quarta-feira, 1 de julho de 2009

EM TEMPO DE BALANÇO: A TEMPORADA 2008/2009 VISTA POR FERNANDO COSTA


Damos hoje por encerrada a ronda pelos clubes a propósito do balanço da temporada orientística que agora chega ao fim. Colocando um ponto final nesta ‘maratona’ de dezassete imperdíveis testemunhos, escutamos Fernando Costa, o presidente do Grupo Desportivo dos 4 Caminhos.


FERNANDO COSTA
GRUPO DESPORTIVO 4 CAMINHOS

“Incapacidade na divulgação”


Orientovar - Enuncie os momentos mais significativos da época e refira o próximo grande desafio?

Fernando Costa - Para o GD4C os momentos mais significativos da época não podem deixar de passar pela realização do NAOM e tudo o que gira em volta deste evento, promoção, crónicas e resultados desportivos. Também muito gratificante foi o relançamento das actividades de Trail-O no norte do País, nas provas regionais e locais. Em termos desportivos a vitória de Maria Sá no Campeonato Absoluto e os títulos colectivos conseguidos, foram os momentos mais marcantes.

Orientovar - Comparativamente à época anterior, que avaliação faz da evolução da modalidade?

Fernando Costa - Depois da realização do WMOC houve a possibilidade da FPO conseguir alterar as estratégias relativamente às Selecções Nacionais. Desde o envolvimento no Mundial do Desporto Escolar até à realização de estágios de preparação, estamos a verificar grandes melhorias.

A nível organizativo esta época não foi tão equilibrada, mas poderemos considerar razoável. Em relação às provas regionais, o aparecimento de provas simultâneas no Norte e no Sul originou a diminuição dos federados em cada evento, a “crise” também faz que alguns orientistas não vão a todas as provas. Mas o decréscimo de participação deve-se a vários factores:
-Incapacidade na divulgação, pois sabemos que existe uma franja de população que está sedenta deste tipo de iniciativas principalmente nos grandes centros, mas que simplesmente não sabe que os eventos existem! Verifiquei esse aspecto na última prova local que realizamos (Park Matosinhos Tour) em que 75% eram não federados e a maioria me dizia, “descobri por acaso na net este evento”.
- Os eventos Regionais tâm que ser só de um dia, pois só mesmo os “aficionados” ficam um fim-de-semana fora por causa de uma prova regional.
- Aparecimento de eventos gratuitos um pouco por todo o lado (caminhadas por uma causa qualquer associada aos eventos) nas provas pedestres, que inibem a participação na Orientação quando pelo menos têm que pagar € 7,75 numa prova de âmbito regional.
- As distâncias para os locais dos eventos e os horários da realização das provas.

Orientovar - Um voto para o Clube e para a Orientação em Portugal na próxima temporada?

Fernando Costa - Na próxima época, o NAOM volta a ser o maior desafio em termos de organização de provas para o GD4C e esperamos que seja do agrado de todos os participantes. Espero que o clube se mantenha com a mesma capacidade organizativa e competitiva das últimas épocas e com a mesma união.

Os meus votos para a modalidade são que os clubes e a FPO consigam melhorar os apoios aos atletas que mais se evidenciam com o objectivo de entrarem nas finais no JWOC e WOC. Que a nova vaga de atletas jovens encarem o treino e vivam a Orientação como uma Paixão, pois só assim é possível conseguir resultados de relevo, e sem resultados desportivos podem ter a certeza que a modalidade também terá dificuldades em se afirmar perante as entidades que gerem o Desporto Nacional.



Veja também nesta rubrica as opiniões de
- Luís Santos, CPOC [
AQUI]
- Jacinto Eleutério, ADFA [
AQUI]
- Paulo Fernandes, LEBRES DO SADO [
AQUI]
- António Amador, ORI-ESTARREJA [
AQUI]
- Daniel Raposo, COALA [
AQUI]
- Hugo Borda d’Água, COAC [
AQUI]
- Afonso Pimentel, COA [
AQUI]
- Guilherme Martins, ÀS 11 NO FAROL [
AQUI]
- Jorge Ramos, CAMINHEIROS DA PORTELA [
AQUI]
- Tiago Aires, GAFANHORI [
AQUI]
- Carlos Monteiro, COC [
AQUI]
- Nuno Pedro, CAOS [
AQUI]
- Jorge Baltazar, GDU AZÓIA [
AQUI]
- Vítor Rodrigues, GINÁSIO FIGUEIRENSE [
AQUI]
- Jorge Silva, AMIGOS DA MONTANHA [
AQUI]
- Carlos Ferreira, DA RECARDÃES [
AQUI]

Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO

.

Sem comentários: