sexta-feira, 14 de agosto de 2009

WOC MTBO ISRAEL 2009: DANIEL MARQUES SPRINTOU PARA UM SENSACIONAL 16º LUGAR


Disputou-se esta manhã em Neot Kdumim a final de Sprint do Campeonato do Mundo de Orientação em BTT, com Daniel Marques a concluir a sua prova num sensacional 16º lugar. Este acaba por igualar o melhor resultado de sempre do grande orientista em BTT português, alcançado também numa prova de Sprint, nos Mundiais de 2007 (Vysocina, Republica Checa).

Daniel Marques tinha avançado com palavras de optimismo no seu blogue [www.dani-oribtt.blogspot.com], onde anteontem se podia ler: “… já não sinto fraqueza no corpo. Vim para Israel com uma semana de paragem obrigatória devido a problemas de saúde, treinei muito limitado aqui no campo de treinos, mas agora já começo a ter sensações mais positivas, estou-me a sentir melhor! Não vou estar a 100%, mas estou com esperanças de recuperar parte da minha forma dos últimos tempos.” E terminava traçando objectivos para a prova de hoje: “Melhorar o 16º lugar obtido na República Checa em 2007!” Pois bem, gastou 25.59, ficando a dez segundos do francês Matthieu Barthelémy e do tão almejado 15º lugar. E com menos 30 segundinhos apenas teria entrada no top-10!

Mais do que uma prova perfeita esta foi, acima de tudo, uma prova conseguida. Compensando alguma falta de frescura física com elevados níveis de concentração, o atleta português fez da regularidade a sua arma e alcança de novo um lugar no top-20 em Campeonatos do Mundo, confirmando ser essa uma merecida posição entre a elite mundial.

Adrian Jackson foi o grande vencedor

Quanto aos restantes portugueses, João Ferreira foi o 33º classificado com o tempo de 28.15, redimindo-se dos resultados menos bons das duas finais anteriores. João Ferreira esteve igulamente muito concentrado, fazendo uma prova praticamente limpa que o deixou a menos de dois minutos do top-20. Um verdadeiro resultadão nesta sua estreia em Campeonatos do Mundo. Já Paulo Alípio não esteve tão bem como nos dias anteriores, sobretudo na parte final da prova onde algumas más opções acabaram por ditar um resultado que poderia ter sido bem diferente, para melhor. Na passagem intermédia pelo rádio-controlo, já na segunda metade da prova, o atleta ocupava a 23ª posição com 58 segundos de vantagem sobre João Ferreira e inclusive à frente do suíço Beat Schaffner, que viria a ser o 5º classificado da Geral Final. O 45º lugar final, com o tempo de 31.28, terá deixado alguns amargos de boca ao atleta português que não conseguiu, assim, melhorar o 42º lugar de 2008, naquele que constituiria seguramente um dos seus grandes objectivos.

O australiano Adrian Jackson foi o grande vencedor, com o tempo de 23.19. Com este resultado, o actual número 1 do ‘ranking’ mundial alcança o seu terceiro título na mais importante competição internacional, depois das vitórias nas provas de Distância Média dos Mundiais de 2004 (Ballarat, Austrália) e do ano transacto (Stare Jablonki, Polónia). Campeão Mundial de Sprint em 2008, o dinamarquês Lasse Brun Pedersen não conseguiu segurar o título, quedando-se pela medalha de prata com mais onze segundos que o vencedor. O russo Ruslan Gritsan foi o terceiro classificado com o tempo de 23.56.

Resultados

Masculinos

1º Adrian Jackson (Ausrália) 23.19
2º Lasse Brun Pedersen (Dinamarca) 23.30
3º Ruslan Gritsan (Rússia) 23.56
4º Viktor Korchagin (Rússia) 24.18
5º Beat Schaffner (Suiça) 24.37
6º Jiri Hradil (República Checa) 24.51
7º Beat Oklé (Suiça) 25.04
8º Radek Laciga (República Checa) 25.209º Samuli Saarela (Finlândia) 25.21
10º Jussi Laurila (Finlândia) 25.29
(…)
16º Daniel Marques (Portugal) 25.59
33º João Ferreira (Portugal) 28.15
45º Paulo Alípio (Portugal) 31.28

Susana Pontes termina no 33º lugar

Susana Pontes terminou a sua prova no 33º lugar com o tempo de 30.43, a 11 segundos da espanhola Susana Arroyo, apenas a 3 segundos da lituana Vaida Reinartaite e, portanto, ligeiramente aquém da 30ª posição de 2008. Única atleta da Eslováquia presente na competição, Hana Bajtosová revalidou o seu título mundial, impondo-se de forma surpreendente à finlandesa Marika Hara e à austríaca Michaela Gigon, respectivamente segunda e terceira classificadas. Bajtosová necessitou de 22.37 para completar a sua prova, batendo por 23 segundos e 57 segundos as suas adversárias directas.

Resultados

Femininos

1º Hana Bajtosová (Eslováquia) 22.37
2º Marika Hara (Finlândia) 23.00
3º Michaela Gigon (Áustria) 23.34
4º Sonja Zinkl (Áustria) 23.54
5º Anna Kaminska (Polónia) 23.55
6º Christine Schaffner (Suiça) 23.56
7º Tatiana Repina (Rússia) 24.02
8º Emily Benham (Grã-Bretanha) 24.22
9º Anna Fuzy (Hungria) 24.59
10º Martina Tichovska (República Checa) 25.01
(…)
33º Susana Pontes (Portugal) 30.43

Campeonatos terminam amanhã

Antes de terminar, apenas o reparo para a falta de actualização das páginas com as classificações oficiais (e não só!), seguramente uma mancha na Organização destes Campeonatos. Serve isto também para reforçar a ideia que, à semelhança de ontem, também hoje os resultados apresentados são provisórios, na esperança de que não surjam alterações àquilo que aqui ficou dito.

Amanhã, a Final da prova de Distância Longa colocará um ponto final nos Campeonatos. Tudo em aberto neste verdadeiro tudo-por-tudo, com as atenções viradas para aquilo que Daniel Marques, João Ferreira, Paulo Alípio e Susana Pontes poderão vir a fazer. Continue a acompanhar os Campeonatos através da página oficial da prova, em
www.nivut.org.il/mtbo/, dos blogues de Daniel Marques e João Ferreira, em www.dani-oribtt.blogspot.com e www.joaoferreira.net, respectivamente, e – claro está! – aqui, no seu Orientovar.

[foto gentilmente cedida por Eduardo Oliveira]

Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO

.

Sem comentários: