sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

NAOM CRATO 2010: A ORIENTAÇÃO DE REGRESSO AO NORTE-ALENTEJANO

.

Depois de Arraiolos e da Figueira da Foz, cabe ao Crato, Município com História, fechar a “trilogia” de eventos maiores de Orientação Pedestre neste início de 2010. É o ponto final num ciclo que, uma vez mais, transformou Portugal na Capital Mundial da Orientação. Chegou a hora do Norte Alentejano O’ Meeting.

Herança da Ordem de Malta, antigos Hospitalários, a vila do Crato é uma pacata terra alentejana onde permanecem traços do passado. Ao caminharmos pelas ruas da calçada, a cruz de oito pontas surge aqui e ali, mostrando a importância que esta ordem militar teve na sua História. Terra de moradias barrocas, com portas medievais ou enormes chaminés a apontarem para o céu, Crato é terra hospitaleira. E tal como no centro da vila, também nas terras em seu redor se respira a História. O tempo não destruiu as antas e menires e deixou também intacta a ponte romana da Ribeira da Seda.

É neste ambiente campestre que se erguem povoações como Gáfete, Vale do Peso, Monte da Pedra e Aldeia da Mata. Será precisamente nesta última que terão lugar as provas-rainha do Norte Alentejano O’ Meeting 2010, primeiro no sábado com a prova de Distância Longa WRE e depois com a prova de Distância Média de domingo, a encerrar o evento. Às duas etapas referidas, junta-se o sempre aguardado Sprint Nocturno que promete transformar a vila do Crato, ao final da tarde e princípio da noite de sábado, num imenso corropio de pontos luminosos, um mar de correrias em todas as direcções. O Secretariado estará instalado no Mosteiro da Flor da Rosa, um dos mais belos exemplares do nosso vasto património edificado, antiga capital do Priorado.

Mais de mil e cem inscritos

Depois de Nisa, Castelo de Vide e Alter do Chão, a quarta edição do Norte Alentejano O’ Meeting prepara-se para bater todos os records. O número de inscritos ascende a 1112, dos quais 580 estrangeiros, em representação de 27 países. Depois de Portugal, a representação mais numerosa é a da Suécia, com 121 atletas, logo seguida da Noruega (79), Finlândia (78), Suiça (65), Dinamarca (46) e França (44). Pela positiva registe-se essa novidade de podermos ver 6 atletas quenianos a competir no Crato – se lhes dá para serem bons na Orientação como o são no Atletismo, Hubmann e companhia que se cuidem… Pela negativa, lamenta-se uma vez mais a escassa presença de atletas do País vizinho, com 7 participantes apenas a atravessar a fronteira e a virem até ao Norte Alentejano.

A Direcção da prova está cargo de Fernando Costa e foi ele quem assumiu o traçado de todos os percursos. Joaquim Patrício é o Supervisor e os mapas são da responsabilidade de Armando Rodrigues, um dos quais (Aldeia da Mata, já no dia de amanhã) em parceria com José Baptista. Os atletas encontram-se distribuídos por 38 escalões de competição e 4 escalões abertos, para um total de 72 percursos diferentes e 166 pontos espalhados pelo terreno, no conjunto dos três dias de provas.

Qualidade e competitividade prometidas

No que ao escalão de Elite diz respeito, não será propriamente o Portugal O’ Meeting de há uns dias atrás, mas 188 atletas inscritos no sector masculino e 59 no feminino são números fantásticos para um evento desta natureza. Nomes como os do sueco Emil Wingstedt (6º classificado do ‘ranking’ mundial), dos russos Valentin Novikov (8º) e Leonid Novikov (34º), dos finlandeses Tero Föhr (14º) e Jarkko Huovila (43º), dos noruegueses Carl Waaler Kaas (11º), Olav Lundanes (13º) e Øystein Kvaal Østerbø (24º), do suíço Baptiste Rollier (18º), do romeno Ionut Zinca (29º), do búlgaro Kiril Nikolov (38º), do neo-zelandês Chris Forne (46º), dos polacos Wojciech Kowalski (47º) e Wojciech Dwojak (67º), do letão Martins Sirmais (51º) ou dos britânicos Graham Gristwood (25º) e Scott Fraser (71º), este último 2º classificado do recente Portugal O’Meeting, constituem o garante da enorme qualidade e competitividade que o evento encerra no quadro masculino.

Menos numeroso mas não menos valioso, o quadro feminino encerra, também ele, grandes valores da Orientação mundial, a começar desde logo pelas 2ª e 3ª classificadas do Portugal O’ Meeting 2010, a sueca Helena Jansson, número 4 do ‘ranking’ mundial e a russa Julia Novikova (19ª). Mas marcarão igualmente presença na grande prova do Crato a dinamarquesa Signe Soes (7ª), a sueca Linnea Gustafsson (10ª), a norueguesa Heidi Ostlid Bagstevold (31ª), as suíças Sara Lüscher (49ª) e Seline Stalder (56ª) e ainda a grande vencedora do NAOM 2009, a checa Eva Jureniková (17ª). Perante isto, mais palavras para quê?

Amanhã é a doer

Bom será recordar que este Norte Alentejano O’ Meeting deu o pontapé de saída oficial no dia 10 de Fevereiro, com a Conferência de Imprensa no Salão Nobre da Câmara Municipal de Matosinhos, como aqui reportámos na altura. Prosseguiu ao final da manhã da passada quarta-feira, com a Apresentação do evento no Auditório Municipal do Crato. Nesse mesmo dia, à noite, Fernando Costa e Tiago Aires foram convidados de honra de Fernando Correia no programa “Lugar Cativo” da TVI 24, cuja entrevista pode ser recordada em http://nzalmeida.orienta-te.com/?p=167, desde já com um forte abraço de agradecimento ao Nuno José de Almeida pelo seu trabalho e empenho na divulgação da Orientação.

Ontem o dia foi dedicado às Escolas, com cinco estabelecimentos de ensino a movimentarem mais duma centena de crianças que, de mapa na mão, esquadrinharam ruas, praças e jardins da bela Vila do Crato. Também ontem, mais ao final da tarde, o Castelo de Alter recebeu a Apresentação do Livro Crónicas Norte Alentejano O’ Meeting 2009 e a inauguração da respectiva Exposição, ambos da autoria de Joaquim Margarido. Presentes, para além do autor, Jaime Estorninho, Governador Civil de Portalegre, Joviano Vitorino, Presidente da Câmara Municipal de Alter do Chão, Fernando Costa, Presidente do Grupo Desportivo dos Quatro Caminhos, ante uma vasta plateia onde pontificou um conjunto muito interessante de representantes dos Órgãos de Comunicação Social locais e regionais. As reportagens fotográficas completas destes três últimos eventos podem ser vistas na Galeria do NAOM da autoria de Paulo Fernandes – obrigado, Paulo! – em http://picasaweb.google.pt/paulojjf2.

Hoje, o mapa do Vale da Silvana (Castelo de Vide), palco magnífico da derradeira etapa do Norte Alentejano O’ Meeting 2008, recebe a prova de Treino e amanhã, a partir das 09h30, então vai ser mesmo “a doer”. Tudo para acompanhar em http://www.gd4caminhos.com/naom/2010/ ou aqui, no seu Orientovar.

Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO

Sem comentários: