quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

PELO BURACO DA FECHADURA...


O CPOC – Clube Português de Orientação e Corrida vai organizar nos próximos dia 12 e 13 mais uma prova de Orientação em BTT pontuável para a Taça de Portugal 2009/2010. Com o auxílio de Tiago Fernandes, espreitamos pelo buraco da fechadura o VI Troféu Ori-BTT do CPOC.

Dois anos e meio após o seu primeiro evento internacional de Orientação em BTT, o CPOC regressa à Ota, com o apoio da Câmara Municipal de Alenquer, para a 6ª edição do seu Troféu. Inscritos 208 atletas distribuídos por 18 escalões de Competição e 4 escalões Abertos (Formação e OPT’s), para duas provas, uma de Distância Média no sábado e outra de Distância Longa no domingo.

Os percursos, da autoria de Rui Botão e Tiago Fernandes, estão traçados sobre um mapa existente de 2007, cartografado então por António Aires e revisto em Setembro de 2009 por Alexandre Reis e Valdemar Sendim; e ainda sobre um mapa novinho em folha da Serra da Ota, produzido em Setembro de 2009 pelos mesmos cartógrafos. De acordo com a Informação Técnica disponível na página oficial do evento -
http://www.cpoc.pt/eventos.php?ev=6OriBTT – trata-se dum mapa onde “o terreno é um misto de floresta, áreas abertas e zonas de cultivo. A zona sul do mapa é maioritariamente plana, mas a norte existe mais declive com subidas mais duras e descidas mais técnicas. O mapa novo é mais técnico, com algum desnível e zonas de transição simples. A rede de caminhos é rica e é composta principalmente por caminhos de média transitabilidade."

Presentes (quase) todos os grande nomes da Ori-BTT nacional

Esperada a presença de todos os grandes nomes da Orientação em BTT nacional, à excepção da grande dominadora do escalão de Elite Feminina até ao momento, a multi-campeã nacional Susana Pontes (CPOC / Loja das Bicicletas), por razões que se prendem com as tarefas organizativas do evento. Susana Arroyo (Sotobosque) e Javier Garcia Aris (Aventur), dois dos melhores valores da vizinha Espanha nesta espectacular disciplina, voltam a honrar-nos com a sua presença. Mas para nos falar disto e muito mais, vamos ao encontro de Tiago Fernandes, o “homem-forte” do popular clube oeirense e Director da Prova.

Começando por abordar o regresso das provas do Clube aos terrenos da Ota, Tiago Fernandes adiantou: “Resolvemos voltar à Ota e aos terrenos utilizados no ano de 2007 na prova que aí organizámos, que contou nessa época também para o World Ranking e teve a participação de vários atletas estrangeiros, sendo alguns deles Campeões do Mundo. Isso não acontecerá este ano, mas contaremos com os melhores atletas nacionais que continuam a sua preparação para o Campeonato do Mundo que se desenrolará em 2010 no nosso País.”


"Numa opção pode-se ganhar ou perder uma prova"

Num mapa novo, novos são também os desafios. Tiago Fernandes traça um pouco daquele que tem sido o percurso organizativo deste VI Troféu de Orientação em BTT do CPOC: “Há cerca de um ano que preparamos esta prova. Procurámos novas áreas para alargar o mapa existente, fizemos várias visitas que resultaram na escolha efectuada e, logo que os mapas estiveram prontos, começámos o reconhecimento de toda a área. Efectuámos pequenas correcções - que nesta zona podem ocorrer até ao próprio dia da prova como será o caso se houver uma chuva muito intensa nas vésperas da mesma -, e começámos a escolha dos locais em que colocaríamos os pontos, por forma a criarmos bons percursos para todos os participantes. Tentámos sempre que houvessem várias opções e nos testes efectuados aos percursos constatámos que muito diferentes podem ser essas opções. Esse é o desafio da Orientação e poder proporcioná-lo a todos os participantes, o nosso próprio objectivo. Numa opção pode-se ganhar ou perder uma prova e quem melhor o fizer poderá ser o vencedor. Foram investidas muitas horas neste trabalho, envolvendo muitas pessoas, e só no final podemos dizer, se os atletas ficarem satisfeitos, que todo o esforço foi recompensado.”

Falando ainda destes mapas e terrenos, aquele responsável explica: “Este ano alargámos o mapa à zona conhecida localmente como Serra da Ota. Esta extensão do mapa, como o nome indica, irá trazer novas exigências aos atletas. Preparámos um percurso médio para esses novos terrenos, que no caso de chuva e em alguns escalões, poderá vir a considerar-se antes como intermédio; no segundo dia teremos um percurso longo, manter-se-á alguma exigência física, mas teremos caminhos mais rolantes, o que permitirá algum descanso em termos técnicos.”

"Venham experimentar"

Quanto ao índice de participações, nota-se algum desconsolo nas palavras do Director da Prova: “Esperávamos contar com bastantes participantes, dada a proximidade de Lisboa e de esta ser uma zona com bastante tradição no BTT e no Ciclismo; no entanto, dado o número de inscrições até agora recebido, pensamos que se manterá a média de participações deste ano. A crise que se faz sentir e a própria altura do ano não irão permitir obter uma participação ao nível da de 2007, o que não fará com que o nosso nível de empenho em proporcionar uma excelente prova, se altere.”

É tempo de deixar algumas notas especiais, desde logo “para os apoios já recebidos para esta Organização.” Especificando: “Para além de contarmos com o necessário apoio da Federação Portuguesa de Orientação, através da cedência de muito material essencial ao desenvolvimento da prova, podemos contar também com o apoio da Câmara Municipal de Alenquer e do seu Presidente, antigo vereador do Desporto e que já nos tinha apoiado em 2007; do CSRD (Centro Social Recreativo e Desportivo) da Ota, que voltará a disponibilizar este ano as suas instalações para os banhos, lavagem e guarda de bicicletas, solo duro e colocará à disposição de todos os atletas um bar com vários tipos de ofertas que não deixarão de agradar e confortar os estômagos; da Associação dos Compartes dos Baldios da Ota, que para além da utilização dos mesmos, facultará o acesso às suas instalações onde faremos o Secretariado, pequeno bar (explorado pelo CSRD) e casa de banho, na zona da arena do primeiro dia de prova; do patrocinador da nossa equipa, a Loja das Bicicletas, que terá a seu cargo a oficina para quem necessitar; e, o que para muitos ficará na memória, o apoio da Junta de Freguesia da Ota, que está a preparar uma surpresa para todos os participantes. Estamos ainda a tentar mais apoios, que a seu tempo serão anunciados no nosso site.”

Como nota final, um convite irrecusável: “Esta prova encerra o ano de 2009 no que diz respeito à vertente de BTT e a Organização tudo fará para vos proporcionar uma boa prova e satisfazer as vossas expectativas e até superá-las. Convido-vos a virem participar, mesmo que não pratiquem esta variante; mas andem de BTT, venham experimentar, existirão pessoas que vos poderão ajudar, através de briefings na zona das partidas.”

Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO


.

Sem comentários: