sexta-feira, 23 de abril de 2010

HUNGARIAN MTBO CUP: ESTREIAS DE SINAL CONTRÁRIO

.

Teve hoje início em Balatonfüred, na Hungria, a prova de abertura da Taça do Mundo de Orientação em BTT 2010. Se por um lado Davide Machado (na imagem) teve uma estreia auspiciosa no seio da Elite mundial, Daniel Marques e João Ferreira não foram particularmente felizes.


Enquanto aguardamos a publicação dos resultados oficiais da prova de Sprint que abriu a Hungarian MTBO Cup, podemos desde já adiantar que a comitiva portuguesa teve uma estreia de sinais contrários. Daniel Marques e João Ferreira viram-se confrontados no final da prova com um frustrante “missing punch”, enquanto Davide Machado mostrou todo o seu valor e bateu-se de igual para igual com os melhores do mundo. Paulo Alípio também não esteve feliz num ponto em particular, perdeu bastante tempo e acabou numa posição abaixo das suas expectativas. Finalmente, Susana Pontes esteve ao seu nível, terminando sensivelmente a meio da tabela.

As regras do jogo

Numa avaliação sumária da sua prova, Daniel Marques assume ter começado da pior forma a sua participação no World Cup da Hungria. O grande atleta português especifica: “Entrei bem no mapa e os primeiros pontos foram perfeitos, no entanto faço uma muito má opção para o CP4 e (…) a partir daí comecei a cometer erros de orientação, simplesmente não consegui manter os níveis de concentração. O pior ainda estava para vir, pois no CP12 (após o ponto de espectadores) controlei a baliza ao lado que estava a 10 metros, uma falha inaceitável visto que não confirmei o código! Enfim, são as regras do jogo!”

Mas a hora é de olhar em frente e pensar que ainda há duas provas para rectificar e conseguir um grande resultado. É pelo menos isso que se infere das palavras de Daniel Marques: “De qualquer forma continuo motivado e sinto que estou a atravessar um bom momento de forma. Depois deste começo desastroso vou procurar acabar bem. Amanhã vou sair determinado a redimir-me dos erros de hoje, a Distância Média é a minha favorita, não vou desanimar.”

Desilusão

Também João Ferreira, o primeiro atleta a partir na prova de hoje, faz uma avaliação da sua prestação: “Não parti muito bem, perdi cerca de dois minutos para o primeiro ponto mas depois lá entrei no mapa fazendo uma boa prova, pensava eu. Perdi algum tempo para o ponto 4 numa opção. Quando cheguei não quis acreditar no que via. MP, missing point. O erro só podia ser da organização, na minha cabeça tinha picado todos os pontos correctamente. Foi então que um elemento da Organização me mostrou o mapa com todos os pontos e aí percebi. O ponto 12, antepenúltimo ponto, piquei o ponto errado. Depois de ter virado na rua avistei o ponto e piquei sem hesitar. Não era o meu, o meu estava 10 ou 15 metros ao lado, um pouco mais à frente. O único ponto que não confirmei pois naquela zona urbana, só podia ser aquele (pensei eu). A cabeça já só pensava no ‘finish’ que estava muito perto.”

Em resumo, para o atleta bairradino “o que seria um bom resultado acabou por ser um fracasso e uma desilusão. Não me lembro de ter feito em 11 anos de orientação um “mp” assim. Não me lembro mesmo de ter feito um “mp” (sem contar com as desistências devido a problemas)! Sabor amargo, muito mesmo. Resta só dizer que, nos regulamentos da IOF de Orientação Pedestre esta situação está regulamentada e não é permitido ter dois pontos tão juntos no terreno (os círculos dos dois pontos, no mapa geral de todos os pontos, sobrepunham-se); já no regulamento de Ori-BTT nada está estipulado e estas situações são permitidas. Vale a lição para aprender e tentar não voltar a fazer o mesmo.”

Vencedores

Podemos finalmente adiantar que o finlandês Samuli Saarela (curiosamente o 2º classificado no fim-de-semana passado no IV Ori-BTT do Centro, evento no qual Daniel Marques foi o mais forte) e a austríaca Michaela Gigon foram os grandes triunfadores deste primeiro “round”.

Tudo para conferir em http://www.mtbo.hu/ ou aqui, no seu Orientovar. Não deixe igualmente de saber as novidades na primeira pessoa, acompanhando os blogues de Daniel Marques [http://dani-oribtt.blogspot.com/] e de João Ferreira [http://www.joaoferreira.net/].

Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO
.

Sem comentários: