segunda-feira, 6 de julho de 2009

JWOC 2009: COMEÇO GLORIOSO DE DIOGO MIGUEL E TIAGO ROMÃO


Sensacional! É desta forma que se deve classificar o desempenho de Diogo Miguel e Tiago Romão na prova de Sprint que marcou o arranque do Campeonato do Mundo de Juniores de Orientação Pedestre JWOC 2009, em Primiero (Itália).

Portugal começou da melhor forma a sua participação no Campeonato do Mundo de Juniores de Orientação Pedestre JWOC 2009. Na prova de Sprint, disputada ao início da tarde em Fiera de Primiero, Diogo Miguel e Tiago Romão confirmaram as melhores expectativas, classificando-se em 11º e 14º lugar, respectivamente. Um resultado apenas ao alcance dos melhores atletas mundiais e que constitui um justo prémio ao esforço, à determinação e à enorme qualidade dos atletas. É ainda um resultado que, se por um lado atesta a enorme qualidade e capacidade desta geração de ouro da Orientação nacional, coroa de êxito o excelente trabalho desenvolvido por toda uma equipa técnica, com particular destaque para Bruno Nazário e Tiago Aires.

A prova de Sprint desenrolou-se em Mezzano e Imer, duas pequenas aldeias encravadas nos Dolomitas a cerca de 4 km do centro do evento, Fiera de Primiero. Tal como se esperava, o mapa encerrava um elevado grau de exigência técnica e física, com os percursos desenhados por entre as casas das aldeias, separadas entre si por estreitas passagens e rodeadas de campos muito verdes, formando um todo harmonioso e de enorme beleza. O percurso de competição para a prova masculina teve uma distância de 3,1 km (24 pontos de controlo, 90 metros de desnível), enquanto na prova destinada ao sector feminino a distância foi de 2,5 km (21 pontos de controlo, 80 metros de desnível).

O melhor de sempre

Com uma boa entrada no mapa, Diogo Miguel e Tiago Romão fizeram da regularidade a sua arma ao longo de toda a prova, foram aumentando os níveis de confiança com o desenrolar da prova e terminaram com muita força, em crescendo e verdadeiramente à campeões. Diogo Miguel concluiu na 11ª posição com 15.30, melhorando significativamente o seu 41º lugar do ano transacto em Gotemburgo (Suécia) e estabelecendo a melhor classificação de sempre dum atleta português numa prova de Sprint do JWOC. Tiago Romão gastou mais 12 segundos que o seu colega de equipa e foi o 14º classificado, ex-aequo com o sueco Albin Ridefelt. Numa prova que contou com a participação de 169 atletas, a vitória coube ao suíço Matthias Kyburz com o tempo de 14.43.

Os restantes portugueses tiveram igualmente prestações consentâneas com a sua qualidade. Estreante nestas andanças, Manuel Horta teve uma entrada no mapa algo deficiente (era o 108º classificado à passagem no primeiro rádio-controlo), corrigiu de forma soberana, galgou dezenas de lugares na tabela terminou e concluiu bem dentro da primeira metade da tabela classificativa, no 61º lugar com 17.03. Jorge Fortunato teve um desempenho oposto ao do seu colega de equipa, com uma entrada no mapa que permitia acreditar num resultado ao seu nível, mas uma desatenção tê-lo-á feito perder preciosos segundos, atirando-o para a 102ª posição, com um registo de 18.02. Finalmente, João Mega Figueiredo – um atleta que transitou directamente do EYOC para o JWOC, com uma viagem de mil e tal quilómetros de permeio em menos de 24 horas – esteve muito acima do que seria de esperar e classificou-se no 89º lugar com o tempo de 17.44.

Resultados

1º Matthias Kyburz (Suiça) 14.43

2º Milos Nykodym (Rep. Checa) 14.56
3º Martin Hubmann (Suiça) 14.58
4º Florian Howald (Suiça) 15.00
5º Søren Bobach (Dinamarca) 15.01
6º Severin Howald (Suiça) 15.04
7º Mathias Bjugan (Noruega) 15.16
8º Olle Boström (Suécia) 15.18
9º Gustav Bergman (Suécia) 15.20
10º Kalle Johansson (Suécia) 15.24
11º Diogo Miguel (Portugal) 15.30
12º Thibaut Poupard (França) 15.35
13º Arturs Paulins (Letónia) 15.36
14º Albin Ridefelt (Suécia) 15.42
14º Tiago Romão (Portugal) 15.42
16º Andris Jubelis (Letónia) 15.43
17º Ulf Forsetn Indgaard (Noruega) 15.45
18º Rasmus Kiilerich Kragh (Dinamarca) 15.47
19º Philipp Sauter (Suiça) 15.57
20º Pavel Kubat (Rep. Checa) 15.58
(…)
61º Manuel Horta (Portugal) 17.03
89º João Mega Figueiredo (Portugal) 17.44
102º Jorge Fortunato (Portugal) 18.02

Valentes raparigas


No sector feminino as expectativas eram naturalmente menos elevadas. Ao facto desta ser a estreia das nossas três representantes num Campeonato do Mundo de Juniores de Orientação Pedestre, acrescia o natural desgaste físico decorrente da participação de todas elas no EYOC, com a tal viagem de ligação entre a Sérvia e a Itália a deixar as nossas jovens no destino apenas oito horas antes do início da prova.

O facto é que as atletas pareceram não acusar o cansaço, correram descontraidamente e sem qualquer tipo de pressões e demonstraram também elas capacidades para se baterem com as melhores do mundo no seu escalão. Ana Coradinho esteve simplesmente fantástica, com uma prova plena de regularidade e que lhe valeu a 51ª posição com o tempo de 16.13. À semelhança de Diogo Miguel, Ana Coradinho estabeleceu igualmente a melhor classificação portuguesa de sempre numa prova de Sprint do JWOC, no que ao sector feminino diz respeito. Não foi fácil o primeiro embate de Joana Costa com o mapa e com este tipo de percursos, rectificou entretanto, foi adquirindo confiança e subindo lugares na classificação para concluir no 66º lugar com o tempo de 16.58. Isabel Sá terá sido a atleta que mais acusou o desgaste, começando de forma regular mas caindo alguns lugares ao longo da prova, para terminar com um registo de 17.50 que lhe valeu a 85ª posição entre 120 participantes. A vitória coube à sueca Jenny Lönnkvist com o tempo absolutamente impressionante de 13.34.

Resultados

1º Jenny Lönnkvist (Suécia) 13.34

2º Tereza Novotna (Rep. Checa) 14.02
2º Ida Bobach (Dinamarca) 14.02
4º Fiona Kirk (Suiça) 14.15
5º Mari Jevne Arnesen (Noruega) 14.16
6º Sarina Jenzer (Suiça) 14.26
7º Ingjerd Myhre (Noruega) 14.27
8º Natalia Vinogradova (Rússia) 14.43
9º Elena Roos (Suiça) 14.44
10º Beata Falk (Suécia) 14.48
10º Sophie Tritschler (Suiça) 14.48
12º Zenia Hejlskov Mogensen (Dinamarca) 14.53
13º Marika Teini (Finlândia) 14.56
14º Anastasia Trubkina (Rússia) 15.02
15º Júlia Gross (Suiça) 15.04
15º Britt Ingunn Nydal (Noruega) 15.04
15º Sari Anttonen (Finlândia) 15.04
18º Bettina Aebi (Suiça) 15.06
18º Karina Fershalova (Rússia) 15.06
20º Margarita Moloktova (Rússia) 15.07
(…)
51º Ana Coradinho (Portugal) 16.13
66º Joana Costa (Portugal) 16.58
85º Isabel Sá (Portugal) 17.50


Amanhã, a partir das 9h30, corre-se a final directa da prova de Distância Longa. Tudo para acompanhar em
http://www.jwoc2009.it/ ou aqui, no seu Orientovar.

Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO

.

4 comentários:

Joaquim Sousa disse...

Assisti em directo ao desenrolar da prova e foi gratificante assistir ao desempenho dos nossos atletas, principalmente, claro, o Diogo e o Tiago a quem quero deixar aqui os meus parabens e tambem realçar o desempenho de todos os outros.Força para as provas que faltam, FORÇA PESSOAL...

Joaquim Sousa

andreiasilva disse...

Parabens a todos. Os resultados são excepcionais.
Força para as próximas provas.
Andreia Silva

Carlos disse...

Ilustres companheiros, é com satisfação e muita emoção que vamos seguindo os vossos excelentes resultados, que para quem vos conhece e acompanha sabe que na realidade são consequencia positiva do vosso muito e bom trabalho, enquadrado pelos vossos tecnicos. Venham mais resultados e deixo aqui o meu pedido especial ao Tiago "venha um Top 10" Abraço

Albano Joao disse...

Parabens Diogo e Tiago.
O trabalho e humildade são a base do sucesso da concretização dos nossos sonhos.
Continuem a ser humildes e a trabalhar para vocês e nós, termos estas alegrias.
Também estão de parabens o OriEstarreja e o COC, pois criam-vos as condições para a vossa evolução. Abraço