

No sector masculino, o melhor tempo das três séries qualificatórias coube ao francês Thierry Gueorgiou (C Masc), com um registo de 53.19. Os vencedores das restantes séries, o russo Valentin Novikov (A Masc) e o sueco Peter Öberg (B Masc), gastaram 56.45 e 57.01, respectivamente, para um percurso de 9.300 metros (330 metros de desnível e 20 pontos de controle). No que às senhoras diz respeito, o melhor tempo foi para a suiça Simone Niggli, com 44.03. A russa Yulia Novikova e a sueca Helena Jansso, vencedoras das restantes séries, gastaram 45.41 e 47.55, respectivamente, para 6.700 metros de percurso (210 metros de desnível, 15 pontos de controlo).

Grandes dominadores

Resumidamente, podemos avançar que a Rússia fez o pleno, conseguindo colocar os seus 13 atletas na final (a turma masculina tem a prerrogativa de poder contar com sete elementos, visto ter nas suas fileiras o Campeão Europeu de Distância Longa em título, Dmitriy Tsevtkov). A Suécia faz igualmente o pleno, colocando 6 atletas masculinos e 6 femininos na grande final. A Suiça com 11 atletas presentes na final A e a Noruega, República Checa e Finlândia, com 10 atletas cada, completam o quadro de 6 potências que dominam quase por completo a modalidade no presente momento. A França, estará representada por 5 atletas (4 dos quais no sector masculino), enquanto a Itália e a Bulgária também marcarão presença na final A com 4 atletas cada.

Juntando-se a este lote de atletas de nove selecções que, só à sua conta, perfazem quase três quartos das presenças na final A, vamos encontrar ainda o romeno Ionut Zinca, sexto classificado na sua série. Os grandes ausentes da final A são os dinamarqueses Soren Bobach, Christian Bobach, Christian Christensen e Mikkel Lund, o britânico Scott Fraser, o checo Stepan Kodeda e a suiça Angela Wild.

Os portugueses

No que à prestação portuguesa diz respeito, podemos adiantar que não diferiu muito do verificado ontem. Joana Costa voltou a ser a nossa melhor representante, quedando-se pela 20ª posição a escassos 3.07 dum lugar na final A. Isabel Sá e Catarina Ruivo fecharam a classificação nas respectivas séries. No sector masculino, Tiago Aires, no 22º lugar com 1.12.04, foi o atleta português melhor classificado. Refira-se ainda que a Espanha não teve melhor sorte, já que todos os seus atletas ficaram igualmente de fora das finais A.

Tudo para conferir em
http://eoc2010.bgorienteering.com/

Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO
.

Sem comentários: