domingo, 24 de janeiro de 2010

II TROFÉU DO SORRAIA: TRIUNFOS CATEGÓRICOS DE DAVID SAYANDA E MARIANA MOREIRA

.

Traduzindo por vitórias duas magníficas provas, David Sayanda (GafanhOri) e Mariana Moreira (CPOC) confirmaram a superior qualidade da sua Orientação e foram incontestáveis vencedores do II Troféu do Sorraia.

Disputou-se este fim-de-semana a segunda edição do Troféu do Sorraia, pontuável para a Taça FPO Continente de Orientação Pedestre. Organizado pelo COAC – Coruche Outdoor Adventure Club, o evento teve os apoios da Câmara Municipal de Coruche, Junta de Freguesia de Vila Nova da Erra, Clube de Orientação da Gafanhoeira – Arraiolos e da Federação Portuguesa de Orientação e contou com a participação de 266 atletas, 186 dos quais distribuídos pelos 18 escalões de competição e os restantes 80 nos escalões abertos (OPT’s).

O Troféu teve início na tarde de ontem, com uma etapa de Distância Intermédia no mapa novo da Herdade de Santarém, em Arraiolos, num terreno desafiante, repleto de pormenores rochosos e de relevo e com uma Arena localizada numa zona de elevada beleza, junto a uma barragem perto do Sabugueiro. Já hoje teve lugar a etapa de Distância Média, no mapa da Herdade da Agolada (Coruche), caracterizado por um terreno típico de montado e rico em pormenores de relevo e com a Arena da prova igualmente numa zona de rara beleza, na margem Sul do Açude da Agolada. Sol e céu azul foram denominadores comuns a ambos os dias e, tudo somado, proporcionou aos participantes intensos momentos de emoção, como que fazendo jus ao lema da novel colectividade coruchense: “Uma floresta, um mapa na mão e o resto… é a alegria da Orientação”.

David e Mariana, Mariana e David

Ao vencer a etapa de sábado por uma diferença considerável, David Sayanda praticamente garantiu a vitória no escalão Seniores Masculinos do II Troféu do Sorraia. Cumprindo o percurso de 9,0 km (26 pontos, 375 metros de desnível) no tempo de 51.24, o jovem atleta do GafanhOri deixou o seu colega de equipa, Manuel Horta, a distantes 6.53, cabendo a terceira posição a Tiago Romão (COC), bi-campeão nacional absoluto, com o tempo de 59.15. Em Seniores Femininos, Mariana Moreira (CPOC) não teve a tarefa tão facilitada, cumprindo os 6,7 km do percurso (26 pontos, 290 metros de desnível) em 49.35. Atrás de si classificaram-se duas atletas do GD4C, Joana Costa e a campeã nacional absoluta Maria Sá, com os tempos de 51.26 e 52.13, respectivamente.

Disputada ao início da tarde de hoje, sob condições atmosféricas verdadeiramente magníficas, a prova de Distância Média serviu de consagração aos vencedores. No sector masculino, David Sayanda voltou a ser o mais forte, concluindo os 6,3 km do seu percurso (24 pontos, 155 metros de desnível) em 34.59. Manuel Horta ocupou de novo a segunda posição, agora a escassos quatro segundos de Sayanda, enquanto Jorge Fortunato (Ori-Estarreja) concluiu na terceira posição com o tempo de 36.49. Nas senhoras, a ordem de chegada foi rigorosamente a mesma da véspera, embora desta feita com Mariana Moreira a demonstrar enorme superioridade face às mais directas adversárias. A atleta do CPOC terminou os 5,6 km de prova (20 pontos, 120 metros de desnível) em 37.11, contra os 42.24 e os 42.46 de Joana Costa e de Maria Sá, respectivamente.

Vitórias para todos os gostos

Contas feitas, Manuel Horta viu fugir para David Sayanda a vitória alcançada na primeira edição do Troféu, em Junho do ano passado, enquanto Jorge Fortunato acabou por ascender à terceira posição final. Quanto ao pódio feminino, foi ocupado por Mariana Moreira, Joana Costa e Maria Sá, por esta ordem, com essa particularidade de Mariana Moreira suceder a Lena Coradinho no Quadro de Honra do Troféu.

O GafanhOri dominou quase por completo os pódios dos escalões mais jovens, com João Pedro e Joana Palhinha (Iniciados M/F), Vanessa Sayanda (Infantis F), João Cascalho (Juvenis M) e Filipe Salgado (Juniores M) a levarem de vencida os escalões respectivos. As excepções à regra, no que aos escalões mais jovens diz respeito, não constituíram surpresa e tanto Gabriel Brasileiro (Infantis M), um “homem da casa”, como Vera Alvarez (Juvenis F), do CPOC, guindaram-se ao lugar mais alto do pódio. Anotem-se ainda os nomes dos restantes vencedores: José Canoa (GafanhOri) e Cristina Antunes (ATV), em Seniores B M/F; Rui Botão (CPOC) e Cristina Santos (AA Mafra), em Veteranos I M/F; Carlos Coelho (CPOC) e Olga Mineiro (CP Telecom), em Veteranos II M/F; Giovanni Visetti (GOS Subiaco), em Veteranos III M; e, Sérgio Mónica (CIMO) e Susana Domingos (COC), em Veteranos B M/F. Nos escalões abertos as vitórias couberam a David Dias (Vilarregense), Alfredo Gualdino (COAC), Carlos Fortunato (Ori-Estarreja) e Francisco S + Pedro (Individual), respectivamente em OPT 1,2,3 e 4. Colectivamente, a vitória sorriu ao GafanhOri, com 2129 pontos, seguido de CPOC e COC, com 1711 pontos e 1238 pontos, respectivamente.

“Um excelente evento”

Para Hugo Borda d’Água, responsável máximo do Clube organizador, este foi “um excelente evento”. “Há três semanas atrás estávamos desiludidos com o fraco número de inscrições e tudo apontava para que a prova fosse um fracasso. Mas houve um volte-face tremendo e parece que as pessoas estavam à espera do Meeting de Arraiolos para então fazerem as suas inscrições. Já não contávamos, mas acabámos por ter aqui mais de duas centenas e meia de participantes e é claro que estamos muito felizes por isso.”

Quanto ao facto de terem contado igualmente com a presença do Grupo de Selecção Nacional, aquele responsável adiantou: “Foi muito importante para nós podermos ter aqui também a competir esses atletas. O facto de terem o mesmo percurso mas com mapas diferentes, no caso concreto focados em mudanças de escala e em curvas de nível, permite tê-los em simultâneo a treinar e a competir, o que é muito bom para as organizações e pode ser uma excelente solução para as provas regionais.”

“De prova para prova vamos crescendo”

Quanto às duas etapas, o balanço de Hugo Borda d’Água é “bastante positivo”: “Penso que as pessoas gostaram. O mapa de sábado, apesar de muito pesado devido à chuva, foi do agrado de todos e ouvi comentários referindo tratar-se dum excelente mapa para uma prova da Taça de Portugal. O mapa de domingo já era conhecido, com uma Arena fantástica e num dia verdadeiramente Primaveril.” E acrescenta ainda uma palavra de agradecimento “ao Clube GafanhOri, pela disponibilização dum mapa novo para podermos realizar a prova de sábado, reveladora da fantástica cooperação existente entre os dois clubes em prol da modalidade. Também uma palavra de agradecimento à Câmara Municipal de Coruche e à Junta de Freguesia de Vila Nova da Erra, pelo apoio prestado. E ainda um agradecimento muito especial a todos os voluntários que connosco colaboraram e que, com a sua atitude, demonstram que de prova para prova vamos crescendo, ficando mais sólidos, mais consistentes.”

Agora que o II Troféu do Sorraia chegou ao fim, o tempo continua a ser de muito trabalho. É pelo menos isso que se infere das palavras do Presidente do COAC: “Já estamos a trabalhar intensamente no sentido de definirmos os terrenos para a prova de 2011 da Taça de Portugal. Temos algumas ideias muito concretas, estamos em conversações com os proprietários dos terrenos e esta é uma fase em que trabalhamos afincadamente nisso. Temos que gerir o esforço para não entrarmos em enorme desgaste, mas não podemos descurar as coisas se queremos proporcionar uma prova de qualidade.”

Para mais informações e resultados completos consulte
http://coaclub.com/trofeusorraia_10/index.php

[foto gentilmente cedida por Isabel Salgado]

Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO

.

Sem comentários: