quarta-feira, 7 de outubro de 2009

PELO BURACO DA FECHADURA...


As séries qualificatórias da prova de Sprint marcarão, já no próximo sábado, a abertura dos Campeonatos do Mundo de Veteranos de Orientação Pedestre, WMOC 2009. Portugal faz-se representar na competição por um grupo de sete atletas e este é o pretexto para espreitarmos o evento pelo buraco da fechadura.

Joaquim Sousa, António Amador, José Fernandes, José Pires, Manuel Dias, Francisco Coelho e Margarida Rocha. São estes os “sete magníficos” que já se encontram na Austrália onde, a partir do próximo dia 10 e ao longo de uma semana, disputarão os Campeonatos do Mundo de Veteranos de Orientação Pedestre, WMOC 2009.

Depois de Leiria, Alcobaça e Marinha Grande, o WMOC assenta arraiais do outro lado do Mundo, em Sidney, na Costa Leste da Austrália. As longas distâncias ditam nesta 14ª edição do certame, um índice de participação francamente baixo, se comparado com o verificado nas anteriores edições. Serão 1149 atletas de 32 países, distribuídos por 21 escalões de competição. O sector masculino é o mais representado, com 740 atletas, contra 409 no sector feminino. Os escalões de H65 (123 atletas), H55 (121 atletas) e H60 (118 atletas) são aqueles que concentram um maior número de participantes masculinos, enquanto no sector feminino é em W55 que se encontram mais atletas inscritas (77), logo seguido dos escalões de W60 e W50, com 71 e 70 atletas, respectivamente. Os “veteraníssimos” destes campeonatos são seis, cinco no escalão H85 – Paul Adrian, Bob Walker e Hermann Wehner, todos da Austrália, Lennart Petterssen, da Suécia e Borge W. Mogensen, da Dinamarca – e um no escalão W80, Pella Rye, da Grã-Bretanha.

Os portugueses, um por um

Para muitos a competição fica à margem dos seus reais interesses, mais centrado no convívio e no conhecimento, na viagem ou no reencontro com novas e velhas amizades. Mas todos estão lá para dar o máximo e alcançar o melhor resultado possível. É assim com os portugueses, seguramente, a começar por Joaquim Sousa que compete no escalão de H35, ao lado de outros 27 atletas. António Amador é um dos 72 atletas inscritos no escalão de H40, enquanto em H45 há um atleta que fala a língua de Camões mas… não é português. Trata-se de Paulo Becker, o único atleta brasileiro presente na competição e que aqui acompanharemos com igual atenção e emoção. Em H50, Portugal faz-se representar por José Fernandes e José Pires, dois atletas num conjunto de 98 concorrentes. Manuel Dias é o representante português entre os 121 atletas do escalão H55. Finalmente, em H65, Francisco Coelho é um dos 123 atletas inscritos neste escalão. Quanto às senhoras, a nossa solitária representante, Margarida Rocha, competirá no escalão W50, juntamente com outras 69 concorrentes. Ainda uma referência para o facto da Espanha não se fazer representar nestes Campeonatos.

Quanto aos restantes atletas presentes, destaque para o sueco Peo Bengtsson, Campeão do Mundo de Sprint e de Distância Longa (H75), para a australiana Natasha Key, Campeã do Mundo de Distância Longa (W35), para a sueca Cristina Hjertson, Campeã do Mundo de Distância Longa (W55), para a russa Irina Stepanova, Campeã do Mundo de Sprint (W55), para a russa Galina Vershinina, Campeã do Mundo de Distância Longa (W60) e para a finlandesa Eila Pekkarinen, Campeã do Mundo de Sprint (W70), títulos todos eles alcançados em 2008.

Programa dos Mundiais

Como já foi dito, as qualificatórias da prova de Sprint abrem o Programa destes Mundiais de Veteranos WMOC 2009 já no próximo sábado, seguindo-se a final de Sprint no dia seguinte. Os dias 14 e 15 de Outubro serão dedicados às duas mangas de qualificação para a final da prova de Distância Longa, final essa que encerrará os Campeonatos e está marcada para o dia 17 de Outubro.

Tudo isto e muito mais para acompanhar em
http://www.2009worldmasters.com/ ou aqui, no seu Orientovar.

Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO
.

Sem comentários: