quinta-feira, 15 de outubro de 2009

WMOC 2009: QUATRO PORTUGUESES APURADOS PARA A FINAL A DE DISTÂNCIA LONGA


Joaquim Sousa, José Fernandes, Manuel Dias e Francisco Coelho. É este o nome dos quatro atletas que terão a responsabilidade de representar Portugal na final A da prova de Distância Longa do WMOC 2009.

Concluída a segunda série qualificatória da prova de Distância Longa do Campeonato do Mundo de Veteranos de Orientação Pedestre, confirma-se o apuramento de quatro dos nossos sete atletas para a grande final do próximo sábado, que encerra os Campeonatos. António Amador, José Pires e Margarida Rocha não conseguiram inverter o sentido dos resultados menos positivos do dia de ontem e acabaram relegados para a final B. Em contrapartida, Joaquim Sousa, José Fernandes, Manuel Dias e Francisco Coelho confirmaram os bons resultados da primeira série, garantindo um lugar na final A.

Começando pelo escalão M35, Joaquim Sousa fez o quinto melhor tempo do dia, concluindo na sexta posição no somatório das duas séries com um tempo total de 2.08.15 (1.03.06 + 1.05.09). O atleta português coloca-se na calha para mais um importante resultado, coroando o seu bom momento de forma e dando expressão à qualidade e valor do atleta. Acerca da sua prova, Joaquim Sousa confessou que “corri mais rápido para evitar uma surpresa na classificação final, fisicamente senti-me muito bem (obrigado Albano João) e tecnicamente não cometi erros. Talvez não tenha feito a melhor opção numa das pernadas longas, mas só irei saber quando forem publicados os splits na pagina do WMOC.” Resta dizer que o neo-zelandês Carsten Joergensen voltou a ser o mais rápido, somando 1.58.07 no conjunto das duas séries, menos 3.20 que o britânico Nick Barrable, segundo classificado.

José Fernandes confirma

No escalão M40, António Amador voltou a não ser feliz, concluindo a prova de hoje com um desanimador “mp”. O atleta partiu já condicionado pelo resultado do dia anterior e, apesar de nem tudo estar perdido, António Amador terá acusado em demasia essa responsabilidade e no 7º ponto cometeu um grande erro que lhe custou cerca de 30 minutos. Tendo por fim encontrado o ponto, o atleta decidiu continuar embora soubesse que agora estava tudo perdido. Todavia, a história repetiu-se na progressão para o ponto 10 e António Amador acabou por dar por terminada a sua prova devido ao cansaço e à desmotivação.

Quanto ao escalão M50, José Fernandes confirmou o excelente 6º lugar da véspera ao passo que José Pires voltou a estar uns furos abaixo do seu valor, falhando a final A. Participando na série B, José Pires fez hoje o 37º tempo entre 43 participantes, gastando 1.24.59. Desta feita, o atleta terminou as séries qualificatórias com um total de 3.20.06, o que corresponde ao 38º lugar geral e o relega para a final B de sábado. Quem não falhará a final A será José Fernandes que, na mesma série, fez hoje o 15º tempo, concluindo esta fase de apuramento no 9º lugar com um tempo total de 1.40.28 (48.27 + 53.01). Nils Hestad (Noruega) alcançou o melhor tempo com um total de 1.30.13. Para José Fernandes “depois da classificação obtida no dia anterior sabia que teria alguma margem de erro, mas essa margem não era muito grande, daí ter iniciado a prova com bastante cuidado pois o primeiro ponto de controlo era desde logo um ponto bastante exigente. Até ao ponto 5 o terreno era de relevo bastante acentuado e pedregoso, no qual não cometi qualquer erro. Para o ponto 6, uma pernada bastante longa e um ponto numa reentrância rasa na sucessão de várias outras mal perceptíveis devido a uma vegetação parecida com as nossas giestas, perdi por momentos a noção da distância e parei na reentrância anterior àquela em que estava o meu ponto. Como não estava completamente seguro onde estava, não quis arriscar, saí dessa zona e fui a cerca de 300 metros buscar uma referência segura, tendo depois seguido para o ponto em segurança, mas com alguns minutos perdidos. Depois disto tinha a maior pernada do meu percurso, com cerca de 2 km, do ponto 8 para o 9; fi-la pela opção mais próxima, fora de caminhos, não tendo qualquer dificuldade na progressão e a partir daí até ao final, já com o som vindo da arena como companhia, sabia que só um grande azar me afastaria da Final A.”

Excelente Francisco Coelho

Disputando a série B do escalão M55, Manuel Dias garantiu um lugar na final A, concluindo no 9º lugar da Geral com um tempo de 1.30.42 no somatório das duas séries qualificatórias (44.09 + 52.33). Francisco Coelho alcançou idêntico desiderato ao ser 20º classificado na série A do escalão M65 com o tempo de 1.49.19 (53.27 + 55.22). Quanto a Margarida Rocha, no escalão W50 não foi além do 45º lugar com um registo total de 2.14.19 (1.04.12 + 1.10.07). O 41º lugar da véspera tinha deixado tudo em aberto mas a atleta foi incapaz de inverter a tendência e alcançar o merecido prémio de disputar a final A. Finalmente, uma referência para o único brasileiro (e sul-americano) presente nestes Mundiais, Paulo Becker. Apesar de ter melhorado em relação à prova da véspera, o atleta não foi além do 46º lugar no escalão M45, com um total de 2.47.23 (1.23.24 + 1.23.59).

Voltando a Joaquim Sousa e às páginas do seu “diário”, refira-se a título de curiosidade que “o dia começou as 06h15 e, depois do pequeno-almoço, arrancámos em direcção a Prosser`s Reef, local da segunda etapa de apuramento da Distancia Longa. Um mapa similar ao de ontem mas com algumas características diferentes, mais sujo na generalidade apesar de estar quase todo a branco, também tinha duas zonas distintas, uma com muita pedra e com relevo muito acentuado e outra mais plana, toda branca no mapa, mas completamente coberta com arbustos parecidos com giestas mas que eles não se deram ao trabalho de representar no mapa, erro que nos levou a tentar fazer opções a direito mas logo que nos apercebemos, tentamos os caminhos mais próximos.” Ainda essa particularidade de carácter zoológico: “Hoje todos tivemos a felicidade de ver cangurus durante as nossas provas, tendo o António Amador visto inclusivé uma fêmea com uma cria na bolsa marsupial, durante o Warm-Up (mapa de aquecimento).”

Segue-se um dia de Descanso e, no sábado, a grande Final A. Mais para conferir em
http://www.wmoc2009.orienteering.asn.au/ e em www.joaquimsousa.com.

[foto gentilmente cedida por Joaquim Sousa]

Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO

.

Sem comentários: