quinta-feira, 17 de setembro de 2009

PELO BURACO DA FECHADURA (1)...


O concelho de Viana do Castelo servirá de palco, já no fim-de-semana que se avizinha, ao arranque da Taça FPO Norte de Orientação Pedestre. Para nos ajudar a espreitar o evento pelo buraco da fechadura, temos de novo connosco à conversa Jorge Martins da Silva, principal responsável da Secção de Orientação dos Amigos da Montanha.

Realiza-se no próximo sábado, no Monte de S. Mamede, em Areosa (Viana do Castelo), o III Open Amigos da Montanha. Evento de Orientação Pedestre organizado pela Associação Amigos da Montanha, este III Open é constituído por duas etapas de Distância Média, a primeira com início às 10h30 e a segunda cinco horas mais tarde. A classificação final será obtida pelo somatório dos tempos em ambas as etapas. Inscritos até ao momento perto de 170 atletas em representação de 15 clubes. Ori-Estarreja e Grupo Desportivo 4 Caminhos apresentam as comitivas mais numerosas num conjunto onde pontificam ainda 4 atletas espanhóis e um sueco.

As etapas desenrolar-se-ão no mapa "São Mamede", na escala 1/7.500 com equidistância de 5 metros (desenhado segundo as normas da IOF, sob a responsabilidade da FPO e actualizado em Agosto de 2009). Trata-se dum mapa rico em elementos rochosos, com boa rede de caminhos e zonas de rápida progressão no qual evoluirão os atletas distribuídos por 21 escalões de competição e 4 escalões abertos. Para nos dar uma panorâmica do que poderemos encontrar, fomos aos encontro de Jorge Martins da Silva que aceitou assumir as despesas da conversa. Assim:


"Uma jornada exigente, em termos físicos e técnicos"

Orientovar - Duas provas de Distância Média no mesmo dia, num local aprazível com muito para desfrutar. Quer falar-nos um pouco do que irá ser este III Open de Orientação Amigos da Montanha?

Jorge Silva - As provas regionais têm tido pouca adesão de participantes o que vem colocar a questão da viabilidade económica das mesmas. Procurando analisar os motivos dessa baixa adesão, falando com vários atletas, pareceu-nos que uma razão forte e bastante comum seria a ocupação de muitos fins-de-semana na Orientação, restando pouco tempo para outras actividades de lazer. A organização de duas etapas no mesmo dia vem responder a essa condicionante, levantando entretanto outras questões, como seja a necessidade de a primeira prova ser bastante cedo e colocando dificuldades à organização na desmontagem de um percurso e montagem de outro em curto espaço de tempo. Neste III Open Amigos da Montanha, atendendo a que os atletas irão passar um dia completo connosco, a arena da prova é num local bastante aprazível, onde procuraremos criar um bom ambiente para todos.

Orientovar - Quais os principais desafios que irão pôr à prova as qualidades e capacidades dos participantes?

Jorge Silva - Os participantes terão que estar atentos ao facto de terem pouco tempo para recuperarem do esforço, da primeira para a segunda etapa. Portanto terão que dosear o esforço atendendo a este aspecto. Em termos físicos, os percursos são relativamente fáceis para aquele tipo de terreno. Evitamos levar os atletas para as zonas de maiores desníveis e reduzir às distâncias. Mesmo assim, parece-nos que é uma jornada exigente, em termos físicos e técnicos.

Orientovar - Na sequência do evento, a Orientação transfere-se no domingo para o Largo da Porta Nova, em Barcelos, para uma prova de âmbito local. Quer falar-nos um pouco sobre isto?

Jorge Silva – A prova local de Barcelos vem na sequência do nosso planeamento, ao nível do clube, onde tínhamos previsto uma prova naquele fim-de-semana. E como os nossos associados estão contar com isso, mantivemos a prova que se dirige ao público em geral, sem qualquer intuito competitivo.

Orientovar - No início duma nova temporada, quais os principais objectivos traçados pelos Amigos da Montanha?

Jorge Silva - Os nossos objectivos passam por reforçar a equipa de elite, juntando mais um atleta aos dois já existentes. Procuraremos também cartografar pequenos mapas nas áreas envolventes de Barcelos, que permitam organizar eventos de âmbito local, em zonas de floresta. Finalmente, recrutar alguns atletas jovens a partir de alunos das escolas locais.

Saiba mais em
http://oriamigosdamontanha.no.sapo.pt/.

Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO

.

Sem comentários: