sábado, 26 de dezembro de 2009

DESPORTO ESCOLAR: MAIS EQUIPAS... MAIS ALUNOS... MAIS E MELHOR ORIENTAÇÃO

.

Que a Orientação é uma modalidade que tem crescido no panorama desportivo nacional é algo de que todos temos uma noção, ainda que essa percepção possa ser meramente empírica. Com a ajuda do Professor Ricardo Chumbinho, o que apresentamos hoje são dados concretos que permitem quantificar esse crescimento no âmbito do Desporto Escolar.

À data do encerramento do prazo para apresentação dos projectos finais referentes aos ano lectivo 2009/2010, o Gabinete Coordenador do Desporto Escolar registou a inscrição de 72 Grupos-Equipa de Orientação, mais 20 Grupos-Equipa que no ano anterior à mesma data, o que permite projectar um crescimento de 38,5%. Nesta listagem [que pode ser consultada AQUI
] estão representados 44 concelhos desde Caminha ao Alentejo, do litoral ao interior. As regiões que mais contribuem para este crescimento são o Norte, com uma passagem de 25 para 39 Grupos-Equipa, embora menos dispersos do ponto de vista geográfico, mas acima de tudo o Centro que passou de 3 para 10 (!) equipas e aumentou também bastante as zonas representadas. Lisboa e Vale do Tejo e Alentejo mantém-se como estavam e o Algarve perdeu o único Grupo-Equipa que tinha (EBI Martim Longo, Alcoutim).

De acordo com o Professor Ricardo Chumbinho, estes dados “referem-se a uma data que corresponde ao fim do prazo disponível para as escolas apresentarem os seus projectos finais; sabe-se, contudo, que nem todas as escolas o terão cumprido, pelo que poderão existir mais Grupos-Equipa para além dos listados em cada um dos anos.” Por outro lado, “esta base de dados refere-se apenas aos Grupos-Equipa de Orientação, não incluindo os Grupos-Equipa de Multiactividades de Ar Livre, cujo Regulamento Específico permite a participação de pleno direito nos quadros competitivos de Orientação, como de resto é habitual verificar-se; a título de exemplo, veja-se que o ano passado estavam 10 Grupos-Equipa inscritos na Península de Setúbal e registou-se a participação de 14 Escolas.

Alguns considerandos mais

Face aos regulamentos, a existência de 72 Grupos-Equipa pressupõe um mínimo de 1080 alunos em actividade regular de treino semanal e participação em quadros competitivos (15 alunos por Grupo-Equipa).

“É necessária alguma reserva ao usaram-se estes dados para inferir quantidade de actividade”, adverte o Coordenador Nacional de Orientação do Desporto Escolar. Para aquele responsável, “apesar de ser legitimo esperar-se que mais equipas signifiquem mais actividade, existem circunstâncias em que a actividade é pouco mais do que apenas interna e nestes casos difícil de aferir.”

Professores-orientistas e… uma surpresa

Finalmente, é curioso verificar-se a presença, na qualidade de Professor-Responsável, de alguns nomes conhecidos da modalidade: Ana Paula Campos, Bruno Nazário, Carlos Rabaça, Daniel Pó, Fernanda Moedas, Pinto André, Filipe Marques, Hélder Ferreira, João Vítor Alves, Jorge Baltazar, José Leote, Joséé Mário Batista, Maria de Belém Magalhães, Vítor Delgado e Tânia Covas Costa, entre outros.

Já no início do próximo ano, o Orientovar propõe-se iniciar uma rubrica quinzenal que possa dar a conhecer a realidade dos Grupos-Equipa de Orientação no nosso País. Este será um espaço de Entrevista junto de alguns dos professores citados ou outros, na tentativa de revelar um pouco dos contextos em que funcionam. Estamos certos de que terão muito a dizer e nós muito a aprender com eles.

Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO

.

1 comentário:

Ricardo Telmo disse...

excelente iniciativa, o desporto escolar e o grande berco da orientacao e de extrema importanciana formacao de grandes atletas e tambem de bons cidadaos.