domingo, 5 de julho de 2009

EYOC SERBIA 2009: GRANDE, GRANDE MARIANA!


Mariana Moreira! Para ela vão as honras desta última jornada dos Campeonatos da Europa de Jovens de Orientação Pedestre EYOC Serbia 2009. Na prova de Sprint, entre a fina-flor da jovem Orientação mundial, a nossa menina foi 9ª classificada, contando-se como a primeira atleta portuguesa de sempre a entrar no top-10 nesta competição.

Não é todos os dias que se assiste a um resultado assim, e isso enche-nos de satisfação e orgulho. O 9º lugar de Mariana Moreira na prova de Sprint (Escalão W18), com o tempo de 11.08, encerra da melhor forma uma participação que, globalmente, acaba por merecer nota bem positiva. Pena foi que o equilíbrio patenteado a nível nacional pelas nossas outras representantes neste escalão – Joana Costa, Isabel Sá e Ana Coradinho – não tivesse uma correspondência absoluta nas montanhas de Kopaonik e… outro galo cantaria. Mas fica a experiência, sempre positiva, que resulta deste tipo de contactos e a certeza de que, no próximo ano, haverá mais e seguramente melhor.

Quanto às restantes atletas portuguesas neste escalão, Isabel Sá e Joana Costa tiveram desempenhos idênticos, concluindo nos 51º e 52º lugares com os tempos de, respectivamente, 15.36 e 15.44. Ana Coradinho foi a 61ª classificada com 16.32. A vencedora, a norueguesa Maren Haverstad, fez o tempo de 10.55, deixando a checa Karolina Teplá e a estoniana Sigrid Ruul, segunda e terceira classificadas, a respectivamente 28 e 40 segundos de diferença. Participaram nesta prova 82 atletas.

Do bom desempenho de Paulo Pereira ao ‘mp’ de João Cascalho

No sector masculino (escalão M18) a grande nota de destaque vai para excepcional vitória do espanhol Antonio Martinez Peréz, com o tempo de 10.49. Andreas Boesen (Dinamarca) e Jirí Necas (República Checa) concluíram nas posições imediatas com os tempos de 10.59 e 11.15, respectivamente.

Quanto aos portugueses, Paulo Pereira teve um bom desempenho, gastando 13.22 o que lhe valeu o 37º lugar entre 96 participantes. Com mais 30 segundo que o seu companheiro, João Mega Figueiredo foi o 50º classificado enquanto Filipe Salgado concluiu no 75º lugar com o tempo de 16.01.

Rafael Miguel, o melhor português

Passando agora aos mais jovens e começando pelo sector masculino (M16), Rafael Miguel e Pedro Silva tiveram um comportamento bastante regular, concluindo na primeira metade da tabela. Rafael Miguel foi o 32º classificado com 11.43, enquanto Pedro Silva se quedou seis lugares abaixo com mais sete segundos que o seu companheiro de equipa. Luís Silva esteve menos bem, concluindo no 54º lugar com 12.44. Finalmente, João Cascalho fez “mp”.

A vitória coube ao russo Andrey Kozyrev com o incrível tempo de 8.34. Só 59 segundos (!) mais tarde, Florian Schneider (Suiça) e Andriy Polovinko (Ucrânia) concluíram a sua prova, ocupando ex-aequo o segundo lugar. Estiveram em prova 85 atletas.



“Gafanhotas” com idêntico desempenho

No escalão W16, as três atletas do GafanhOri tiveram desempenhos em tudo idênticos, concluindo as respectivas provas na primeira metade da tabela classificativa. Com o tempo de 11.47, Rita Rodrigues foi a 28ª classificada. Inês Catalão ocupou o 33º lugar com 12.09. Quanto a Ana Salgado, foi a 36ª classificada com o tempo de 12.27. Menos bem esteve Vera Alvarez, 49ª classificada com o tempo de 13.23.

Entre 72 participantes, a suiça Sandrine Muller foi a grande vencedora no tempo de 9.11, juntando a medalha de ouro àquela alcançada ontem na prova de Estafeta. No segundo lugar classificou-se a russa Yulia Shutkovskaya com o tempo de 9.15, enquanto a terceira posição coube a outra atleta suiça, Lisa Holer, com um registo de 9.47.

Republica Checa vence Taça das Nações

A Taça das Nações, somatório das pontuações alcançadas por todos os atletas em prova – de acordo com uma fórmula específica - foi conquistada de forma brilhante pela República Checa, que assim sucede à Dinamarca na posse do importante troféu. Nos lugares imediatos classificaram-se a Suiça, Rússia, Áustria, Letónia, Hungria, Polónia, Ucrânia, Grã-Bretanha e Alemanha. A Dinamarca não foi além do 11º lugar e a Noruega quedou-se pela 12ª posição. Portugal ocupou a 19ª posição, imediatamente após a Espanha e à frente da Bulgária, Bielorússia e Eslováquia. A Sérvia, país organizador, ocupou o 26º lugar enquanto a 27ª e última posição coube à Eslovénia.

Neste momento a comitiva portuguesa desloca-se já para terras italianas onde João Mega Figueiredo, Joana Costa, Isabel Sá e Ana Coradinho se juntarão a Tiago Romão, Diogo Miguel, Jorge Fortunato e Manuel Horta para participarem no JWOC 2009. Os restantes atletas participarão na prova aberta paralela, a “Dolomites 5 Days” e, naturalmente, apoiarão os nossos juniores. A viagem tem uma duração prevista de 14 horas, saindo daSérvia, passando pela Croácia, Eslovénia, Áustria e entrando na Italia pelo norte. A chegada está prevista já de madrugada, com a comitiva a ‘alojar-se’ num Parque de Campismo, para enfrentar mais um enorme desafio já amanhã de manhã, com o arranque do JWOC 2009 e a prova de Sprint.

Tudo para acompanhar em
http://www.jwoc2009.it/ ou aqui, no seu Orientovar.

[fotos da prova de Estafeta, gentilmente cedidas por Hélder Ferreira]

Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO

.

1 comentário:

Ana disse...

PARABÉNS Mary!! Sempre soube que eras a máior ;-P gosto muito de ti!! ****

Beijinhos grandes pra ti e pra todos,

Ana Porta Nova