segunda-feira, 21 de setembro de 2009

VI TROFÉU GAFANHORI: O PONTO DE VISTA DE HUGO BORDA D'ÁGUA


Passaram cerca de 6 meses após uma etapa do Troféu OriAlentejo organizada pelo Gafanhori na zona da Estrelada, onde a exigência causada pela visibilidade reduzida e os pormenores rochosos causou imensa estranheza em todos. O mapa utilizado no VI Troféu Gafanhori, sobretudo a zona utilizada para a Distância Média, fazia em certa medida lembrar esse outro mapa, devido a muitas áreas de visibilidade reduzida que causaram algumas surpresas e mudanças na classificação no segundo dia. Analisando os resultados e constatando por exemplo o 2º lugar final de Jorge Fortunado, após um 11º lugar no primeiro dia e a vitória no segundo, percebe-se bem o que acabei de referir .

A prova de Sprint que teve lugar no Vimieiro durante a tarde de Sábado constituiu o que se chama um verdadeiro espectáculo. Após a parte inicial do percurso realizada nas ruas da vila, a mudança de escala efectuada na entrada do Parque Urbano que levava os atletas a realizar na 2ª parte de prova um OriShow com a pressão adicional da audiência foi “a cereja no topo do bolo”. Um aspecto a salientar nesta etapa de Sprint consistiu também no considerável número de pessoas que estavam nas ruas da vila junto às suas casas a assistir à passagem dos atletas, assim como a forma bastante interessada como o faziam.

Sendo um comunicador nato, conhecendo os atletas como poucos, vivendo a modalidade com um entusiasmo ímpar, nestas 3 etapas mostrou-se novamente a importância e o entusiasmo que um 'speaker' com o nome de Tiago Aires traz a uma prova. Em forma de brincadeira, penso que uma emissão em directo de uma rádio com as palavras do Tiago, por exemplo na prova de Sprint (como nas outras), levava muitos dos ouvintes a deslocarem-se ao local, fruto do entusiasmo, sabedoria e vivacidade dos comentários.


A Arena teve, além de uma extrema qualidade, uma preocupação com todo e qualquer pormenor, como se podia constatar aquando da entrada no estacionamento. Os vencedores a traçarem e explicarem as suas opções na Arena da prova, a preocupação com a beleza do local (junto a um pequeno açude), o bar... Enfim, quem se pretende superar evento a evento em todos os aspectos obtém estas arenas fantásticas.
Por outro lado, dada a questão de análise recorrente relativa à fraca participação nas provas Regionais, os cerca de 240 participantes constituíram um número agradável, permitindo também neste aspecto uma entrada “com o pé direito” na Taça FPO.

Foi sem dúvida um evento de excelente qualidade, onde a organização esteve a 99,9%, estando claramente de parabéns.

Hugo Borda d'Água
Coruche Outdoor Adventure Club


[foto gentilmente cedida por Armando Santos]

Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO
.

Sem comentários: