sexta-feira, 28 de agosto de 2009

PORTUGAL O'SUMMER 2009: O DIA DE PAULO FRANCO


O Portugal O’Summer entra na recta final. Enquanto se afinam agulhas para os decisivos e mais importantes dias da competição, hoje correu-se de novo uma prova de Distância Média com Raquel Costa a reincidir no triunfo e Paulo Franco a inscrever pela primeira vez o seu nome na galeria de vencedores.

Revisto em Novembro do ano transacto, o mapa das Dunas de Cantanhede foi palco esta manhã da prova de Distância Média que assinalou o 4º dia do Portugal O’Summer 2009. Com o aproximar do fim-de-semana e das grandes emoções das jornadas mais importantes, começam a aparecer caras novas (e menos novas) e daí que o número de participantes nos escalões de competição venha a aumentar, ultrapassando pela primeira vez neste evento as três centenas de atletas.

A organização, a cargo do Clube Ori-Estarreja, Câmara Municipal de Cantanhede e Federação Portuguesa de Orientação, continua a demonstrar níveis qualitativos elevados, inexcedível na disponibilidade e apoio aos participantes, promovendo a modalidade e a região de forma ímpar e proporcionando a todos quantos orientaram parte das suas férias para a Tocha uma experiência globalmente muito positiva. É verdade que S. Pedro tem dado uma ajuda preciosa, mas o mérito – e espero que o santo não tenha por hábito ler o Orientovar e não se lembre de estragar o fim-de-semana com uma onda de insuportável calor – vai inteirinho para Nuno Leite e demais equipa.

Assalto ao poder


Depois de muito ameaçar, Paulo Franco (COC) acabou por vencer com inteiro mérito uma etapa deste Portugal O’Summer 2009. Transpirando energia e confiança, o grande atleta ousou bater-se de igual para igual com a forte concorrência, vencendo no tempo de 37.09, à frente de Alexandre Alvarez (CPOC) – que fez a sua estreia na prova – e do vencedor da etapa anterior, Miguel Silva (CPOC). Paulo Franco está agora soberanamente colocado para tomar de assalto o primeiro lugar, que se encontra desde a jornada inaugural na posse do sempiterno Joaquim Sousa (COC).

No sector feminino Raquel Costa (GafanhOri) alcançou a segunda vitória consecutiva, ante uma combativa e inconformada Patrícia Casalinho (COC). A diferença entre ambas foi de 1.27, com a terceira classificada, Andreia Silva (COC) a já distantes 5.20 da vencedora. Também aqui, no conjunto das provas já realizadas, Raquel Costa vai ameaçando seriamente a primeira posição, ainda e sempre na posse de Casalinho.

Resultados

Elite Masculina (M21E)
1º Paulo Franco (COC) 37.09
2º Alexandre Alvarez (CPOC) 37.41
3º Miguel Silva (CPOC) 38.51
4º Joaquim Sousa (COC) 40.42
5º Patrick Watts (WROC) 43.21
6º Manuel Horta (GafanhOri) 47.16
7º Fernando Soriano Rubio (COHU) 49.01
8º Raul Ferra Múrcia (Lorca-O) 50.38
9º Domingos Martins (GD4C) 50.59

10º Sabin Ormaza (Cobi) 53.40

Elite Feminina (W21E)
1º Raquel Costa (GafanhOri) 38.54
2º Patrícia Casalinho (COC) 40.21
3º Andreia Silva (COC) 44.14
4º Ana Magina (CAOS) 47.26
5º Adrienne Brandi (CCRoma) 48.42
6º Catarina Ruivo (COC) 50.01
7º Lena Coradinho (GafanhOri) 50.40
8º Paula Nóbrega (OriMarão) 51.21
9º Masha Boyko (GD4C) 53.10
10º Suati Almeida (GD4C) 53.29

Cuidado que chegou o Manel

Quanto aos restantes escalões, o destaque do dia de hoje vai para o escalão de H55 e para a primeira vitória de Manuel Dias (Individual), colocando um ponto de ordem na mesa como que a dizer que ainda há muita e boa Orientação pela frente e que não veio à Tocha apenas para fazer turismo. Luís Silva (ADFA) e Susana Pontes (CPOC), respectivamente em H17 e W35, deixaram-se hoje surpreender por Rubén Pérez (Rioja-O) e Maria Amador (ATV), embora sem com isto colocarem em causa a sua liderança. Quem continua de pedra e cal no comando é Santos Sousa (ADFA), em H40, depois do quarto triunfo consecutivo e de novo por larga margem. Em W15, Rute Coradinho (GafanhOri) começa a acusar algum cansaço e hoje não foi além da 5ª posição, tendo agora Yara Bores (Orca) à perna. Após nova vitória, Nuno Pedro (CAOS) está pela primeira vez no comando da classificação em H21A, enquanto em H20, Mariana Moreira (CPOC) voltou às vitórias e cimentou a liderança no escalão. Mas atenção: Para a classificação final contam apenas os cinco melhores resultados e muito há ainda por decidir!

Amanhã o evento recebe a mais importante das seis etapas que o compõem. No emblemático mapa do Palheirão irão evoluir 733 atletas nos escalões de competição, aos quais se juntam mais de uma centena nas provas abertas. Uma jornada que começará bem cedinho, com os primeiros atletas a partirem logo às 9 da manhã, em ambiente de grande festa que marca o arranque da Taça de Portugal da temporada 2009/2010, pontuando igualmente para a Liga Espanhola 2009 e para o ‘ranking’ mundial da modalidade. Ainda e sempre com as bênçãos de S. Pedro.

Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO

.

Sem comentários: