terça-feira, 3 de novembro de 2009

OS VERDES ANOS: DIANA SILVA


Olá!

Chamo-me Diana Silva, tenho 13 anos, sou natural da Marinha Grande (Leiria) e frequento o 8º ano na Escola Professor Alberto Nery Capucho.

Desde sempre adorei fazer desporto e já fazia Atletismo há algum tempo, até conhecer a Orientação. A partir daí nunca mais pude viver sem esta magnifica modalidade. Pratico Atletismo há três anos e Orientação há 2 anos no COC (Clube de Orientação do Centro).

A primeira vez que fiz Orientação foi numa actividade escolar organizada pelos professores quando frequentava o meu 5º ano. Nessa altura achei aborrecido andar sozinha à procura dos pontos e arriscar a perder-me na floresta. Ao chegar a casa, comentei com a minha mãe sobre a modalidade que eu tinha acabado de conhecer chamada Orientação. Por curiosidade a minha mãe tinha um colega que fazia Orientação, pediu-lhe informações e acabou por me inscrever num estágio organizado pelo COC. Foi aí que a minha ideia sobre a Orientação mudou completamente. Um desporto livre onde todos podem participar ao seu ritmo, não há rivalidades, um desporto familiar e principalmente um desporto onde fazemos muitas amizades.

Desde então nunca mais deixei de fazer Orientação, fui a mais treinos e estágios do COC e fui-lhe tomando o gosto até que participei na minha primeira prova, em Mora. E fiquei sem palavras para descrever o que eu senti. Gostei do mapa, da natureza, da liberdade que temos para escolher o trajecto que queremos, e acima de tudo da grande amizade que existe na Orientação e da grande família que é o COC que me acolheu e me ajudou a integrar no grupo. De momento já fui a três estágios. Fui ao 10º Orijovem em Ovar, 11º em Pataias e o ultimo que foi o 12º Orijovem na Marinha Grande. Devo dizer que adorei todos os estágios. Acho que os estágios são bons para aprender novas técnicas, para conseguir interpretar melhor os mapas e para tirar ideias com outros atletas. Tudo isto é feito à base de jogos o que torna as actividades ainda mais divertidas e acima de tudo o convívio que permite a integração de novos jovens na modalidade.

Agora faço Orientação no Desporto Escolar e não consigo deixar de treinar com a ajuda do meu treinador, Hélder Ferreira, do COC, a quem agradeço imenso pelo seu esforço em me treinar para poder melhorar a minha técnica e ser cada vez melhor.

Para mim Orientação é poder divertir-me e ter liberdade para fazer o que gosto e o que me sinto bem a fazer. Gosto de praticar este desporto porque é uma forma de me divertir e de estar em contacto com a natureza, também conhecemos novas pessoas e sítios novos.

De futuro quero continuar a praticar e evoluir a minha técnica para poder continuar a ir ao pódio, e mais tarde também gostaria de poder representar a Selecção Nacional nas provas internacionais. Espero que me tenha expressado bem e quero agradecer o convite do Joaquim Margarido.

Diana Silva

.

1 comentário:

Ana disse...

É sempre com muito interesse que leio a rubrica “Os Verdes Anos”. É, de facto, muito emocionante perceber o que os jovens que aqui escrevem sentiram ao conhecer a Orientação. Também já reparei que o primeiro contacto nem sempre é o melhor, mas à medida que vão percebendo o que a prática deste desporto representa verdadeiramente, vão gostando cada vez mais, até ao ponto de não quererem nunca mais deixar de praticá-la. Parece-me que também acontece o mesmo com muitos adultos!
Parabéns à Diana e votos para que todos os seus sonhos se realizem!