domingo, 19 de julho de 2009

ORIJOVEM: 12ª EDIÇÃO CHEGA AO FIM


Quando se está perdido… Relocalizar!

Pouco passava das 7h30 e já a algazarra estava de volta. Era o último dia do 12º OriJovem. Logo a seguir ao leite com cereais e às sandes do pequeno-almoço regressámos ao Pinhal do Rei, mais concretamente ao mapa da Vieira.

Esta última actividade do estágio consistiu num treino de relocalização, ou seja ensinar aos jovens os procedimentos mais correctos para quando se está perdido. Aos pares ou em grupos maiores, com ou sem monitor, lá se foi percorrendo a floresta pela última vez neste OriJovem. Mas o grande momento do dia, a actividade que tradicionalmente encerra o OriJovem começava a aproximar-se, e não iria decorrer em nenhuma floresta…

Estafetas: A Festa da Orientação

Embora este OriJovem tenha tido uma Estafeta extra (a nocturna no primeiro dia), a Estafeta que encerra o estágio tem sempre um significado especial, porque tem um sabor a despedida com todas as emoções que isso encerra para cada jovem presente.

Por volta das 15h00 o relvado verde do Parque da Cerca, na Marinha Grande, começou a ficar mais azul com a chegada dos jovens já com a t-shirt do estágio envergada. Como se de uma única equipa se tratasse. Como se fossem todos do mesmo clube.

E foi debaixo de uma grande ventania que 23 equipas de Laranjinhas, Verdes, Azulados e Técnicos, todos misturados, deram início à Estafeta de Encerramento do 12º OriJovem. Com cada equipa constituída por três elementos, sendo o primeiro um jovem com alguma experiência, que depois passou o testemunho ao segundo elemento da equipa que era o mais experiente (um Técnico, um Azulado ou um Verde mais velho), e que depois deixou a responsabilidade das classificações finais para os jovens Laranjinhas que fizeram o percurso final em grande festa e muitos gritos dos colegas de equipa a incentivarem. E a festa durou até à chegada da última equipa, com todos a saírem vencedores de mais esta Festa da Orientação.

A despedida

De regresso à Escola que foi a sua casa durante estes três dias, um bom banho preparou a despedida feita de muitas formas diferentes, uns com muita emoção, outros desprendidos, muitos risos, algumas lágrimas e sempre, sempre muita algazarra…

E agora é olhar para a frente e começar a pensar já no 13º OriJovem na Páscoa de 2010!

[texto e foto de António Aires]

Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO

.

Sem comentários: