quinta-feira, 20 de agosto de 2009

WOC MISKOLC 2009: TIAGO ROMÃO EM 42º NA FINAL DE SPRINT


Tiago Romão foi o 42º classificado na final da prova de Sprint dos Campeonatos do Mundo de Orientação Pedestre que, até ao próximo domingo, têm lugar em Miskolc, na Hungria.

20 de Agosto de 2009. Um dia que fica registado nos anais da Orientação nacional pelos melhores motivos. O dia em que Tiago Romão se tornou no segundo português a chegar a uma final dum Campeonato do Mundo após ultrapassar com êxito a fase de qualificação. Antes apenas Marco Póvoa o tinha conseguido, precisamente em Aichi, no Japão (2005), graças ao 13º lugar na 1ª série da prova de Distância Longa. Mas se apenas quatro anos separam dois dos maiores feitos da Orientação portuguesa nesta competição, em termos do significado destes resultados a distância é abismal. É que enquanto Póvoa caminhava a passos largos para os trinta anos de idade e entrava - com o devido respeito para aquele que ainda é o melhor orientista português de sempre! - na curva descendente, Tiago Romão acaba de chegar pela primeira vez a uns Mundiais com apenas 19 anos de idade (fará os 20 dentro de dias, a 2 de Setembro) e tem muito – mas mesmo muito – para progredir (e muitas alegrias para nos dar).

Quanto à grande final desta tarde, os mais optimistas vaticinavam um lugar nos 30 primeiros. A verdade é que a concorrência era fortíssima e, depois desta mais que merecida presença, era impossível exigir o que quer que fosse ao atleta português. Tiago Romão demonstrou estar à altura das responsabilidades, sempre muito concentrado, acabando por fazer uma prova isenta de erros, pontuada apenas por ligeiras hesitações que, no seu conjunto, o penalizaram em meia dúzia (ou dúzia e meia) de segundos. A diferença de tempos que o separam da primeira metade da tabela – bem o sabemos! - deve-se sobretudo ao factor técnico, algo que é trabalhado no dia-a-dia por atletas altamente profissionalizados, muito para lá daquilo que são as duras realidades duma Orientação que, em Portugal, se pratica ainda e sempre de forma amadorística. Mas que ainda assim se mostra ao Mundo esclarecidamente, atraindo sobre si as atenções e suscitando rasgados elogios dos mais variados quadrantes ligados à modalidade.

Khramov revalida título

O russo Andrey Khramov fez a sua estreia nestes mundiais com um 4º lugar nas qualificatórias de Distância Longa de domingo passado, optou de seguida por prescindir da prova de Distância Média e foi assim, “fresquinho que nem uma alface”, após uma longa pausa de quatro dias, que o vimos hoje em Miskolc a defender o título mundial alcançado na República Checa, no ano transacto. E que bem que o fez! Khramov não deu quaisquer chances à concorrência, aproveitando um ligeiro deslize do suíço Fabian Hertner no ponto de controlo nº 5 para tomar o comando da corrida e nunca mais o largar. No final, a vantagem de 26 segundos sobre Hertner, o segundo classificado, é suficientemente esclarecedora da supremacia do russo. Numa prova que não contou com a participação do Campeão do Mundo de Sprint em 2007 (Kiev, Ucrânia), o francês Thierry Gueorgiu, a terceira posição coube ao também suíço e Vice-Campeão do Mundo no ano transacto, Daniel Hubmann, a escassos dois segundos do seu colega de selecção e a 38 segundos do vencedor.

Martin Johansson (Suécia), medalha de bronze em Olomouc e em Kiev, terminou na 5ª posição, destacando-se ainda o 6º lugar de Kiril Nikolov (a melhor posição de sempre dum atleta da Bulgária em Campeonatos do Mundo) ou o 9º lugar do ucraniano Pavlo Ushkvarok, que assim melhora o seu melhor registo de sempre, depois do 11º lugar da final de Sprint em 2008 e da final de Distância Média em 2007. O romeno Ionut Zinca constituiu uma tremenda desilusão, depois duma entrada desastrada no mapa que o fez perder quase um minuto na progressão para o segundo ponto, atirando-o para um desconsolador 29º lugar final com o tempo de 17.07,5. Quanto ao jovem António Martinez, único atleta espanhol presente nesta final, concluiu na 43ª posição, imediatamente atrás de Tiago Romão e com uma diferença de 28 segundos do português.

Resultados
Masculinos

1º Andrey Khramov (Rússia) 15.10,6
2º Fabian Hertner (Suiça) 15.36,1
3º Daniel Hubmann (Suiça) 15.38,2
4º Olav Lundanes (Noruega) 15.52,7
5º Martin Johansson (Suécia) 15.57,3
6º Kiril Nikolov (Bulgária) 16.03,7
7º Matthias Mueller (Suiça) 16.03,9
8º Oystein Kvaal Osterbo (Noruega) 16.15,3
9º Pavlo Ushkvarok (Ucrânia) 16.17,2
10º Mattias Millinger (Suécia) 16.17,7
(…)
42º Tiago Romão (Portugal) 18.08,5

O primeiro ouro de Helena Jansson


No sector feminino, a norueguesa Anne-Margrethe Hausken foi impotente para segurar o seu título mundial de Sprint, ante uma Helena Jansson, plena de força e de técnica e que fez em Miskolc uma prova irrepreensível. A atleta sueca terminou com o tempo de 15.07, impondo-se categoricamente à sua compatriota Linnea Gustafsson por 42 segundos (!) e relegando a campeoníssima suiça Simone Niggli para a medalha de bronze, a mesma posição alcançada ontem na final de Distância Média. A uma semana de completar 24 anos de idade, Jansson alcança assim o mais importante título da sua carreira, depois de ter sido 6ª na final de ontem. .
Hausken não foi além do 7º lugar com 16.04, enquanto a líder do ‘ranking’ mundial, Minna Kauppi (Finlândia), conclui na 13ª posição com 16.24. As grandes surpresas vieram da australiana Kathryn Ewels, 5ª classificada com o tempo de 16.00 e que tinha até hoje, como melhor resultado, o 14º lugar da final de Distância Longa, em Olomouc, e sobretudo da chinesa Shuangyan Hao, que com 16.14,4 alcança um notável 10º lugar e melhora significativamente a 18ª posição de Mingyue Zhu, no ano transacto, também na final de Sprint. Uma última referência para as espanholas Esther Gil e Ona Rafols, 32ª e 42ª classificadas, com os tempos de 18.01 e 19.45, respectivamente.

Resultados
Femininos

1º Helena Jansson (Suécia) 15.07,8
2º Linnea Gustafsson (Suécia) 15.49,7
3º Simone Niggli (Suiça) 15.54,7
4º Signe Soes (Dinamarca) 15.58,3
5º Kathryn Ewels (Austrália) 16.00,9
6º Anni-Maija Fincke (Finlândia) 16.01,5
7º Anne-Margrethe Hausken (Noruega) 16.04,8
8º Elise Egseth (Noruega) 16.07,6
9º Karolina A. Höjsgaard (Suécia) 16.09,9
10º Shuangyan Hao (China) 16.14,4
10º Ines Broadmann (Suiça) 16.14,4

Tudo para acompanhar em
http://tajfutovb2009.hu/.

Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO

.

1 comentário:

Mário Duarte disse...

boas tardes e uns muitos sinceros
parabéns para o tiago e toda a comitiva portuguesa, pelos resultados alcançados, no entanto e esclarecimento ao comentário exposto, queria lembrar que o Póvoa já teve estatuto de alta competição em virtude de um 16º lugar numa final A de um mundial na variante de sprint.