segunda-feira, 31 de maio de 2010

CAMPEONATOS NACIONAIS DE ORIENTAÇÃO DE DESPORTO ESCOLAR 2009/2010: IMPRESSÕES FINAIS

.

No final dos Campeonatos Nacionais de Orientação de Desporto Escolar 2009/2010 aqui ficam as reacções de alguns dos seus principais protagonistas.


Em termos organizativos estes Nacionais não ficaram nada atrás daqueles em Setúbal, no ano passado. Apesar de termos perdido o título colectivo de Iniciados Masculinos, renovámos nos escalões femininos e o balanço é extremamente positivo. Como noutras escolas, há miúdos que, a meio do processo, vão saindo e há outros que vão entrando. O nosso objectivo é alargar a base de participação para que essas situações não se voltem a repetir e apostar nos miúdos que são, no futuro, o garante da modalidade.

Professor José Mateus
EB 2,3 Cunha Rivara (Arraiolos)



Contava ganhar e correu tudo de acordo com as minhas expectativas, embora na prova Longa tivesse dois pontos onde as coisas não me correram lá muito bem. Fisicamente senti-me sempre muito bem. Estou igualmente contente pelo título por equipas e isto dá-me motivação para continuar a trabalhar e para conquistar mais títulos no futuro.

Ana Anjos
EB 2,3 Cunha Rivara (Arraiolos)
Campeã Nacional 2009/2010 (Iniciados Femininos)



Não estava à espera de ganhar mas até correu bem. Tecnicamente o mapa era fácil, embora fisicamente não fosse tão bem porque correr não é muito o meu forte. Este é o meu último ano de Juvenil e é com pena que deixo o Desporto Escolar. Aos meus colegas deixo uma palavra para que continuem, não deixem nunca de fazer Orientação e encontrem motivação nas provas do Desporto Escolar

Ana Salgado
EB 2,3 Cunha Rivara (Arraiolos)
Campeã Nacional 2009/2010 (Juvenis Femininos)



Há terceira foi de vez. No primeiro ano falhei a vitória por menor capacidade, o ano passado por um erro grande já na parte final do percurso mas desta vez lá consegui o título nacional. Muito sinceramente acho que este terreno não era o melhor, embora reconheça que a prova do primeiro dia, em toda aquela área aberta, até teve a sua piada e penso que a organização fez o melhor possível. Esta vitória acaba por constituir uma motivação extra e uma ajuda em termos de treino e de rodagem competitiva para aquilo que ainda falta da época, sobretudo em termos dos desafios internacionais.

Miguel Ferreira
Escola Secundária de Palmela
Campeão Nacional 2009/2010 (Iniciados Masculinos)



É sempre importante ganhar uma competição, seja no Desporto Escolar, seja no Federado. Significa que estamos a evoluir, que estamos a ser melhores que os nossos adversários. Aqui a vitória tem um sabor especial visto ter conseguido recuperar da primeira etapa para a segunda e ter superado o Luís Silva numa luta ombro-a-ombro que em muito valorizou este título. Por outro lado, também vencemos colectivamente, o que foi uma surpresa para nós, já que sabíamos do valor da ES Pinhal Novo. Este é um primeiro título alcançado no último ano em que, com muita pena minha, participo nos Nacionais de Desporto Escolar. E digo com muita pena porque esta é uma verdadeira festa e com muito mais animação do que numa prova da Taça, por exemplo. Aos meus colegas da ES Estarreja deixo uma palavra de apoio e estímulo, esperando que se esforcem e consigam o apuramento para os Mundiais de Desporto Escolar do próximo ano. Também que tenham sucesso nas suas vidas pessoais. É esse o meu maior desejo.

Rafael Miguel
Escola Secundária de Estarreja
Campeão Nacional 2009/2010 (Juvenis Masculinos)



Trabalhar num mapa não muito rico, colocar no terreno percursos desafiantes, procurar criar uma empatia atleta/terreno e não complicar em demasia foram objectivos que colocámos à partida e que foram plenamente conseguidos.

Chegamos ao fim destes Nacionais com a certeza do dever cumprido. Foram quatro vitórias, na medida em que cada prova constituiu para o Desportivo Atlético de Recardães uma autêntica competição. Todos tivemos que nos desdobrar, todos demos o nosso melhor. Pessoalmente foi muito enriquecedor e os jovens estão de parabéns porque se portaram de forma magnífica. Isto dá-nos anos de vida (embora também nos retire alguns).

Carlos Ferreira
Desportivo Atlético de Recardães



Mais do que o mapa, interessa o traçado dos percursos e Águeda foi a confirmação disto mesmo. Por aquilo que fui ouvindo daqui e dali, toda a gente ficou agradada com os percursos. Aliás, parafrasearia um atleta que me disse “que engraçado, com um mapa destes fez-se uma prova gira”.

Foram três dias de Nacionais, com uma série de outras modalidades envolvidas, acrescidas da dispersão geográfica do evento e as dificuldades logísticas acrescidas, inerentes a estes factores. As coisas poderiam ter sido feitas de outra forma? Claro que podiam. Apesar de tudo o balanço é absolutamente positivo e é isso que interessa registar. A articulação com o Desportivo Atlético de Recardães foi “cinco estrelas”. E não há outra maneira de o dizer!

Professor Ricardo Chumbinho
Coordenador Nacional de Orientação do Desporto Escolar


Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO
.

Sem comentários: