quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

101 MAPAS QUE VOCÊ DEVIA CORRER ANTES DE MORRER

.


Chama-se “101 mapas que você devia correr antes de morrer” e é o último grande desafio da dupla Jan Kocbach / Ivan Nagy. Para ver, sonhar e, quem sabe, poder vir a experimentar.

Apesar das suas pouco mais de 24 horas de vida, “101 mapas que você devia correr antes de morrer” é um blogue que tem despertado uma curiosidade inusitada entre os orientistas. Alojado em http://orienteeringmaps.net/blog/, o blogue conta já com um total de 110 comentários e 311 seguidores angariados até ao momento, o que atesta bem da popularidade da mais jovem ferramenta ao serviço da Orientação.

De acordo com os promotores da iniciativa, os 101 mapas a publicar serão escolhidos de entre as várias propostas que lhes forem chegando. Os critérios para a eleição dum mapa terão a ver com características peculiares do terreno ou de vegetação, particularidades naturais das áreas envolventes e com o prazer que se retira da sua navegação. Outros aspectos determinantes podem estar relacionados com a sua situação geográfica, uma competição especial que aí teve lugar ou mesmo uma história particular vivida na primeira pessoa pelo proponente.

Uma proposta portuguesa chamada Arez

Olhando de relance as sugestões lançadas no blogue neste escasso período de tempo, percebe-se que Veneza (Itália) se encontra no topo das preferências. Referências emblemáticas como o Grande Bazar de Istambul (Turquia), a Cidade Medieval de Carcassonne (França), a City de Londres (Inglaterra), o Central Park de Nova Iorque ou a Academia de West Point (ambos nos Estados Unidos) são alguns dos mapas citados. Mas há também destinos exóticos como Pittwater (Tasmânia), os campos de lava de Galgahraun (Islândia), Bantry Bay (Irlanda), Ilulissat (Gronelândia) ou Bay of Fundy (Canadá); ou mapas clássicos como os de Bortnychi North (Ucrânia), Lunsen, Uppsala (Suécia), Aveyron (França), Avrsfjord-Hamnvag (Noruega), Jundakund (Estónia), Trockener Steg-Klein Matterhorn (Suiça) ou Guardamar (Espanha).

O Orientovar não quis deixar de dar o seu contributo e sugeriu também um mapa. Trata-se dum mapa que obedece a todos os critérios acima mencionados, em particular no que diz respeito ao terreno, área envolvente, situação geográfica e competição especial. Mas sobretudo porque tem para mim uma história muito especial. Foi ali que, pela primeira vez, tomei contacto com a Orientação e tive nas mãos um mapa. Esse momento único e inesquecível ocorreu no dia 24 de Fevereiro de 2007 em Arez, Niza, na prova WRE do primeiro dia do Norte Alentejano O’Meeting, em edição de estreia. Veremos se Jan Kocbach e Ivan Nagy serão sensíveis às virtualidades do mapa… e não só!

O mapa de Plitvička jezera

De acordo com os promotores da iniciativa, “o blogue ‘101 mapas que você devia correr antes de morrer’ pretende abrir a discussão não apenas acerca das mais interessantes áreas para praticar Orientação em todo o Mundo, mas também sobre os diferentes aspectos do mapa, da cartografia e, por extensão, sobre a essência da própria modalidade."

Plitvička jezera, na região de Lika (Croácia), é o primeiro mapa a ser lançado à consideração de todos [artigo para ler em
http://orienteeringmaps.net/blog/2010/01/27/plitvicka-jezera/]. Vale a pena atentar nos pormenores do mapa, na riqueza das paisagens naturais e nos argumentos para este poder vir a ser um dos 101 eleitos: Pela qualidade dos terrenos, mas também pela beleza deste local muito especial. A região dos lagos de Plitvice é património protegido da UNESCO e merece verdadeiramente uma visita. Não apenas pelos magníficos espelhos de água mas também pelas florestas envolventes que lhe conferem um espírito realmente selvagem – e é fantástico sabermos que, nas regiões mais remotas deste extenso Parque Nacional, ainda podemos encontrar espécies raras como o Lobo (Canis Lupus), o Urso (Ursus arctos) ou o Lince (Lynx lynx).

A terminar, uma chamada de atenção para uma iniciativa semelhante a esta e que está a ser preparada pelo Orientovar desde o final do ano passado. Intitulada “O Meu Mapa”, a rubrica estará patente no último sábado de cada mês e o primeiro episódio, da autoria de Luís Santos, incidirá sobre o mapa de Las Mimbres (Puerto de La Mora, Granada, Espanha). Não esqueça, é já no próximo sábado, como habitualmente neste seu espaço.

[foto: Bloco pedunculado do “Geoparque Naturtejo da Meseta Meridional”, gentilmente cedida por GD4C]

Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO

.

4 comentários:

Jan Kocbach disse...

Nice article - if Google Translate does its work well:) Keep up the good work with your site - I should read it more often, because it is always interesting when I come by. I think you should consider an English-language section with some of the articles which are of special interest for international readers!

Joaquim Margarido disse...

Jan: Thanks a lot for your kind words and your support. The "English-language section" is considered as long as the blog exists itself. The thing is... there's no time for more. Perhaps one day I find a mate to do that.
Best regards.
JOAQUIM MARGARIDO

Nuno Rebelo disse...

Por acaso já andava a tentar fazer a mesma coisa, mas só com mapas portugueses tipo um top-10 dos melhores.
Neste site votei num mapa Japonês que foi utilizado no WOC de 2005 aonde um português foi á final A Marco Povoa.
http://omaps.worldofo.com/index.php?id=9745

Gato disse...

Tenho a sorte de já ter estado nos lagos de Plitvice.
É de facto uma região lindíssima!
abraço
Jorge Xará